Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/7761
Tipo: masterThesis
Título: Fatores de risco para mortalidade em revascularização do miocárdio de urgência e emergência
Autor(es): Carvalho, Sidiclei Machado
Orientador: Bodanese, Luiz Carlos
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Fecha de Publicación: 2015
Palabras clave: MEDICINA
CIRURGIA TORÁCICA
CARDIOPATIAS
REVASCULARIZAÇÃO MIOCÁRDICA
MORTALIDADE
FATORES DE RISCO
Resumen: Objectives: To identify the variables related to morbidity and risk factors for death of patients that undergo to urgent myocardial revascularization surgery. Method: Historical cross sectional study. It included 232 patients aged ≥18 years old that underwent to isolated myocardial revascularization surgery, with or without cardiopulmonary bypass. Those surgeries were urgents and were adopted as emergency measures. It happened from January 1996 to December 2014. The total of revascularization myocardial surgeries carried out in this period were 3772Results: The frequency of death observed in this sample was 117 (50. 4%). Multivariate analysis identified as risk predictors: age ≥65 years old (OR: 2. 34; 95% CI 1. 35 to 5. 27; P = 0. 007), congestive heart failure class III and IV (OR: 2, 67, 95% CI 1. 35 to 5. 28; P = 0. 005), cardiopulmonary bypass time> 90 minutes (OR: 2. 52, 95% CI 1. 21 to 4. 17; P = 0. 001), cardiogenic shock (OR: 3. 47; 95% CI 1. 70 to 7. 07; P = 0. 001), acute myocardial infarction (OR: 2. 73, 95% CI 1. 25 to 5. 94, P = 0. 011), bleeding (OR: 3. 06, 95% CI 1. 00 to 9. 37; P = 0. 049).Conclusion: Age, chronic obstructive pulmonary disease, class III and IV of congestive heart failure, cardiopulmonary bypass time, cardiogenic shock, acute myocardial infarction and bleeding they were independent predictors of in-hospital mortality in patients that undergo to myocardial revascularization surgery.
Objetivos: identificar as variáveis relacionadas à morbidade e os fatores de risco para o óbito de pacientes submetidos à revascularização do miocárdio de urgência e emergência.Métodos: Estudo de coorte histórica. Incluídos 232 pacientes com idade ≥18 anos, submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdio isolada, com ou sem uso de circulação extracorpórea, em caráter de urgência e emergência, de janeiro de 1996 a dezembro de 2014, de um total de 3772 cirurgias de revascularização do miocárdio realizadas neste período. Resultados: A frequência de óbito observada nesta amostra foi de 50,4% (117 pacientes). A análise multivariada identificou como preditores de risco para mortalidade: idade maior que 65 anos (OR: 2,35; IC 95% 1,27–4,35; P= 0,007), insuficiência cardíaca congestiva classe III e IV (OR: 2,67, IC 95% 1,36–5,28; P= 0,005), doença pulmonar obstrutiva crônica (OR: 2,49; IC 95% 1,21–5,11; P=0,013) e tempo de circulação extracorpórea maior que 90 minutos (OR: 2,52, IC 95% 1,22–4,17; P= 0,010).Conclusão: Idade, doença pulmonar obstrutiva crônica, classe III e IV da insuficiência cardíaca congestiva, tempo de circulação extracorpórea, foram preditores independentes de mortalidade intra-hospitalar de pacientes submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdio de urgência e de emergência.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7761
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
476880 - Texto Completo.pdfTexto Completo585,4 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.