Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/7479
Tipo: masterThesis
Título: A lógica na formação de sujeitos: um estudo sobre a presença da lógica nos processos de ensino e de aprendizagem de matemática
Autor(es): Ribeiro, Alessandro Pinto
Orientador: Gessinger, Rosana Maria
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática
Fecha de Publicación: 2015
Palabras clave: MATEMÁTICA - ENSINO
MATEMÁTICA - ENSINO MÉDIO
PROFESSORES - FORMAÇÃO PROFISSIONAL
LÓGICA MATEMÁTICA - ESTUDO E ENSINO
LÓGICA
RACIOCÍNIO (FILOSOFIA)
Resumen: This is a qualitative research, a study case. As a question of research it poses the following problem: How are the different conceptions of logic inserted in the teaching practice of a mathematics teachers’ group in High School? Its main objective is to understand the insertion of the different logic conceptions in the teaching practice of a group of mathematics teachers in High School. In order to achieve this goal, the following specific objectives are considered: (1) Identify the different logic conceptions of a group of mathematics teachers in High School; (2) Understand how these teachers realize the presence of logic in their pedagogical practice; and (3) Identify the different logic conceptions present in pedagogical support materials used by these teachers. In the theoretical background the following themes are approached: Philosophy and Logic; The several conceptions of logic (Aristotle, Russell, Bacon, Decarte); The teaching and learning of logic. Six teachers who hold a degree in mathematics, teachers in the three grades of High School and the analysis of pedagogical support materials was made by the teachers. The data were submitted to the Discursive Textual Analysis. From the analysis the following categories emerged: Conceptions of the teachers about logic, The presence of the Logic in the teaching practice and The several conceptions of logic and the teaching material. In the first category showed that this group of teachers there is certain difficulty of defining what logic is. The group presented three definitions of logic which are: (1) all and any way of thinking; (2) all that can be explained through reason; and (3) sets of arguments that we use to validate or invalidate knowledge. Therefore, to the teachers, logic is the built of a solid argumentation, with coherent thinking, well structured, in order to be able to infer on premises, concepts, problem-situations and the reality, being able to modify them in a conscious way, based on reason, determining its validity and its falsity. In the second category, it became evident that all the teachers, somehow, approach logic in their teaching practices. They affirm that there is little time to teach logic as a topic or content of the subject. What refers to the approach of logic in its pedagogical practices, I evinced that this teachers’ group use logic in their classes when they work with demonstrations, either in Mathematics or Physics subjects, when they work the connectives, with combinatorial and probability analysis, in problem solving, set theory, validation of arguments, true and false, and in all and any situation in which the teachers and students need to argument, solve a problem solving situation and interfere in the world and its reality. And in the third category, we evince that the logical conceptions that appear are the Cartesian ones, being this the most present, the conception of Wittgenstein, the Aristotelian conception and the Russell conception. Although these logical conceptions are present in their materials, none of the teachers identified them in an explicit way. This is, they affirm the presence of logic in their materials, but they do not identify which of the conceptions is present in their books, notebooks or booklets.
A pesquisa é de natureza qualitativa, do tipo estudo de caso. Tem como questão de pesquisa o seguinte problema: De que modo as diferentes concepções de Lógica estão inseridas na prática docente de um grupo de professores de Matemática de Ensino Médio? Tem por objeto geral compreender a inserção das diferentes concepções de Lógica na prática docente de um grupo de professores de Matemática de Ensino Médio. Para atingir esse objetivo, são considerados os seguintes objetivos específicos: (1) identificar as diferentes concepções de lógica de um grupo de professores de matemática do Ensino Médio; (2) compreender como esses professores percebem a presença da Lógica na sua prática pedagógica; e (3) Identificar as diferentes concepções de Lógica presentes em materiais de apoio pedagógico utilizado por esses professores. Na fundamentação teórica são abordados os seguintes temas: Filosofia e Lógica; As diversas concepções de Lógica (Aristóteles Russell, Bacon, Descartes e Wittgenstein); A importância da Lógica nos processos de ensino e de aprendizagem de Matemática. Foram entrevistados seis professores licenciados em Matemática, docentes nas três séries do Ensino Médio e realizada a análise de materiais de apoio pedagógico utilizados pelos professores. Os dados foram submetidos à Análise Textual Discursiva. Da análise emergiram as seguintes categorias: Concepções dos professores sobre Lógica, A presença da Lógica na prática docente e As diversas concepções de Lógica presentes no material didático. Na primeira categoria evidenciou-se que neste grupo de professores há uma certa dificuldade em definir o que é lógica. O grupo apresentou três definições de lógica que são: (1) toda e qualquer forma de pensar; (2) tudo que pode ser explicado por meio da razão; e (3) conjuntos de argumentos que utilizamos para validar ou invalidar um conhecimento. Portanto, para os professores, Lógica é a construção de uma argumentação sólida, com pensamentos coerentes, bem estruturados, de modo que possamos inferir sobre premissas, conceitos, situações-problema e a realidade, podendo modificá-las de modo consciente, baseado na razão, determinando a sua validade e falsidade. Na segunda categoria, evidenciou-se que todos os professores, de alguma forma, abordam a Lógica em suas práticas docentes. Afirmam que há pouco tempo para se ensinar a Lógica como um tópico ou conteúdo da matéria. No que se refere à abordagem da Lógica em suas práticas pedagógicas evidenciou-se que este grupo de professores utiliza a Lógica em suas aulas ao trabalhar com demonstrações, seja nas disciplinas de Matemática ou Física, ao trabalhar com conectivos, com Análise Combinatória e Probabilidade, na resolução de problemas, na teoria de conjuntos, na validação de argumentos, e em toda e qualquer situação em que professores e alunos necessitem argumentar, resolver uma situação-problema e interferir no mundo e em sua realidade. E na terceira categoria evidenciou-se que as concepções de Lógica presentes no material didático são as concepções Cartesiana, sendo esta a mais presente, a concepção de Wittgenstein, a concepção Aristotélica e a concepção de Russell. Embora essas concepções lógicas estejam presentes em seus materiais, nenhum dos professores as identificou de forma explícita. Isto é, afirmam a presença da lógica em seus materiais, mas não identificam qual das concepções está presente em seus livros, cadernos ou apostilas.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7479
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000472408-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo500,2 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.