Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/7079
Tipo: masterThesis
Título: Sentidos produzidos na docência com alunos com necessidades especiais
Autor(es): Cintra, Lisiene Maria Carbonell
Orientador: Rosek, Marlene
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Data de Publicação: 2014
Palavras-chave: EDUCAÇÃO
EDUCAÇÃO INCLUSIVA
ENSINO FUNDAMENTAL
ESCOLAS PÚBLICAS
Resumo: This study isaimed at learning more about the meanings of teaching to Primary Education teachers in public schools, from the perspective of Education for All. This is a qualitative study with a descriptive nature, which uses semistructured interviews as an instrument for collecting information for later analysis of the content. The universality of eduction requires quality practices that simultaneously provide access to schooling for all and any children, while ensuring their permanence. An inclusive proposal follows this line, especially so when considering that it arises as recognition of exclusion and selectivity in traditional schooling. However, much desired education inclusion has been facing serious problems. There is still a huge gap between so-called inclusive educational policies and the reality experienced in educational practices encountered at schools. Previously, inclusion actions were aimed more at explaining and objectifying educational legislation and policies, with few making the effort to understand the subjective meanings that teachers – education professionals and responsible for implementing the proposal – have been attributing to it. In view of the teachers'"resistance" towards the proposal. The aim is to investigate the meaning of teaching to Primary Education teachers in public schools, in terms of the educational inclusion process. The procedures employed in the study shift from the empirical to interpretative, from speech to meaning, seeking to understand the specific needs of each teacher, expressed by them in some manner. Among the authors that form a base for this paper are students of historical-social theory like Vygotsky and followers, with an emphasis on Fernando González Rey. The target public includes four Primary Education coordinator teachers, with two having only a few years of experience and the other two with more than fifteen years of experience coordinating primary education classes. The analysis of data shows us that the aforementioned "resistance" towards the inclusive proposal originates from beliefs and values that permeate their life experiences, which makes it necessary to create space for autonomy, discussion, critical reflection, and the creation of projects that arise from joint effort and promote writing. Spaces that foster significant content for teachers in their current contexts of life, so they can identify their desires, aspirations, beliefs and thereby resignify them, generating new meanings and leading them to contribute in a manner they judge more effective for quality education in which all children feel welcome.
Este estudo objetivou apreender os sentidos da docência, para os professores dos Anos Iniciais do Ensino fundamental da escola pública, na perspectiva de uma Educação para Todos. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, de caráter descritivo, que utiliza a entrevista semiestruturada como instrumento de coleta de dados para posterior Análise de Conteúdo. A universalidade do ensino requer práticas de qualidade que garantam, simultaneamente, o acesso de toda e qualquer criança à escola, bem como sua permanência nela. A proposta inclusiva segue nesse caminho, principalmente se for considerado que ela surge como reconhecimento da excludência e seletividade da escola tradicional. Até então, as ações de implementação pouco têm se voltado a compreender os sentidos subjetivos que os professores – profissionais da educação –, responsáveis por efetivar a proposta inclusiva, vêm atribuindo a ela. Tendo em vista a “resistência” do professor à proposta, procurou-se investigar os sentidos da docência, para os professores dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental da escola pública, diante do processo de inclusão educacional. Este trabalho ampara-se na categoria de sentido apresentada por Vygostky e nos trabalhos de González Rey que dá ênfase ao caráter cultural da psique. A investigação se dá em uma escola pública, de Educação Básica, da rede estadual da cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. O recorte temporal abrange o primeiro semestre de 2014. O público-alvo são quatro professoras regentes de turma dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. A análise dos dados revelou que a mencionada “resistência” à proposta inclusiva pode estar ligada a naturalização dos fenômenos socialmente construídos e só será modificada pela ação crítica e diferenciada dos sujeitos que vivem essa realidade. Para que isso aconteça é necessário criar espaços de autonomia, discussão, reflexão crítica, criação de projetos que partam do trabalho conjunto e que promovam a autoria.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7079
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000466426-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo878,27 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.