Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/7112
Tipo: masterThesis
Título: Bicha (nem tão) má: representações da homossexualidade na telenovela Amor à Vida
Autor(es): Silva, Fernanda Nascimento da
Orientador: Escosteguy, Ana Carolina Damboriarena
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social
Data de Publicação: 2015
Palavras-chave: COMUNICAÇÃO SOCIAL
MÍDIA
TELENOVELAS
HOMOSSEXUALISMO - BRASIL
IDENTIDADE SOCIAL
REPRESENTAÇÃO SOCIAL
Resumo: This work analyzes the meanings about LGBT people made available for social circulation from the homosexual characters of the Brazilian telenovela Amor à Vida. Presented by the Rede Globo network between 2013 and 2014, this narrative gave visibility, in a meaningful way, to paradoxes and difficulties faced by subjects with non-normative gender and/or sexual identities. The theoretical framework of this research follows the Cultural Studies, specifically regarding the links between culture and media, along with a a discussion on intersectionality and identity and within queer theory and gender and sexuality studies. For a better understanding of the historical context in which Amor à Vida was presented, it was performed a broad review of the 126 LGBT characters that featured 62 of Rede Globo's telenovelas from 1970 to 2013. A mapping of such characters in the other fiction TV series contemporary to Amor à Vida was also performed. The analysis was constructed based on Douglas Kellner's (2001) multiperspectival approach, along with Richard Johnson's (2006) circuits of culture, understanding that a narrative's text cannot be isolated from a reflection on the meanings that are made available for social circulation. The analysis of Amor à Vida was twofold: in relation to the trajectory of homosexuality in Western societies, to the gay and lesbian and queer studies, and to the participation of LGBT characters in Rede Globo's telenovelas; and in context with the other TV fiction products presented by this network in the same period of the studied telenovela. The results made clear the complexity and controversies of the representation of homosexuality in the studied telenovela. Amor à Vida reinforces patterns of LGBT representation, with a majority of male, white, middle-class homosexual characters, with heteronormative gender performativity and wishing for social integration through a normalization of their sexuality. At the same time, Amor à Vida was innovative for presenting, for the first time in a Rede Globo's telenovela, a love triangle between three men, for the presence of an artificial insemination process conducted by a family of homosexual, and for making it visible that gender and sexuality oppressions, when crossed by other social markers such as race, social class and generation, alters the social perception of the subjects. This narrative proved to be a place for multiple construction of meanings about these topics.
A presente pesquisa analisa os sentidos disponíveis para circulação social sobre a população LGBT a partir das personagens homossexuais da telenovela Amor à Vida. Exibida pela Rede Globo, entre 2013 e 2014, a narrativa visibilizou, de forma significativa, paradoxos edificuldades enfrentadas por sujeitos com identidade de gênero e/ou sexual não normativas. O aporte teórico que baliza esta pesquisa está fundamentado nos Estudos Culturais, especificamente no que diz respeito às vinculações entre cultura e mídia. Em relação aos estudos de gênero e sexualidade, há um diálogo com os pressupostos teóricos dos estudos queer e a reflexão identitária interseccional. Para compreender o contexto histórico no qual se insere a narrativa de Amor à Vida, elaborou-se um panorama das 126 personagens LGBTs que participaram de 62 novelas da Rede Globo, entre 1970 e 2013. Também realizou-se um mapeamento destas personagens que integram as tramas de ficção seriada contemporânea à Amor à Vida.A construção da análise foi realizada a partir da proposta multiperspectiva de Douglas Kellner (2001), articulada com o circuito da cultura de Richard Johnson (2006), compreendendo que o texto da narrativa não pode ser isolado de uma reflexão sobre os sentidos que são disponibilizados para circulação social. A análise de Amor à Vida é realizada de duas formas: em relação à trajetória da homossexualidade nas sociedades ocidentais, dos estudos de gays e lésbicas e queer e da participação de personagens LGBTs nas telenovelas da Rede Globo e em contexto com os produtos de ficção televisiva exibidos pela emissora no período contemporâneo a telenovela. A análise explicitou a complexidade e as controvérsias das representações da homossexualidade na telenovela estudada. Amor à Vida reitera padrões de representação de LGBTs, com a participação majoritária gays, brancos, de classe média, com performatividade heteronormativa e desejo de integração social às custas de uma normatização da sexualidade. Ao mesmo tempo, foi inovadora pela apresentação do primeiro triângulo amoroso homossexual das telenovelas, pela presença de um processo de inseminação artificial em uma família formada por homossexuais e pela explicitação de que as opressões de gênero e sexualidade, ao se entrecruzarem com outros marcadores identitários como raça, classe social e geração, alteram a percepção social dos sujeitos. A narrativa demonstrou ser um local de construções múltiplas de sentidos sobre a temática.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7112
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000467545-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,19 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.