Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/7710
Tipo: doctoralThesis
Título: Pedagogia poiética para a potência humana: o reconhecimento, a nutrição e a expansão da potência humana das comunidades aprendentes, em processos poiéticos colaborativos de reorientação curricular pedagógica cultural, e as tecituras transdisciplinares das alfabetizações de mundos em rodas de conversações
Autor(es): Trindade, Ana Felícia Guedes
Orientador: Portal, Leda Lisia Franciosi
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Data de Publicação: 2015
Palavras-chave: EDUCAÇÃO
PEDAGOGIA
POTÊNCIA HUMANA
TRANSDISCIPLINARIDADE
ALFABETIZAÇÕES DE MUNDOS
AUTOPOIESE
Resumo: This thesis defends human potency. From the potency of human nature to humanities in its potent movements. The potency defended in this study is recognized from complex organicbiological- cultural reorganizations produced in movements of autopoiesis(Maturana,1979) which are weaved mainly in historical and social, philosophical and anthropological, psychological and aesthetic circumstances, which are forged in the multiple dimensions of a human being's life and are entwined and developed, nurtured both by autopoietic and by bioanthro- poetic processes (Morin,1990). From this complex production, human beings exercise the organization and the disorganization of identities and authorships in which autonomy, as life production (Freire, 1979) is generated and gestated. This deeply complex and autopoietic production, which constitutes the being, nurtures human potency, which expands and strenghtens in human processes. The present thought, produced by approaching these three authors from distinct scientific schools and complemented by other authors in the realm of human and social sciences, constitutes the theoretical-practical basis for the research conducted at Escola Municipal de Ensino Fundamental Erna Würth, Canoas/RS, a participative and collaborative action-research called "Poietic Pedagogy for Human Potency".The research is a proposal of exercises of teaching potency, in conversation circles as continuing education, in a productive workfield, considering the nurturing and the viewing of learning and teaching processes, by recognizing students' potencies. The conversation circles generate, through meditated conversations, the Letter of Principles, the Worlds Literacies, the Webs of Life and the Orienting Threads – collaborative pedagogical-poietical webbings which constitute today the pedagogical-cultural planning construction of the learning community.
Esse trabalho defende a Potência Humana. Desde a potência da natureza humana às humanidades em seus movimentos potentes. A Potência defendida nesse estudo é reconhecida das complexas reorganizações orgânicas-biológicas-culturais produzidas em movimentos de Autopoiese (Maturana, 1979), que se tecem, principalmente, em circunstâncias históricas e sociais, filosóficas e antropológicas, psíquicas e estéticas, as quais forjam-se nas múltiplas dimensões da vida do ser humano, e tramam-se e desenvolvem-se, nutridos por processos autopoiéticos, assim como em processos Bioantropoéticos (Morin,1990). Dessa produção complexa, o ser humano produz exercícios organizadores e desorganizadores de identidades e autorias, em que a Autonomia, como produção de vida (Freire, 1979), gera-se e gesta-se. Essa produção, profundamente complexa e autopoiética, constituidora do ser, nutre sua Potência Humana, que expande-se, fortalecendo-o em seus processos humanos. O pensamento presente, produzido pelas aproximações desses três autores de escolas científicas distintas, e complementados por outros autores do campo das ciências humanas e sociais, constitui a base teórico-prática, a qual torna-se a investigação do doutoramento, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Erna Würth, Canoas/RS, na perspectiva de uma Pesquisaação Participativa Colaborativa, intitulando-se "Pedagogia Poiética para a Potência Humana". Desenvolve-se como proposta de exercícios da potência docente, em rodas, por meio de Conversações, como formação contínua em campo produtivo de trabalho tendo, em vista, a nutrição e vitalização dos processos de aprendências e ensinâncias, pelo reconhecimento da potência dos estudantes. As Rodas de Conversações gestam, pelas Conversações Reflexionadas, a Carta de Princípios, as Alfabetizações de Mundos, as Teias da Vida e os Fios Orientadores - tecituras colaborativas pedagógicas-poiéticas, que constituem, hoje, o constructo de planejamento pedagógico-cultural da Comunidade Aprendente.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7710
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000476495-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo15,56 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.