Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/7356
Type: doctoralThesis
Title: Aspectos imunoendocrinológicos em adolescentes vítimas de maus-tratos na infância
Author(s): Daruy Filho, Ledo
Advisor: Grassi-Oliveira, Rodrigo
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Issue Date: 2015
Keywords: PSICOLOGIA
DESENVOLVIMENTO INFANTIL
PSICOBIOLOGIA
CRIANÇAS - MAUS-TRATOS
ESTRESSE
Abstract: Introduction : Although the impact of childhood maltreatment (CM) are known, not only regarding clinical but psychosocial outcomes, an extensive field of study is still open to understanding the neurophysiological mechanisms mediating cause and outcome. Systems somehow connected to stress response, as the hypothalamic-pituitary-adrenal axis (HPA) and the immune system, are strong candidates to play an important role in this association. Objective : To investigate peripheral cytokines and hormonal measures in healthy adolescents exposed to CM. Method : This thesis consists of three studies. The first one aims to understand the immune activation state by measuring six cytokines (IFN-Υ, IL-2, IL-4, IL-6, IL-10 and IL-17A) in adolescentes exposed and not exposed to CM. In the second study, we used hair and plasma cortisol measures to compare both groups. The third study investigated plasma copeptina in these groups. Results : The first trial has showed decreased levels of IFN-Υ, IL-2, IL-4, IL-6 and IL-10 in CM adolescents. The second study an increased hair cortisol in adolescent victims of CM. This elevation was not confirmed with plasma cortisol. The third study found no correlation between plasma levels of copeptin and history of CM in these adolescents. Conclusions : These were the first studies to examine cytokines, hair cortisol and copeptin in healthy adolescent victims of CM. The results of this thesis seems to confirm a distinct immunological pattern in adolescent victims of CM. The decreased levels of cytokines found in this group may be due to a mechanism of immunosuppression secondary to HPA axis activation, confirmed by hair cortisol. The use of hair cortisol proved to be interesting for getting over the numerous biases contained in cortisol cross sampling, indicating an excellent measure of medium-term neuroendocrinologic response. Although there was no difference between groups in plasma copeptin, we consider important the emphasis in the studies with this biomarker in non-clinical populations, searching for a better understanding of the mechanisms involved in this association.
Introdução : Embora sejam conhecidos os impactos dos maus-tratos na infância (MTI) não somente em relação a desfechos clínicos como também psicossociais, um extenso campo de estudo ainda está aberto visando a compreensão sobre os mecanismos neurofisiológicos que mediam a causa e o desfecho. Sistemas que, de alguma forma, estão conectados à resposta ao estresse, como o Eixo Hipotálamo-Hipófise-Adrenal (HPA) e o sistema imunológico são fortes candidatos a desempenharem um importante papel nessa associação. Objetivo : Investigar a concentração de citocinas periféricas e medidas hormonais em adolescentes hígidos expostos a MTI.Método : A presente tese é composta por três estudos. O primeiro estudo procura entender o estado de ativação imunológica através da mensuração de seis citocinas (IFN-ϒ, IL-2, IL-4, IL-6, IL-10 e IL-17A) em um grupo de adolescentes expostos e não expostos a MTI. O segundo estudo comprarou a concentração de cortisol capilar e cortisol plasmático entre ambos grupos. O terceiro estudo investigou níveis plasmáticos de copeptina nas duas amostras investigadas. Resultados : O primeiro estudo mostrou uma diminuição nos níveis de IFN-ϒ, IL-2, IL-4, IL-6 e IL-10 em adolescentes vítimas de MTI em relação aos não expostos. O segundo estudo mostrou medidas elevedas de cortisol capilar nos adolescentes vítimas de MTI. Tal elevação não se confirmou através da medida do cortisol plasmático. O terceiro estudo não encontrou associação entre níveis plasmáticos de copeptina e história de MTI nesses adolescentes. Considerações finais : Esses foram os primeiros trabalhos a analisar citocinas, cortisol capilar e copeptina em adolescentes sadios vítimas de MTI. Os resultados dessa tese confirmam um padrão imunoendócrino alterado em adolescentes vítimas de MTI. Os níveis diminuídos de citocinas encontrados nesse grupo podem ser consequência de um mecanismo de supressão imunológica secundário a ativação do Eixo HPA, confirmado através do cortisol capilar. O uso da medida de cortisol capilar mostrou-se interessante por conseguir superar os inúmeros vieses contidos nas amostragens transversais de cortisol, indicando uma excelente medida de médio prazo de resposta neuroendocrinológica. Embora não tenhamos encontrado diferença entre os grupos nos níveis de copeptina sérica, consideramos importante a insistência nos estudos com esse biomarcador em populações não-clínicas, na busca de um melhor entendimento sobre os mecanismos intervenientes nessa associação.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7356
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000470034-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial687,68 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.