Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/7351
Tipo: masterThesis
Título: Os motivos da relação entre orientação para aprendizagem e performance
Autor(es): Vieira, Márcia Horowitz
Orientador: Sampaio, Cláudio Hoffmann
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Administração e Negócios
Fecha de Publicación: 2015
Palabras clave: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS
ADMINISTRAÇÃO - ESTRATÉGIAS
MARKETING
APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL
CULTURA ORGANIZACIONAL
COMPETÊNCIA (ADMINISTRAÇÃO)
Resumen: The choice of the strategic orientation to follow is essential to the organizational success. Learning oriented organizations are guided by a shared vision that is focused on the creation and use of knowledge in order to enhance competitive advantage. These firms will monitor competitors’ behaviors to understand and learn about their strengths and weaknesses, and to transform their own behaviors, processes and attitudes in a progressive and long-term way, developing organizational capabilities that will stimulate employees to question procedures and norms related to market information and the way this organization should behave before the market. As we understand that this strategic orientation offers a unique distinction in adaptation and reorganization of processes, it is possible to perceive the existence of the relationship between this orientation and organizational performance. In the literature, the relation between learning orientation and performance is supported in different ways and is, essentially, seen as needed in order to reach superior performance. In this way, the present study objective was to comprehend the reasons of the relationship between learning orientation and organizational performance, considering the existence of different configurations of this relation and possible factors that influence the results. In addition to this, this research tried to fulfill a theoretical gap, as until that moment, there were no qualitative studies found about this theme. Therefore, through a qualitative and exploratory research, a wide theoretical survey was first made followed by in-depth interviews with academic and market specialists. Since the data analysis, five final categories and twenty-two subcategories were formed to represent the motives of the relationship between learning orientation and performance that were extracted from the data collected. Among the main results, it was possible to conclude that several mediators, known as the reasons of the relationship, were recognized either in the theory as in the perception of the academic and in market specialists. However, it was also identified new variables, not found in the theory studied, extracted from the data collection and data analysis. At last, this research, presents academic and management implications about the motives that lead learning orientation organizations to reach superior performance, besides indicating this research limitations and suggestions for future studies.
A escolha da orientação estratégica a ser seguida torna-se decisiva para o sucesso de uma organização. Organizações orientadas para aprendizagem são guiadas por uma visão compartilhada que foca na criação e uso do conhecimento com o intuito de potencializar a vantagem competitiva. Essas empresas irão monitorar o comportamento de seus concorrentes no mercado para entender e aprender sobre suas forças e fraquezas, além de transformar comportamentos, processos e atitudes de forma progressiva e a longo prazo, desenvolvendo capacidades organizacionais que estimulam o questionamento de normas e procedimentos relativos às informações de mercado e à postura da organização frente a ele. Dessa forma, ao entender que esta orientação estratégica oferece um diferencial de adaptação e reorganização de processos, é possível perceber a existência da relação dessa orientação com a performance organizacional. Na literatura, a relação entre orientação para aprendizagem e performance é sustentada de diferentes formas e é, essencialmente, vista como necessária para atingir performance superior. Assim, o presente estudo buscou compreender os motivos da relação entre a orientação para aprendizagem e a performance organizacional, considerando a existência de diferentes configurações dessa relação e possíveis fatores que influenciem os resultados. Em adição, buscou preencher uma lacuna teórica, já que, até o momento, não foram encontrados estudos qualitativos sobre o tema. Através de uma pesquisa qualitativa e exploratória, foi realizado um amplo levantamento teórico e entrevistas em profundidade com especialistas acadêmicos e de mercado. A partir da análise dos dados, foram constituídas cinco categorias finais e vinte e duas subcategorias que representaram os motivos da relação extraídos da coleta de dados. Dentre os principais resultados, constatou-se que diversos mediadores, caracterizados como razões dessa relação, foram reconhecidos tanto na teoria, quanto na percepção dos especialistas acadêmicos e de mercado entrevistados. Contudo, também foram identificadas novas variáveis, não constantes na teoria, advindas da coleta de dados realizada. Por fim, esta pesquisa apresenta algumas contribuições acadêmicas e gerenciais no que diz respeito aos motivos que levam as organizações orientadas para aprendizagem atingir performance superior, além de apontar as limitações da pesquisa e algumas sugestões para estudos futuros.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7351
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000469994-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo5,2 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.