Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/8343
Type: masterThesis
Title: Estudantes universitários em contextos emergentes: experiências de participantes da política de ação afirmativa na UFRGS
Author(s): Erig, Marisa Helena
Advisor: Castro, Marta Luz Sisson de
Morosini, Marília Costa
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Issue Date: 2016
Keywords: ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS - VIDA ACADÊMICA
EDUCAÇÃO - POLÍTICAS PÚBLICAS
ENSINO SUPERIOR
EDUCAÇÃO
Abstract: Over the last two decades there has been a significant expansion of Brazilian higher education in terms of the following aspects: number of institutions, creation of new courses and higher enrollment rates, as well as higher completion rates. Part of this growth has gone together with general policies in order to promote social inclusion, especially a share of the population historically strange to that educational level. The access democratization has granted students from popular society layers a way in through a policy of quotas at federal institutions and through the program “Universidade para Todos” at private institutions. The present study aimed at investigating the adaptation of such students to university demands, as well as their permanence at those institutions. This study has taken higher education on an affirmative action, the quotas, and students’ permanence in the course at a federal institution (Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS), through a quotas student point of view. The theoretical methodological orientation to analyse UFRGS’s “Programa de Ações Afirmativas” (Affirmative Actions Program) was based on the policy cycle approach: influence context, text production context, and practice context, by Stephen Ball and Richard Bowe. The semi-structured investigation used as a model the principles of discursive textual analysis, and approached emerging categories. The first of them, the student's sociocultural context, revealed the students’ profile as a first generation ones. It has also been observed the students’ and their families’ position toward higher education. When taken into account, educational background, from preparation to the enrollment, permanence willingness, teacher’s influences in the learning process and student’s academic performance, it’s noticeable how challenging it can be for these students to stay at university. Ultimately, this study highlights quotas students’ perceptions on the university’s Affirmative Actions program, thus showing that students understand the quotas program as a way into higher education and as way of social mobility. Nonetheless, these students also related they have suffered veiled discrimination in the academic community due to their quotas access to the university. When evaluating the quotas policy students agree on the need for adjustments to the system, taking into account the quotas student’s profile. As a conclusion we notice students see the quotas policy at university as a way in and also not enough to grant permanence.
Nas duas últimas décadas, houve uma significativa expansão da educação superior brasileira em relação aos seguintes aspectos: número de instituições, criação de novos cursos e aumento de ingressantes, de matrículas e de concluintes. Parte do crescimento esteve em sintonia com as políticas globais para promover a inclusão social, em especial o acesso de grupos historicamente excluídos deste nível educacional. A democratização do acesso possibilitou o ingresso de estudantes oriundos de camadas populares por meio de uma política de reserva de vagas em instituições federais e do Programa Universidade para Todos em instituições particulares. O presente estudo teve a intenção investigar a adaptação dos estudantes cotistas às exigências da universidade, tendo como problema de pesquisa a permanência dos estudantes ingressantes pela reserva de vagas. Abordamos a política de ação afirmativa na educação superior, a reserva de vagas para ingresso e a permanência, em uma instituição federal, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), pela ótica do estudante beneficiário dessa política. A orientação teórico-metodológica para analisar o Programa de Ações Afirmativas na UFRGS teve como referencial a abordagem do ciclo de políticas: contexto de influência, contexto de produção de texto e contexto da prática, formulada por Stephen Ball e Richard Bowe. A investigação por meio de entrevistas semiestruturadas teve como modelo de análise os princípios da análise textual discursiva, sendo levantadas categorias emergentes.A primeira delas, o contexto sociocultural dos estudantes, revelou o perfil dos alunos como estudantes de primeira geração. Também observamos o posicionamento da família e do aluno em relação ao ingresso na educação superior. Ao abordar a trajetória de formação, desde a preparação para o ingresso, a persistência na permanência, a influência do professor no processo ensino-aprendizagem e no desempenho acadêmico do aluno, percebemos os desafios enfrentados pelos estudantes para manterem-se na universidade. Por fim, ressaltamos a percepção dos alunos cotistas em relação ao Programa de Ações Afirmativas da universidade, mostrando que os estudantes vislumbram as cotas como via de acesso à educação superior e como possibilidade de mobilidade social, não deixando de relatarem, por outro lado, a discriminação, ainda que de forma velada, dentro da comunidade universitária. Na avaliação da política de cotas, os estudantes apontam a necessidade de ajustes, levando em consideração o perfil do aluno cotista. Concluímos que os estudantes entrevistados percebem a política de cotas na universidade como necessária para o ingresso e insuficiente para a permanência.
URI: http://hdl.handle.net/10923/8343
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000478661-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,67 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.