Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/7874
Tipo: doctoralThesis
Título: Desenvolvimento de equação para estimar peso corporal de idosos
Autor(es): Rosa, Rosane Dias da
Orientador: Schwanke, Carla Helena Augustin
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Data de Publicação: 2015
Palavras-chave: PESO CORPORAL
IDOSOS
GERONTOLOGIA BIOMÉDICA
Resumo: Body weight is an important anthropometric measurement for clinical and nutritional practice. However, there are situations that limit or prevent its collection, as in the case of the bedridden elderly. Equations for weight estimation are an alternative means for obtaining this anthropometric measurement. This thesis presents two articles. The first article, entitled EQUATION FOR ESTIMATING BODY WEIGHT IN THE ELDERLY: A SYSTEMATIC REVIEW, presented a systematic review of the scientific literature related to body weight estimation equations focused on the elderly. To this end, the project design followed the PRISMA recommendations and it was registered on the PROSPERO database (CRD42014013639). The PubMed and LILACS databases were searched for articles using the keywords in English and their Portuguese equivalents, weight/peso, equation(s)/equação(ões), formula(s)/fórmula(s), older and elderly/idoso, with the help of the truncated terms predict* and estimate* and boolean operators “OR”, “AND” and “NOT”. A total of 4719 articles was identified, of which, 11 articles in English and one in Spanish were selected. The earliest article was published in 1988 and the most recent in 2013. Twenty-eight equations were presented, including 20 in an arithmetic form and 8 in arithmetic + nomograms. Eleven equations were developed for men and 12 for women. Anthropometric measurements were used in them all. The number of variables was between two and six. The variable age was present in four equations and gender in only one. It was concluded that the choice of equation for a body weight estimation in the elderly should be based, among other things, on the characteristics of the target population, availability of resources (instruments), and practicality and/or possibility of obtaining the variables. The second article, entitled DEVELOPMENT OF AN EQUATION TO ESTIMATE SENIORS’ BODY WEIGHT, aimed to develop an equation for estimating body weight in the elderly. It resulted from a cross-sectional study carried out with a sample of elderly people admitted to a university hospital. The variables investigated were age, gender, body weight and anthropometric measurements (knee height, arm and crown-rump length, abdominal, arm, thigh, calf and neck circumference). The research project was approved by the Research Ethics Committee of PUCRS (number 643. 175 and 790. 495). The study included 131 elderly individuals, 75 (57. 3%) being male. Mean age was 70. 5±7. 6 years (60-96 years). Eight multiple linear regression equations with stepwise automatic extraction were developed (R2>0. 71 to 0. 95). Equation 3 (R2=0. 91) was chosen, composed of three anthropometric measurements: -113. 98 + (0. 683 x abdominal circumference) + (0. 969 x crown-rump length) + (0. 875 x calf circumference). Excellent homogeneity was observed in the correlation between the weight of the developed equation and the weight of the equation by Chumlea et al. (Intraclass correlation coefficient = 0. 925). The Bland-Altman plot showed there was a random distribution of the measurements within the 95% interval. It was concluded that the equation proved to have practicality (being composed of only three anthropometric measurements, easily collected by means of a tape measure and infant anthropometer) and accuracy in estimating the body weight of the elderly.
O peso corporal é uma medida antropométrica importante para a prática clínica e nutricional. No entanto, há situações que limitam ou impedem a sua coleta, como no caso de idosos acamados. As equações para estimativa de peso são alternativas para obtenção desta medida antropométrica. Nesta tese, são apresentados dois artigos. No primeiro artigo, intitulado EQUAÇÕES DE ESTIMATIVA DE PESO CORPORAL PARA IDOSOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA, apresentou-se uma revisão sistemática sobre equações de estimativa de peso corporal para idosos. Para tanto, foram seguidas as recomendações do PRISMA para elaboração do projeto e feito registro no PROSPERO (CRD42014013639). A busca pelos artigos foi realizada nas bases PubMed e LILACS, utilizando os descritores em Inglês e seus correlatos em Português weight/peso, equation(s)/equação(ões), formula(s)/fórmula(s), older and elderly/idoso, com o auxílio dos termos truncados predict* e estimate* e os boleadores “OR”, “AND” e “NOT”. Foram identificados 4. 719 artigos. Destes, foram selecionados 11 artigos em Inglês e um em Espanhol. O primeiro foi publicado em 1988 e o último em 2013. Foram apresentadas 28 equações, sendo 20 na forma aritmética e oito na forma aritmética + nomogramas. Onze equações foram desenvolvidas para homens e 12 para mulheres. Em todas, foram utilizadas medidas antropométricas. O número de variáveis foi entre duas e seis. A variável idade estava presente em quatro equações e sexo em apenas uma. Concluiu-se que a escolha de uma equação de estimativa de peso corporal para idosos deve ser calcada, dentre outros aspectos, na característica da população-alvo, na disponibilidade de recursos (instrumentos) e na praticidade e/ou possibilidade de obtenção das variáveis.O segundo artigo, intitulado DESENVOLVIMENTO DE EQUAÇÃO PARA ESTIMAR PESO CORPORAL DE IDOSOS, teve como objetivo desenvolver uma equação para estimar peso corporal de idosos. Foi resultante de um estudo transversal realizado com uma amostra de idosos internados em um hospital universitário. Foram investigadas as variáveis idade, sexo, peso corporal e medidas antropométricas (altura do joelho, comprimento do braço e tronco-cefálico, circunferência abdominal, do braço, da coxa, da panturrilha e do pescoço). O projeto de pesquisa foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da PUCRS (Parecer número 643. 175 e 790. 495). Participaram do estudo 131 idosos, sendo 75 indivíduos (57,3%) do sexo masculino. A média da idade foi de 70,5±7,6 anos (60-96 anos). Foram desenvolvidas oito equações por regressão linear múltipla com extração automática stepwise (R2>0,71 a 0,95). Optou-se pela equação 3 (R2=0,91) composta por três medidas antropométricas: -113,98 + (0,683 x circunferência abdominal) + (0,969 x comprimento tronco-cefálico) + (0,875 x circunferência da panturrilha). Na correlação entre o peso da equação desenvolvida e o peso da equação de Chumlea et al. (Coeficiente de Correlação Intraclasse= 0,925) foi observada excelente homogeneidade. O gráfico de Bland-Altman mostrou que as medidas se distribuíram de forma aleatória dentro do intervalo de 95%. Concluiu-se que a equação mostrou praticidade (por ser composta por apenas três medidas antropométricas de fácil coleta obtidas com fita métrica e antropômetro tipo infantil) e adequação para estimar peso corporal de idosos.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7874
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000477763-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial199,38 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.