Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/7017
Tipo: masterThesis
Título: Evidências de validade da escala de clima escolar Delaware School Climate Survey-Student (DSCS-S) no Brasil
Autor(es): Holst, Bruna
Orientador: Lisboa, Carolina Saraiva de Macedo
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Fecha de Publicación: 2014
Palabras clave: PSICOLOGIA
PSICOMETRIA (PSICOLOGIA)
TESTES PSICOLÓGICOS
PSICOLOGIA EDUCACIONAL
COMPORTAMENTO (PSICOLOGIA)
Resumen: Introduction: School climate refers to the quality of school life and it is based on patterns of people's experiences in school, and involves norms, goals, values, interpersonal relationships, teaching and learning practices and institutional structures. Poor school climate has been associated with learning disabilities, school drop out, substance abuse, non-compliance of school rules, depression, low self-esteem and bullying in previous studies. However, there are no validated instruments to assess school climate in Brazil. The Delaware School Climate Survey-Student (DSCS-S) is an instrument composed by 78 items, divided into: Scale I - School Climate; Scale II - School Techniques; Scale III - Bullying and Cyberbullying Victimization; and Scale IV - Cognitive, Behavioral and Emotional Student Engagement. Objective: This study aims to investigate evidences of validity of this survey in Brazil, as well as investigate associations of school climate dimensions with characteristics of schools and students in Southern Brazil. Method: This dissertation comprised three manuscripts. The first describes the cross-cultural adaptation and the search for evidence of content validity of the DSCS-S. The second describes the investigation of the psychometric properties of the DSCS-S, more specifically the evidence of construct validity through exploratory and confirmatory factor analysis. The third discusses how the DSCS-S dimensions correlated with each other and how they associated with characteristics of Brazilian students. The sample consisted in 436 students, aged from 9 to 18 years old (M = 12. 98, SD = 1. 80; 51. 8% girls), from 2 private schools (50. 5% of the students assessed) and four public schools located in the cities of Porto Alegre, Gramado and Viamão (Rio Grande do Sul state, Brazil). The DSCS-S and a demographic data questionnaire developed for this study were applied. Procedures for a cross-cultural adaptation were adopted and also evidences of validity of the instrument were investigated along with correlations between the DSCS-S dimensions and student characteristics such as age, gender, number, occurrence of repetition and type of education (private or public).Results: The cross-cultural adaptation resulted in a Portuguese version that is consistent and showed evidence of content validity and proper congruence between the expert committee. Confirmatory factor analysis showed more acceptable fit indices than the exploratory factor analysis. Results indicate (1) the importance of follow a rigorous crosscultural adaptation method to ensure instruments’ content validity; (2) that the Portuguese version of the DSCS-S showed evidences of content and construct validity; and (3) that school strategies to promote a positive climate should focus on student engagement and the development of social-emotional learning school techniques. Conclusion: The DSCS-S can attend Brazilian schools’ demand for climate assessments and support the development of more assertive education policies and strategies that will foster a positive school climate.
Introdução: O clima escolar refere-se à qualidade da vida escolar e está baseado no padrão de experiências das pessoas na escola, envolvendo normas, metas, valores, relacionamentos interpessoais, práticas de ensino e aprendizado e estruturas institucionais. Climas escolares negativos, a partir de estudos prévios, foram associado a dificuldades de aprendizagem, evasão escolar, uso de substâncias psicoativas, desacato a regras escolares, sintomas de depressão, baixa autoestima e bullying. Entretanto, não existem instrumentos validados para avaliação de clima escolar no Brasil. O Delaware School Climate Survey-Sudent (DSCS-S) é um instrumento composto por 78 itens, divididos em: Escala I - Clima Escolar; Escala II - Técnicas Escolares; Escala III - Vitimização no bullying e cyberbullying; Escala IV - Engajamento Estudantil cognitivo, comportamental e emocional. Objetivo: Este estudo objetiva investigar evidências de validade deste instrumento no Brasil, assim como investigar associações das dimensões do clima escolar com características de escolas e alunos do sul do Brasil.Método: Esta dissertação é composta por três manuscritos. O primeiro descreve a adaptação transcultural e a investigação de evidências de validade de conteúdo do DSCS-S. O segundo descreve a investigação das propriedades psicométricas do instrumento, mais especificadamente das evidências de validade de construto do DSCS-S mediante análise fatorial confirmatória e exploratória. O terceiro aborda como as dimensões do DSCS-S correlacionam entre si e se associam com características dos alunos brasileiros. Participaram da pesquisa 436 alunos (51,8% meninas) de 9 a 18 anos (M = 12,98; DP = 1,80), de 2 escolas privadas (50,5% dos alunos avaliados) e 4 escolas públicas de Porto Alegre, Gramado e Viamão/RS. Foram aplicados o DSCS-S e um questionário de dados sociodemográficos elaborado para esta pesquisa. Foram adotados procedimentos para a adaptação transcultural, investigadas evidências de validade do instrumento e também correlações entre as dimensões do DSCS-S e características dos alunos como idade, gênero, série, ocorrência de repetência e modalidade de ensino (privado ou público).Resultados: A adaptação transcultural originou uma versão em português que é consistente e apresenta validade de conteúdo, assim como foi observada adequada congruência entre juízes. As análises fatoriais confirmatórias apresentaram índices de ajuste mais aceitáveis do que as exploratórias. Resultados indicam (1) a importância de um rigoroso método de adaptação transcultural de instrumentos para garantir a validade de conteúdo; (2) a existência de evidências de validade de conteúdo e de construto do DSCS-S para a língua portuguesa do Brasil; e (3) que estratégias para promover um clima escolar positivo devem focar no engajamento dos alunos e no desenvolvimento de técnicas escolares focadas no aprendizado sócio-emocional. Conclusão: O instrumento DSCS-S pode atender a demanda das escolas brasileiras por avaliações de seu clima e auxiliar no desenvolvimento de políticas de educação e na concepção de estratégias e programas escolares mais assertivos e que promovam o clima escolar positivo.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7017
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000464975-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial2,06 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.