Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/7192
Registro completo de metadatos
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorBarcinski, Mariana de Medeiros e Albuquerque
dc.contributor.authorGil, Bruna Laudissi
dc.date.accessioned2015-04-30T14:06:48Z-
dc.date.available2015-04-30T14:06:48Z-
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10923/7192-
dc.description.abstractThis dissertation discusses the involvement of women in crime. To achieve this objective, female prisoners by the involvement with drug trafficking were interviewed in a women's prison in the state of Rio Grande do Sul. The interviews were conducted in order to know the social, economic and family background of these women; to investigate their motivations for joining in the activity; to understand the meanings given by them to the prison situation; to know the mechanisms of exclusion that act on them; to understand the violence suffered by them and to investigate the protagonism during their life histories. For the analysis of the interviews was used the Critical Discourse Analysis, which aims to question how certain discourse structures are used in the reproduction and in the defense of social domination and power of the hegemonic social groups (Van Dijk, 2005). From this research were developed two empirical articles. The first of them discusses the way which the social structure is reflected in the trajectories of these women. Therefore, we discuss the various forms of violence which affect mainly the poorest social groups, as well as the social rights constitutionally guaranteed such as education and work, often overlooked to this population. The second article reflects the female crime, highlighting the power of decision and the protagonism of incarcerated women. Theoretical discussions at this time, approach the way women are constantly victimized within the criminological literature as well as the agency existent in the choices of these women, including in the case of transgressive choices. Finally, the article deals with the dialectic existent between subject and social structure, emphasizing that the subject is, at the same time, product and producer of their reality. The involvement of women in crime is a complex phenomenon that needs studies to contemplate, especially from the gender lens, and that look for to emphasize the protagonism and the agency of these women. This work enabled us to move forward in these studies. The challenge was to build a way of looking at the female criminality joining the reflections of the two articles, in other words, looking for consider simultaneously the social context and the individual protagonism.en_US
dc.description.abstractEsta dissertação discute o envolvimento de mulheres com a criminalidade. Para atingir este objetivo, foram entrevistadas mulheres presas pelo envolvimento com o tráfico de drogas em uma penitenciária feminina no estado do Rio Grande do Sul. As entrevistas foram conduzidas no sentido de conhecer o contexto social, econômico e familiar destas mulheres; investigar suas motivações para o ingresso na atividade; entender os significados dados por elas à situação de encarceramento; compreender os mecanismos de exclusão que atuam sobre elas; conhecer as violências sofridas por elas e investigar o protagonismo durante suas trajetórias de vida. Para a análise das entrevistas foi utilizada a Análise Crítica do Discurso, que visa questionar o modo como determinadas estruturas do discurso são utilizadas na reprodução e na contestação da dominação social e do poder dos grupos sociais hegemônicos (Van Dijk, 2005). A partir desta pesquisa foram elaborados dois artigos empíricos. O primeiro deles discute a forma com que a estrutura social se reflete nas trajetórias destas mulheres. Para tanto, discutimos as diversas formas de violência que atingem especialmente os grupos sociais mais pobres, bem como as questões que tangem os direitos sociais constitucionalmente garantidos como educação e trabalho, frequentemente negligenciados a esta população.O segundo artigo reflete sobre a criminalidade feminina, dando destaque ao poder de decisão e ao protagonismo das mulheres encarceradas. As discussões teóricas, neste momento, abordam a forma com que a mulher é constantemente vitimizada dentro da literatura criminológica, bem como a agência existente nas suas escolhas, inclusive em se tratando de escolhas transgressoras. E, por fim, trata da dialética existente entre sujeito e estrutura social, enfatizando que o sujeito é, ao mesmo tempo, produto e produtor da sua realidade. O envolvimento de mulheres com a criminalidade é um fenômeno complexo, que carece de estudos que o contemplem, especialmente a partir das lentes de gênero, e que busquem enfatizar o protagonismo e a agência destas mulheres. Esta dissertação possibilitou-nos avançar estes estudos. O grande desafio foi construir uma forma de olhar para a criminalidade feminina unindo as reflexões dos dois artigos, ou seja, buscando considerar simultaneamente o contexto social e o protagonismo individual.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.publisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.rightsopenAccessen_US
dc.subjectPSICOLOGIA SOCIALpt_BR
dc.subjectPENITENCIÁRIA FEMININApt_BR
dc.subjectCRIMINALIDADEpt_BR
dc.subjectTRÁFICO DE DROGASpt_BR
dc.titleMulheres encarceradas por tráfico de drogas: reflexões acerca da estrutura social e do protagonismo individualpt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.degree.grantorPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Psicologiapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Psicologiapt_BR
dc.degree.levelMestradopt_BR
dc.degree.date2014pt_BR
dc.publisher.placePorto Alegrept_BR
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000466688-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial112,62 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.