Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/7691
Tipo: doctoralThesis
Título: Avaliação do tratamento de crianças portadoras da síndrome de apneia e hipopnéia obstrutiva do sono com o uso de um aparelho intraoral disfunção temporomandibular e dor orofacial
Autor(es): Vedolin, Gabriela Modesti
Orientador: Grossi, Márcio Lima
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Fecha de Publicación: 2015
Palabras clave: ODONTOLOGIA
SÍNDROMES DA APNEIA DO SONO
APARELHOS ORTODÔNTICOS
ODONTOPEDIATRIA
Resumen: It is well known that Oral Appliance (OA) are efficient for the treatment of Obstructive Sleep Apnea (OSA) in adults. However, evidence for its use in children is still debated. Although surgery is the standard treatment for OSA in this population, OA may be an alternative in situations where there are no clinical conditions for surgical procedures or when this is not an immediate option. Positioning the jaw in a protrusive position during sleep, the devices prevent the collapse of the pharynx. The objective of the present study was to evaluate the efficacy of an OA for the treatment of OSA in pediatric patients. Patients aged between 5 and 12 years, on the waiting list for adenoamigdalectomy, were selected in the outpatient clinic of otorhinolaryngology of two university hospitals. Dental conditions, as well as sleep bruxism (SB), signs and symptoms of temporomandibular disorders, according to the Research Diagnostic Criteria (RDC/TMD) were analyzed, and a sleep questionnaire was applied. The clinical diagnosis of OSA was confirmed through an exam of home portable polysomnography (ApneaLink™, version 9. 00, ResMed Corporation). All the exams were revised by one of the researchers, following the 2005 guidelines of the American Academy of Sleep Medicine. After the diagnosis was confirmed, the OA was made in the School of Odontology. A new portable study was performed after 60 days of use of the OA. Eighteen individuals were evaluated; mean age was 8. 39 years. Initial mean respiratory disorder index (RDI) was 10 events/hour (interval 3-39 events/hour), when compared to 3 events/hour (interval 0-11 events/hour) using the IOD (p<0. 001, Wilcoxon Signed-Rank Test). The SpO2 Nadir increased from 83. 5% (interval of 65%-93%) to 89. 5% (interval of 79-95%), after the use of OA (P 0. 002). The number of episodes of snoring also decreased with the treatment (p<0. 001). No complaints were reported during the follow-up. With regard to the BiteStrip, a reduction of 66 % was observed in the prevalence of patients with SB. The report of parents when answering the sleep questionnaire showed significant improvement in all aspects analyzed. In special or individualized circumstances, OA may be considered an alternative for the treatment of children with OSA.
Os aparelhos intraorais (AIO) são reconhecidamente eficientes para tratamento da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) em adultos. Entretanto, as evidências para seu uso em crianças ainda são discutidas. Embora a cirurgia seja o tratamento padrão para a SAOS nesta população, o AIO pode ser uma alternativa em situações onde não existem condições clínicas para procedimentos cirúrgicos ou esta não é uma opção imediata. Posicionando a mandíbula numa posição protrusiva durante o sono, os parelhos impedem o colapso da faringe. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia de um AIO para o tratamento da SAOS e o efeito dessa terapia no bruxismo noturno (BS) em pacientes pediátricos. Pacientes com idade de 5 a 12 anos de idade, na lista de espera para cirurgia de adenoamigdalectomia, foram selecionados no ambulatório de otorrinolaringologia de dois hospitais universitários. As condições dentárias, bruxismo do sono (BS), sinais e sintomas de desordens temporomandibulares segundo os Critérios Diagnósticos de Pesquisa (RDC / TMD) foram analisadas e um questionário de sono foi aplicado. O diagnóstico clínico da SAOS foi confirmado através de um exame de monitorização cardiorespiratória portátil domiciliar (ApneaLink ®, versão 9. 00, ResMed).Todos os exames foram revisados por um dos pesquisadores, de acordo com a Academia Americana de Medicina do Sono diretrizes de 2012. Após o diagnóstico confirmado, o AIO foi confeccionado na Faculdade de Odontologia. Um novo estudo portátil foi realizado após de 60 dias de uso do AIO. Durante as duas avaliações cardiorrespiratórias os pacientes utilizaram o adesivo Bite Strip® para avaliação de SB. Foram avaliados 18 indivíduos, com uma média de 8,39 anos de idade. Índice médio de distúrbio respiratório (RDI) inicial foi de 10 eventos / hora (intervalo 3-39 eventos / hora), em comparação com 3 eventos / hora (intervalo 0-11 eventos / hora) usando o AIO (p <0,001, Wilcoxon Signed Rank Test). Nadir SpO2 aumentou de 83,5% (intervalo de 65 para 93%) a 89,5% (intervalo de 79-95%), após o uso do AIO (P 0,002). O número de episódios de ronco também diminuiu com o tratamento (p <0,001). Os sinais e sintomas de DTM não aumentaram após o uso do AIO. No que diz respeito ao BiteStrip, uma redução de 66% foi observada na prevalência de pacientes com BS. Não houve queixas durante o acompanhamento. O relato dos pais ao responder o questionário do sono demonstrou melhora significativa em todos os aspectos analisados. Em circunstâncias especiais ou individualizada, a AIO pode ser considerado como uma alternativa para o tratamento de crianças com SAOS.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7691
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
476332 - Texto Parcial.pdfTexto Parcial179,23 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.