Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/7299
Tipo: masterThesis
Título: Influência das características estruturais e vegetacionais de fragmentos de floresta com araucária na ocorrência de Alouatta guariba clamitans
Autor(es): Hass, Gabriela Pacheco
Orientador: Bicca-Marques, Júlio César
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Data de Publicação: 2014
Palavras-chave: ZOOLOGIA
PRIMATAS
HABITAT DOS ANIMAIS
PAISAGEM
MACACOS - RIO GRANDE DO SUL
Resumo: Os processos de perda e fragmentação das florestas causam a redução e o isolamento dos fragmentos florestais remanescentes e a alteração da estrutura de suas comunidades, comprometendo sua qualidade para os primatas. Neste estudo, avaliou-se se atributos espaciais da paisagem e da estrutura da vegetação são bons preditores da ocorrência do bugio-ruivo, Alouatta guariba clamitans, em fragmentos de Floresta com Araucária. Além disso, inferiu-se o modelo metapopulacional que melhor se ajusta ao conjunto de subpopulações da região de estudo. O estudo foi realizado em uma paisagem agrossilvopastoril na região serrana do nordeste do estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Levantamentos mensais da ocorrência de bugios-ruivos foram realizados em 26 fragmentos de habitat potencial (0,2-28,2 ha) de janeiro a junho de 2013 por meio de busca ativa e registro direto (visualizações). A ocorrência de bugios foi confirmada em 50% dos fragmentos. O modelo de regressão logística múltipla que melhor explicou o padrão de ocorrência da espécie nos fragmentos foi composto pela inter-relação entre a área do fragmento, a distância para a estrada mais próxima e o índice de proximidade. Contudo, o tamanho dos fragmentos parece ser o principal fator limitante para a permanência em longo-prazo do bugio-ruivo na região de estudo. A área do fragmento e a densidade de Araucaria angustifolia diferiram entre os fragmentos habitados e inabitados pelo bugio-ruivo. O conjunto de subpopulações de bugios-ruivos se ajusta ao modelo metapopulacional fonte-sumidouro. Embora os fragmentos <7 ha possam ser colonizados por grupos isolados, sua persistência em longo prazo é menos viável do que em áreas maiores.Portanto, a conservação em longo prazo dos bugios-ruivos em Florestas com Araucária depende da conservação de florestas contínuas ou grandes fragmentos florestais, da prevenção da perda de habitat nos fragmentos remanescentes e do aumento de sua conectividade a fim de viabilizar o fluxo gênico entre as subpopulações.
Forest loss and fragmentation promote the reduction, isolation and change in the community structure of remaining patches, thereby affecting habitat quality for arboreal primates. In this study, we evaluated whether spatial and vegetation characteristics of Araucaria forest fragments immersed in an agrosilvopastoral landscape in south Brazil are good predictors of the occurrence of brown howler monkeys (Alouatta guariba clamitans). We also used this information to fit the set of subpopulations into a metapopulation model. Twenty-six forest fragments (0. 2-28. 2 ha) were surveyed on a monthly basis (January-June 2013) for the presence of howler monkeys. Howler monkeys were found in 13 fragments (50%). Multiple logistic regression analyses showed that the best model for explaining the occurrence of howler monkeys is the set of interrelationships including fragment size, distance to the nearest road and the proximity index. However, fragment size appears to be the major factor limiting the long-term permanence of howler monkeys in the study region. Fragment size and density of Araucaria angustifolia differed significantly between occupied and unoccupied fragments.Because fragment size influenced the presence of howlers, but the distance to neighboring forests did not, we believe that this set of subpopulations best fits a source-sink metapopulation model. Although Araucaria forest fragments <7 ha are capable of sustaining isolated groups of brown howler monkeys, we suggest that the long-term persistence of their small populations has a lower viability than populations inhabiting larger habitat patches. Therefore, the long-term conservation of brown howlers in Araucaria forests requires the maintenance of continuous forests or large forest tracts, the prevention of habitat loss in the remaining fragments, and an increase in the connection between remaining habitat patches to enable or facilitate gene flow among discrete subpopulations.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7299
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000468779-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,02 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.