Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/7495
Registro completo de metadatos
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorMota, Eduardo Gonçalves
dc.contributor.authorSouza, Elbio Costa
dc.date.accessioned2015-07-31T02:03:30Z-
dc.date.available2015-07-31T02:03:30Z-
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10923/7495-
dc.description.abstractThis study aimed to evaluate "in vitro" possible changes on prosthetic retaining screws on implants with platform external hexagon, this because the loosening this component is very common in clinical dentistry practice. Were assessed screws of UCLA's pillars of titanium Neodent® brand and 3i BIOMET® and of titanium with surface treated with tungsten carbide Neodent® brand. Two techniques of utilization of the screws were compared, the technique I, recommended by the manufacturer with only the definitive torque, and the technique II, utilized in broad scale in Brazil where multiple torques are applied in the same screw simulating the clinical steps, up to definitive installation. The initial weight of all the screws (T0) was registered, in the screws of technique I, it was given definitive torque (32N. cm to Neodent® and 20N. cm to 3i BIOMET®) submitted to mechanical cycling and the final weight (TF) registered. In the screws of technique II have been applied opening and closing cycles, and their weights registered (T1, T2 and T3) before applying the definitive torque and mechanical cycling after the final weight has been registered (TF). The morphologies and the surface compositions of the screws were evaluated using SEM and EDS at each time. The results showed significant weight loss in the three screws groups, of technique I (p< 0. 005 for uncoated Neodent®, p = 0. 001 for coated Neodent® and p < 0. 001 to 3i BIOMET®) and on one step of the uncoated Neodent® group and two steps of the other two groups of technique II (p <0. 001 for all groups), and comparing the final weight of the screws of the two techniques, only the uncoated Neodent® screws of the technique I, showed significantly higher values than the screws, of the technique II (p = 0. 021 for uncoated Neodent®, p = 0. 089 for coated Neodent® and p = 0. 095 to 3i BIOMET®), as well as SEM showed less permanent deformation for the technique I of these screws. EDS showed no major changes in the surface compositions. Therefore, the use of the definitive screw only at time of final torque would not necessarily minimize problems regarding to the loosening the retaining screws of implant supported prostheses.en_US
dc.description.abstractO presente estudo teve como objetivo avaliar “in vitro” possíveis alterações em parafusos de retenção de próteses sobre implantes com plataforma hexágono interno, pois o afrouxamento deste componente é muito frequente na prática clínica odontológica. Foram avaliados parafusos de pilares UCLA de titânio da marca Neodent® e 3i BIOMET® e de titânio com superfície tratada com carboneto de tungstênio da marca Neodent®. Duas técnicas de utilização dos parafusos foram comparadas, a técnica I, recomendada pelo fabricante com apenas o torque definitivo, e a técnica II, procedimento que é comumente realizado pelos profissionais no Brasil, onde são aplicados múltiplos torques no mesmo parafuso, simulando as etapas clínicas até a instalação definitiva. Foi registrado o peso inicial de todos os parafusos (T0), nos parafusos da técnica I foi dado torque definitivo (32N. cm para Neodent® e 20N. cm para 3i BIOMET®), submetidos a ciclagem mecânica e registrado o peso final (TF). Nos parafusos da técnica II foram aplicados ciclos de abertura e fechamento e seus pesos registrados (T1, T2 e T3) antes da aplicação do torque definitivo e ciclagem mecânica, após o peso final foi registrado (TF). As morfologias e as composições de superfície dos parafusos foram avaliadas através de MEV e EDS em cada tempo. Os resultados evidenciaram perda significativa de peso nos três grupos de parafusos da técnica I (p<0,001 para Neodent® sem revestimento, p=0,001 para Neodent® com revestimento e p<0,001 para 3i BIOMET®), e em uma das etapas do grupo Neodent sem cobertura e duas etapas dos outros dois grupos da técnica II (p<0,001 para todos os grupos), sendo que comparando o peso final dos parafusos das duas técnicas, apenas os parafusos Neodent® sem revestimento da técnica I apresentaram valores significativamente maiores que os parafusos da técnica II, (p=0,021 para Neodent® sem revestimento, p=0,089 para Neodent® com revestimento e p=0,095 para 3i BIOMET®), do mesmo modo a MEV evidenciou menor deformação permanente para a técnica I desses parafusos. EDS não apresentou grandes alterações nas composições de superfície. Portanto, a utilização do parafuso definitivo apenas no momento do torque final não minimizará necessariamente problemas com relação ao afrouxamento de parafusos de retenção de próteses implanto suportadas.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.publisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.rightsopenAccessen_US
dc.subjectODONTOLOGIApt_BR
dc.subjectIMPLANTODONTIApt_BR
dc.subjectMATERIAIS DENTÁRIOSpt_BR
dc.subjectPRÓTESE DENTÁRIApt_BR
dc.titleAvaliação do comportamento de parafusos de retenção de próteses implanto suportadas: conexão hexágono internopt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.degree.grantorPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Odontologiapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Odontologiapt_BR
dc.degree.levelMestradopt_BR
dc.degree.date2015pt_BR
dc.publisher.placePorto Alegrept_BR
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000472789-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,56 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.