Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/6975
Tipo: doctoralThesis
Título: Avaliação do nível de satisfação no trabalho e dos sintomas de Burnout em docentes da área da saúde
Autor(es): Dallacosta, Fabiana Meneghetti
Orientador: Antonello, Ivan Carlos Ferreira
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Fecha de Publicación: 2014
Palabras clave: MEDICINA
PSICOLOGIA
SÍNDROME DE BURNOUT
ESGOTAMENTO PROFISSIONAL
PROFESSORES - ASPECTOS PSICOLÓGICOS
Resumen: A docência é considerada uma profissão de alto estresse e esgotamento, o que torna os professores suscetíveis à doenças físicas e psíquicas, como a síndrome de burnout. Este estudo transversal, quali-quantitativo, objetivou avaliar a satisfação no trabalho e a presença de burnout em docentes da área da saúde de duas universidades privadas do sul do Brasil, utilizando os questionários OSI e MBI, respectivamente. No total, 139 docentes participaram do estudo, 51,1% mulheres, média idade 44,05 (±9,5) anos, tempo médio de docência 11,7 (±8,4) anos. A maioria (56,8%) apresenta satisfação com o trabalho, 41,8% estão parcialmente satisfeitos e 1,4% insatisfeitos. As maiores pontuações em satisfação foram nos itens motivação, relacionamento e conteúdo e em insatisfação foram volume de trabalho e supervisão. Quanto ao burnout, 13,7% apresentam a síndrome, tendo sido mais frequente em mulheres e professores com menor idade e menor tempo de docência.
Teaching is considered a high risk profession of stress and exhaustion, which makes teachers susceptible to physical and mental diseases, as the burnout syndrome. This cross-sectional study, quali-quantitative, aimed to evaluate the job satisfaction and burnout in health´s teachers from two private universities in southern Brazil, using the questionnaires OSI and MBI, respectively. In total, 139 teachers participated in this study 51. 1% women, average age 44. 05 (± 9. 5) years, average time of teaching 11. 7 (± 8. 4) years. Most (56,8%) have job satisfaction, 41. 8% partially satisfied and 1. 4% dissatisfied. The highest satisfaction scores were on items motivation, relationship and content of work, and dissatisfaction were workload and supervision. About burnout, 13. 7% have the syndrome, being more frequent in women and teachers with lower age and less teaching time.
URI: http://hdl.handle.net/10923/6975
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000464260-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,33 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.