Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/7450
Tipo: masterThesis
Título: Intervenções não farmacológicas para o controle das doenças pulmonares crônicas
Autor(es): Pires, Bruna Souza Vargas
Orientador: Mattiello, Rita
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Pediatria e Saúde da Criança
Fecha de Publicación: 2015
Palabras clave: MEDICINA
PEDIATRIA
PULMÕES - DOENÇAS
TRANSPLANTE DE PULMÃO
VENTILAÇÃO MECÂNICA (MEDICINA)
Resumen: Introduction: Pulmonary rehabilitation has been indicated for lung transplant candidates as a preventive and therapeutic intervention to improve patients’ functional capacity and quality of life. Objective: To evaluate the benefits of pulmonary rehabilitation on functional capacity and quality of life of patients in the waiting list or who have already been transplanted. Methodology: The potential eligible studies published until June 2014 were identified through a database search in MEDLINE, EMBASE, LILACS, Cochrane Central Register of Controlled Trials, Pedro, Web of Science, and in reference of the articles. The search was conducted using a combination of the following terms: “Pulmonary Rehabilitation” AND “Lung Transplant” OR “Lung Transplant Candidates”. Trials which the intervention consisted of pre and/or postoperative pulmonary rehabilitation programs were included. Articles that the rehabilitation included only nutritional and/or drug and/or psychosocial interventions; research that did not have pulmonary rehabilitation as the main focus and that were related to other transplanted organs; and even the ones that did not differentiate the results obtained by the transplanted organ were excluded. The main study outcomes were functional capacity and health-related quality of life, survival was shown as a secondary one. Two reviewers independently assessed the articles regarding their eligibility criteria. A third reviewer determined the inclusion of items in situations of disagreement between the other reviewers. The quality criteria of the articles were assessed by the Quality Assessment of Diagnostic Accuracy Studies (QUADAS) instrument and in evidence-based medicine. Results: Seven articles were included in this systematic review, totaling 314 patients with a mean age of 32. 5 years. There was an increase on average of 47. 6 meters in the 6-minute walk test for preoperative pulmonary rehabilitation programs and 122 meters in the postoperative rehabilitation program. The maximal oxygen consumption (VO2 peak) increased, on average, 0. 41 in postoperative pulmonary rehabilitation programs using cycle ergometers. The domains of physical and mental health of the SF-36 questionnaire had significant increases in the preoperative period. There was significant improvement in all domains of the SF-36 with the postoperative pulmonary rehabilitation program. The Chronic Respiratory Questionnaire (CRQ) was mentioned in just one article in the postoperative period which showed improvement in dyspnea with an increase of 0. 6 points. Conclusion: Pulmonary rehabilitation is an effective intervention for both pre and post-lung transplantation. The findings suggest significant changes in functional capacity and quality of life of these patients. Methodologically, the studies should provide accurate and valid data for pre and postoperative pulmonary rehabilitation. New clinical trials on the benefits of rehabilitation should be started, keeping the concern with ethics, randomization, homogeneous groups and the logistical challenges of such tests.
Introdução: A reabilitação pulmonar tem sido indicada para os pacientes candidatos a transplante pulmonar como uma intervenção preventiva e terapêutica para a melhora da capacidade funcional e da qualidade de vida. Objetivo: avaliar os benefícios da reabilitação pulmonar na capacidade funcional e na qualidade de vida em pacientes em lista de espera ou transplantados pulmonar. Metodologia: Os potenciais estudos elegíveis publicados até junho 2014 foram identificados a partir da pesquisa nas bases de dados MEDLINE, EMBASE, LILACS, Cochrane Central Register of Controlled Trials, Pedro, Web of Science e na lista de referências dos artigos. A pesquisa foi realizada utilizando a combinação dos seguintes termos: “Pulmonary Rehabilitation” AND “Lung Transplant” OR “Candidates Lung Transplant”. Foram incluídos ensaios clínicos que a intervenção consistiu em programas de reabilitação pré e/ou pós-transplante pulmonar. Foram excluídos os artigos que a reabilitação incluiu apenas intervenções nutricionais e/ou medicamentosa e/ou psicossociais; pesquisas que não trouxessem a reabilitação pulmonar como enfoque principal e que se relacionaram a outros órgãos transplantados, ou ainda que não diferenciaram os resultados obtidos por órgão transplantado. Os desfechos principais do estudo foram à capacidade funcional e a qualidade de vida relacionada à saúde sendo a sobrevida o desfecho secundário. Dois revisores analisaram independentemente artigos quanto aos critérios de elegibilidade. Um terceiro pesquisador definiu a inclusão dos artigos em situações de discordância entre os revisores. Os critérios de qualidade dos artigos foram avaliados mediante instrumento QUADAS e na medicina baseada em evidências. Resultados: Sete artigos foram incluídos na presente revisão sistemática, totalizando 314 pacientes com idade média de 32,5 anos. Houve um aumento em média de 47,6 metros no Teste de Caminhada de 6 Minutos os programas de reabilitação pré-pulmonar e 122 metros no programa pós- reabilitação. O consumo de oxigênio de pico (VO2 peak) aumentou em média em 0,41 nos programas de reabilitação pós-transplante, através de cicloergômetros. Os domínios de saúde física e mental do questionário SF-36 obtiveram aumentos significativos no período pré-transplante. Houve melhora significativa em todos os domínios do SF-36 com o programa de reabilitação pós-transplante pulmonar. Apenas 1 artigo utilizou o questionário Chronic Respiratory Questionnaire (CRQ) no período pós-transplante pulmonar, que referenciou melhora apenas no quesito dispneia com um aumento de 0,6 pontos. Conclusão: A reabilitação pulmonar é uma intervenção efetiva para o manejo tanto pré quanto pós-transplante pulmonar. Os achados encontrados sugerem mudanças relevantes na capacidade funcional e na qualidade de vida desses pacientes. Metodologicamente, os estudos devem prover dados precisos e válidos para a reabilitação pulmonar pré e pós-transplante. Novos ensaios clínicos sobre os benefícios da reabilitação devem ser iniciados, mantendo a preocupação com a ética, a randomização, em relação aos grupos homogêneos e com os desafios logísticos desses ensaios.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7450
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000471590-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial389,91 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.