Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/8037
Tipo: masterThesis
Título: (In)visibilidade das mulheres brasileiras nos livros didáticos de história do Ensino Médio (PNLD, 2015)
Autor(es): Monteiro, Paolla Ungaretti
Orientador: Bastos, Maria Helena Câmara
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Data de Publicação: 2016
Palavras-chave: LIVROS DIDÁTICOS - AVALIAÇÃO
MULHERES - HISTÓRIA
ENSINO MÉDIO - BRASIL
EDUCAÇÃO - BRASIL
Resumo: The research analyzes the representations of Brazilian women in the history textbooks, used in public high school in Brazil. The books analyzed are part of collections examined and approved by the Ministry of Education (MEC), through the National Textbook Program (PNLD). All copies are part of the latest version of the program for the school subject of History, called PNLD 2015. It is understood that textbooks are social components, products of history, from the past, and breeders and producers of society's values in the historical moment in which they are formulated. Also, builders of a future. Thereby they have relevant functions - referential function, instrumental function, ideological function and documentary function (CHOPPIN, 2004). They are the instruments most commonly used in the classroom for teaching (PENTEADO, 2010), and are a source of study and updating for teachers (MONTEIRO, 2009). For these reasons, we are interested in researching their significance from the perspective of Gender theories. Analyzing how the Brazilian women - with a time frame focused on Brazilian contemporary history, from the nineteenth century - has been represented in these books, their visibility and invisibility. Analyzing for example, how they are addressed in primary and secondary texts, local in distribution of content where they appear and their reproduced images. Because they're vehicle of values, ideologies, of a culture (BITTENCOURT, 2011), the approach through Gender and History of Women is necessary to think of the role of education, specifically the discipline of history in building a more equal society for women in Brazil. The theoretical framework is interdisciplinary: composed by authors of Gender, analyzing their reproductions in and out of the classroom, Education and History. It can be seen that there was a recognition of the History of Women in these textbooks, but also there was a relegation to a separate domain. In the books analyzed, the story has a pattern: is white, is about men, is heteronormative and upper classes whatever the season. What flee these characteristics briefly enters the great historical narrative.
O estudo analisa as representações de mulheres brasileiras nos livros didáticos da disciplina de História, utilizados na rede pública de ensino médio. Os livros selecionados fazem parte de coleções examinadas e aprovadas pelo Ministério da Educação (MEC), através do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Todos os exemplares são parte da última versão do programa para a disciplina de História do PNLD 2015. Entende-se que os livros didáticos são componentes sociais, produtos da história, do passado, e reprodutores e produtores de valores da sociedade no momento histórico em que são formulados. São também, construtores de um futuro, pois possuem relevantes funções – Função referencial, Função instrumental, Função ideológica e Função documental (CHOPPIN, 2004). São os instrumentos mais utilizados em sala de aula para o ensino (PENTEADO, 2010), e, são fonte de estudo e atualização para os professores (MONTEIRO,2009). Por tais razões, interessa pesquisar seu significado pela ótica das teorias de Gênero. Focando no campo da História das Mulheres, analisando como as mulheres brasileiras – com um recorte temporal centrado na História Contemporânea Brasileira, a partir do século XIX – vem sendo representadas, suas visibilidades e invisibilidades. Analisa-se, por exemplo, a forma como são abordadas nos textos principais e secundários, os locais na distribuição dos conteúdos onde aparecem e suas imagens reproduzidas. Por ser este veículo de valores, de ideologias, de uma cultura (BITTENCOURT, 2011), a abordagem através de um recorte de Gênero e História das Mulheres é necessária para pensarmos no papel da educação, mais especificamente da disciplina de História, na construção de uma sociedade mais igualitária para as mulheres no Brasil. O referencial teórico é interdisciplinar: composto por autores de Gênero ,que analisam suas reproduções dentro e fora de sala de aula, da Educação e de História. Pode-se constatar que houve um reconhecimento da História das Mulheres nesses livros didáticos, mas que também houve um relegação a um domínio separado. Nos livros analisados, a história possui um padrão: é branca, é sobre homens, é heteronormativa e de classes abastadas seja qual for a época. O que foge destas características adentra brevemente a grande narrativa histórica.
URI: http://hdl.handle.net/10923/8037
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000478013-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo3,24 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.