Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/8307
Tipo: doctoralThesis
Título: Contribuição de iniciativas de cidades inteligentes no desenvolvimento humano: uma análise da percepção de agentes de centros de operações municipais no Brasil
Autor(es): Pereira, Gabriela Viale
Orientador: Testa, Mauricio Gregianin
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Administração
Data de Publicação: 2016
Palavras-chave: CIDADES - PLANEJAMENTO
DESENVOLVIMENTO HUMANO
GOVERNANÇA CORPORATIVA
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
Resumo: Cities around the world are facing complex challenges from the growing urbanization. The lack of policies for the welfare and safety of individuals results in the increase of urban problems, especially considering the rapid urbanization phenomenon. The people's well-being is influenced by the freedoms they live and their ability to respond and recover from adverse events, including natural or technological. However, natural disasters and human-induced crises still lead to loss of life, undermining the livelihoods and development. Cities have an important role for human and social development being governments strategically responding to it by encouraging the proliferation of smart cities initiatives. The combination of a set of business processes and technology resources the government goes forward in improving the delivery of information and public services to society. From providing information and services relevant to citizens and in real time increase the chances of the government provides the appropriate services for specific populations. In this regard, centers of municipal operations have an important role in responding to social events and natural disasters, as a way to address the urgency and dynamism of urban problems. Thus, this research aims to analyze how the centers of municipal operations contribute to human development. This research also seeks to analyze how the centers of municipal operations are understood and implemented and how the delivery of information and public services can be converted into functionings and capabilities as a result of human development. The main theoretical lens adopted to study the human development phenomenon is the capability approach, which provides the basis for evaluating the individual and social well-being and served as the basis for creating the conceptual model that guides this research. The proposed conceptual model suggests that the achievement of better results in smart cities initiatives is related to its contribution to human development, which primarily deals with increasing opportunities, i. e. capabilities, so that people have the life they want. In order to explore how this phenomenon occurs it was conducted an exploratory study, based on multiple case studies. The empirical setting of this research is determined by the centers of municipal operations in Rio de Janeiro, Porto Alegre and Belo Horizonte. The research findings evidenced that the implementation of centers of municipal operations involve technological, organizational and managerial factors, in addition to political and institutional factors. The main results of the initiatives were analyzed, considering aspects related to smart cities governance, such as communication, participation, partnership and collaboration, transparency and accountability, as well as efficiency and effectiveness in public administration. By tracing the main activities of the centers of municipal operations and outputs of this process, it was found that the improvement in the provision and delivery of information and public services results in resources that contribute extending the capabilities as a prerequisite for human development. Finally, it was found that the increased capabilities enables the achievement of functionings both in terms of fundamental aspects of human development, and in creating conditions for human development, being the functiong conditioned by individual's choice.
Cidades ao redor do mundo têm se deparado com os desafios complexos da crescente urbanização. A falta de políticas voltadas para o bem-estar e segurança dos indivíduos tem como consequência o aumento dos problemas urbanos, especialmente considerando o fenômeno da rápida urbanização. O bem-estar das pessoas é influenciado pelas liberdades em que vivem e pela sua capacidade de responder e se recuperar de eventos adversos, incluindo naturais ou provocados pelo homem. Porém, catástrofes e crises naturais ou induzidas pelo homem ainda levam à perda de vidas, prejudicando os meios de subsistência e o desenvolvimento. As cidades têm um papel importante para o desenvolvimento humano e social, sendo o estímulo à proliferação de iniciativas de cidades inteligentes uma resposta estratégica dos governos a esse cenário. Por meio da combinação de processos de negócios e tecnologias aplicados no governo local tem-se um avanço na entrega de informações e serviços públicos para a sociedade e na pronta resposta para os problemas da cidade. Nesse sentido, centros de operações municipais têm desempenhado um papel importante na resposta a eventos sociais e desastres naturais, como uma forma de enfrentar a premência e dinamicidade dos problemas urbanos. Assim, esta pesquisa busca analisar de que maneira os centros de operações municipais contribuem para o desenvolvimento humano. Esta pesquisa busca ainda analisar como os centros de operações municipais são entendidos e implementados e de que maneira a entrega de informações e serviços de governo pode ser convertida em capacidades e efetivações, como resultado do desenvolvimento humano. A lente teórica principal pela qual se estuda o fenômeno do desenvolvimento humano é a abordagem das capacidades, que fornece as bases para avaliar o bem-estar individual e social e serviu como base para criação do modelo conceitual que orienta esta pesquisa. O modelo conceitual proposto sugere que o alcance de melhores resultados em iniciativas de cidades inteligentes está relacionado com a sua contribuição para o desenvolvimento humano, que trata fundamentalmente do aumento das oportunidades, na forma de capacidades, para que as pessoas tenham a vida que desejam. Com o objetivo de explorar como esse fenômeno ocorre foi realizado um estudo exploratório, baseado em estudos de casos múltiplos. O ambiente empírico desta pesquisa é determinado pelos centros de operações municipais do Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte. Identificou-se que a implementação de centros de operações municipais envolve fatores tecnológicos, organizacionais e gerenciais, além de fatores políticos e institucionais. Foram mapeados os principais resultados das iniciativas, considerando aspectos relacionados à governança de cidades inteligentes, como comunicação, participação, parceria e colaboração, transparência e accountability, além da eficiência e eficácia na gestão pública. Ao mapear as principais ações dos centros de operações municipais e as saídas desse processo, identificou-se que a melhoria na prestação e entrega de informações e serviços de governo tem como resultado recursos que auxiliam no alargamento das capacidades como requisito para o desenvolvimento humano. Por fim, identificou-se que o aumento das capacidades possibilita o alcance de efetivações tanto em termos de aspectos fundamentais do desenvolvimento humano, quanto na criação de condições para o desenvolvimento humano, sendo a efetivação condicionada à escolha do indivíduo.
URI: http://hdl.handle.net/10923/8307
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000478655-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,89 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.