Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/7186
Type: doctoralThesis
Title: Impacto da prematuridade no comprimento dos telômeros em crianças
Author(s): Zatti, Helen
Advisor: Jones, Marcus Herbert
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Pediatria e Saúde da Criança
Issue Date: 2015
Keywords: MEDICINA
PEDIATRIA
RECÉM-NASCIDO DE BAIXO PESO
Abstract: Objective : Assess the impact of prematurity on telomere length, a cell aging marker, in children born with very low birth weight. Methods : We conducted a controlled cross-sectional study evaluating 91 children between 7 and 12 years, been 46 former very low birth weight premature and 45 controls. The relative quantification of the size of telomeres (T/S) was performed by polymerase chain reaction (PCR) in peripheral blood leukocytes. Information on perinatal variables, socioeconomic status and stressful life events were obtained. The linear regression model was used for statistical analysis, both in univariate and multivariate analysis. Results : There was no significant difference in the leukocyte T/S ratio among premature infants and controls (p = 0. 841), even after adjustment for possible predictor variables. Univariate analysis showed no statistically significant association between T/S ratio and sex, age, parental age, smoking during pregnancy, education of the caregiver and the head of the family and stressful events that occurred last year. Among preterm infants, there was no relationship between the T/S ratio and birth weight below 1,000 g (β=0. 133, 95% CI= -0. 141 to 0. 406; p=0. 341)), gestational age below 30 weeks (β=0. 030, 95% CI= -0. 209 to 0. 270; p=0. 34) or bronchopulmonary dysplasia (β = 0. 213, 95% CI = -0. 166 to 0. 591; p=0. 15).Conclusions : The results indicate that there is no relationship between preterm birth or very low birth weight and the leukocyte telomere length at school age. However, the findings need to be replicated, preferably in longitudinal studies
Objetivo : Avaliar o impacto da prematuridade no comprimento dos telômeros, um marcador de envelhecimento celular, em crianças nascidas com muito baixo peso.Métodos : Realizou-se um estudo transversal controlado, avaliando 91 crianças entre 7 e 12 anos, sendo 46 ex-prematuros de muito baixo peso e 45 controles. A quantificação relativa do tamanho dos telômeros (T/S) foi realizada por reação de polimerase de cadeia (PCR) em leucócitos do sangue periférico. Foram obtidas informações sobre variáveis perinatais, condição socioeconômica e eventos de vida estressores. Na análise estatística, utilizou-se o modelo de regressão linear, tanto no modelo de análise univariada quanto multivariável. Resultados : Não houve diferença significativa na razão T/S dos leucócitos entre as crianças prematuras e controles (p=0,841), mesmo após ajuste para possíveis variáveis preditoras. A análise univariada não mostrou associação estatisticamente significativa entre a razão T/S e sexo, idade, idade parental, tabagismo na gestação, escolaridade do cuidador e do chefe da família e eventos estressores ocorridos no último ano. Entre os prematuros, não houve relação entre a razão T/S e peso de nascimento abaixo de 1. 000 g (β=0,133, IC95%= -0,141 a 0,406; p=0,341), idade gestacional abaixo de 30 semanas (β=0,030, IC95%= -0,209 a 0,270; p=0,34) ou displasia broncopulmonar (β=0,213, IC95%= -0,166 a 0,591; p=0,15).Conclusões : Os resultados indicam que não há relação entre nascimento prematuro ou muito baixo peso ao nascer e comprimento dos telômeros nos leucócitos na idade escolar. Entretanto, os achados precisam ser replicados, preferentemente em estudos longitudinais.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7186
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000467438-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,84 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.