Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/7816
Tipo: doctoralThesis
Título: Potencial brasileiro para implementação de projetos de armazenamento geológico de carbono da biomassa a partir de usinas de alcool
Autor(es): Machado, Claudia Xavier
Orientador: Ketzer, João Marcelo Medina
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Tecnologia de Materiais
Fecha de Publicación: 2015
Palabras clave: ENGENHARIA DE MATERIAIS
SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA
CARBONO - ARMAZENAMENTO
Resumen: The contribution of anthropogenic emissions to the intensification of the greenhouse effect and consequent environmental change shows, once again, the need to find mitigation measures to the problem. In this context, the technology of Bioenergy with Carbon Capture and Geological Storage (BECCS) has emerged as a promising alternative for reducing emissions. BECCS projects are based on the concept of generating negative emissions by capturing CO2 from the biomass burning or processing, for example, for biofuel production, and storage in geological reservoirs. The implementation of such projects in Brazil is interesting due to two factors: a) the significant production of ethanol from biomass and b) the occurrence of extensive sedimentary basins with potential reservoirs for storage. This study aims to determine the potential to reduce Brazilian emissions through geological storage of carbon dioxide resulting from ethanol production. Thus, the source-sink matching methodology was applied using a Geographic Information System (GIS) with georeferenced data from stationary emission sources (ethanol plants), transport networks (pipelines) and storage sites (wells and sedimentary basins). In this way, it was possible to determine areas (clusters) with potential for deployment of BECCS projects, evaluating them in terms of volume of CO2 emissions (CO2 avoided potential).
A contribuição das emissões antropogênicas na intensificação do efeito estufa e consequentes alterações ambientais evidencia, mais uma vez, a necessidade de se encontrar medidas de mitigação para o problema. Neste contexto, as tecnologias de captura e armazenamento de carbono com bioenergia (BECCS, do inglês Bioenergy with Carbon Capture and Geological Storage) surgem como uma alternativa promissora para a redução das emissões. Projetos de BECCS se baseiam no conceito de gerar emissões negativas por meio da captura do CO2 proveniente da queima ou processamento de biomassa, por exemplo, para produção de biocombustível, e posterior armazenamento em reservatório geológico. A aplicação de projetos deste tipo no Brasil é interessante devido a dois fatores: a) a significativa produção de etanol no país a partir de biomassa e b) a extensa ocorrência de bacias sedimentares com reservatórios potenciais para armazenamento.O presente estudo se propõe a determinar o potencial de redução das emissões brasileiras através do armazenamento geológico de dióxido de carbono resultante da produção de etanol. Para isso, foi aplicada a metodologia de associação fonte-reservatório (source-sink matching) utilizando um Sistema de Informações Geográficas (SIG) com dados georreferenciados de fontes emissoras estacionárias (plantas de etanol), redes/sistemas de transporte (dutos) e locais de armazenamento (poços e bacias sedimentares). Desta forma foi possível determinar áreas com potencial para implantação de projetos de BECCS e avaliá-las quanto ao potencial de emissões evitadas.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7816
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000477183-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo4,07 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.