Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/8414
Type: masterThesis
Title: Estudo comparativo da dissipação de forças e eficiência entre o aparelho de Hyrax e o aparelho de Battistetti através de análise por elementos finitos
Author(s): Tomazi, Flávio Henrique Silveira
Advisor: Heitz, Cláiton
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Issue Date: 2016
Keywords: TÉCNICA DE EXPANSÃO PALATINA
MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS
MAXILARES - CIRURGIA
CIRURGIA BUCOMAXILOFACIAL
ODONTOLOGIA
Abstract: Surgical assisted rapid maxillary expansion (SARME) represents an important topic in Oral and Maxillofacial Surgery. This surgical method is described for transverse maxillary corrections in patients with completed bone formation, or failure obtained with the non-surgical method of disjunction of the maxilla. There are several techniques and devices associated with SARME, the most famous are the Hyrax and Hass disjunctor, which are tooth-borne and tooth-muco-borne respectively. Bone-borne devices are also described in the literature and have the advantage of direct transmission of the forces to the maxilla and not to the teeth. Its main disadvantage is the cost that makes it impossible to most of the treatments. The device developed by Battistetti et al. (2010) translates into a custom bone-borne disjunctor, made from a lathe and two steel plates fused by a silver solder and fixed to the bone by two screws on each side. It has all the advantages of a conventional bone-borne device with much lower cost. The aim of this study is to evaluate the transmission of forces and efficiency of Battistetti device and make a comparison with the Hyrax disjunctor, through a study using finite elements (FE). The results demonstrate that the custom device developed by Battistetti transmits the force much more efficiently compared to Hyrax, and there is no dental commitment. It is also observed a bigger bone displacement using bone-borne device in addition to a smaller disjunctor fatigue.
A expansão rápida de maxila assistida cirurgicamente (ERMAC) representa um tema de grande importância dentro da Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial. Essa modalidade cirúrgica é descrita para correções transversas da maxila em pacientes com formação óssea finalizada, ou que obtiveram insucesso com a modalidade de disjunção da maxila. Existem várias técnicas e dispositivos associados à ERMCA, sendo os mais conhecidos o disjuntor de Hyrax e de Hass, que são dentossuportados e dento-mucossuportados respectivamente. Dispositivos osseossuportados também são descritos pela literatura e apresentam como vantagem a transmissão direta de forças à maxila e não aos dentes. Sua principal desvantagem é o custo, que acaba inviabilizando a maior parte dos tratamentos. O dispositivo preconizado por Battistetti et al. (2010) traduz-se por um disjuntor osseossuportado personalizado, confeccionado a partir de um torno central e placas de aço unidos através de uma solda de prata, fixado no osso por 2 parafusos de cada lado. Ele apresenta todas as vantagens de um dispositivo osseossuportado convencional, com um custo muito reduzido. O presente trabalho tem como objetivo avaliar a transmissão de forças e eficiência do aparelho de Battistetti e fazer uma comparação com o aparelho amplamente usado de Hyrax, através de um estudo por elementos finitos (FE). Os resultados demonstram que o aparelho personalizado de Battistetti transmite as força nele aplicadas com muito mais eficiência em relação ao aparelho de Hyrax e não há comprometimento dental. Observa-se também um deslocamento ósseo maior usando o dispositivo osseossuportado, além de uma menor fadiga do aparelho.
URI: http://hdl.handle.net/10923/8414
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000478869-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,08 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.