Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/7388
Tipo: doctoralThesis
Título: Composição corporal, depressão, qualidade de vida e mortalidade em hemodiálise
Autor(es): Barros, Annerose
Orientador: D'Avila, Domingos Otávio Lorenzoni
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Fecha de Publicación: 2015
Palabras clave: MEDICINA
NEFROPATIAS
DIÁLISE RENAL
COMPOSIÇÃO CORPORAL
DEPRESSÃO
INFLAMAÇÃO
Resumen: Chronic kidney disease is a progressive condition, with no healing prospect, yet extended upholding under adequate monitoring and treatment. Approximately 100,000 patients currently undergo dialysis therapy - ninety percent on hemodialysis. Mortality ratio varies between 15 to 20%, being cardiovascular events mainly responsible. Among mental ailments thwarting kidney disease patients, depression is the most frequently associated co-morbidity, and linked to increased mortality and morbidity rates. In patients undergoing hemodialysis, malnourishment may relate with depressive symptoms, besides inflammation and cardiovascular diseases. Life style changes induced by end-stage renal disease impose a number of limitations that end up affecting the quality of life. Protein depletion is commonly observed in patients submitted to hemodialysis, and is associated with higher mortality. Strangely enough, it may be accompanied by weight gain and central fat accumulation. The role of adipocytokines in chronic kidney disease has recently drawn attention: association of serum chemerin to metabolic syndrome indicators, inflammation and obesity has been suggested. The aim of this study was to longitudinally evaluate nutritional status, presence of depressive symptoms, quality of life and mortality of hemodialysis patients, in a cohort study at the São Lucas Hospital /PUCRS, Porto Alegre, Brazil. Stable patients, undergoing hemodialysis for at least three months, were enrolled and evaluated at twelve month-intervals, thereafter. Participants were assessed for: depressive symptoms using the Beck Depression Inventory and for quality of life perception by the WHOQOL-bref questionnaire. Anthropometric data: weight, height, waist circumference; blood collection: for biochemical determinations, high-sensitivity C-reactive protein, chemerin; body composition analysis by direct segmental multi frequency bioimpedance, were obtained at a mid week dialysis session. One hundred and five participants were included. Patients classified as having standard percentage of body fat predominated, although more than half of the enrolled participants presented with excess body fat. There was no significant difference in the rate of depressive symptoms or in the quality of life between groups, classified by nutritional status. The cause more often associated with the outcome death by any cause was cardiovascular event, followed by infection. Lean body mass had a protective effect on survival. Chemerin may have an anti-inflammatory effect, being associated with increased body fat percentage and augmented waist circumference, on end-stage renal disease patients.
A doença renal crônica é uma doença progressiva, que não contempla expectativa de cura, mas o prolongamento da cronicidade, com acompanhamento e tratamento adequados. Quase 100. 000 pacientes são submetidos a tratamento dialítico, 90% em hemodiálise. A taxa de mortalidade bruta varia entre 15 a 20%, sendo eventos cardiovasculares os principais responsáveis. Dentre os problemas mentais que acometem pacientes com doença renal, depressão é a comorbidade mais frequente, associada a aumento das taxas de morbimortalidade. Desnutrição pode se relacionar com sintomas de depressão, assim como inflamação e doença cardiovascular, em pacientes tratados por hemodiálise. As mudanças de estilo de vida induzidas pela doença renal crônica terminal causam inúmeras limitações que afetam a qualidade de vida. Depleção proteica em pacientes submetidos a hemodiálise é frequentemente observada, e se associa com elevada mortalidade. Curiosamente, pode se acompanhar por excesso de peso e acúmulo de gordura central. O papel das adipocitocinas na doença renal crônica tem despertado interesse: associação de quemerina sérica com indicadores de síndrome metabólica, inflamação e obesidade foram sugeridas.O objetivo do presente estudo é correlacionar estado nutricional, sintomas de depressão, qualidade de vida e mortalidade em hemodiálise. Foi realizado estudo prospectivo de coorte com pacientes em hemodiálise no Hospital São Lucas/PUCRS, Porto Alegre, Brasil. Os pacientes estavam há três ou mais meses em hemodiálise, clinicamente estáveis. A cada doze meses, pacientes incluídos no estudo foram reavaliados para: sintomas de depressão – por questionário Beck de depressão; percepção da qualidade de vida – pelo questionário WHOQOL-bref; medidas antropométricas – peso, altura, circunferência da cintura; coleta de sangue - para dosagens de parâmetros bioquímicos, proteína C-reativa e quemerina; análise da composição corporal – por bioimpedância segmentar de multi-frequências. Foram incluídos 105 pacientes. Houve um predomínio de pacientes com percentagem de gordura padrão, mas mais da metade dos pacientes tinha excesso de gordura corporal. Não houve diferença na presença de sintomas depressivos e na qualidade de vida entre os grupos classificados por estado nutricional. A principal causa associada ao desfecho óbito por qualquer causa foi evento cardiovascular, seguida por infecção. A massa muscular apresentou efeito protetor para sobrevida. Quemerina sérica aparentemente tem ação anti-inflamatória em pacientes com doença renal crônica terminal, e está associada a percentual de gordura corporal e a circunferência da cintura aumentada.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7388
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000469479-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,5 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.