Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/8519
Tipo: masterThesis
Título: Avaliação do inibidor da p38/MAPK, ML3403 na proliferação celular de linhagens de glioma humano
Autor(es): Tort, Ana Helena Bretanha Lopes
Orientador: Morrone, Fernanda Bueno
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Farmacêutica
Fecha de Publicación: 2016
Palabras clave: INIBIDORES DE PROTEÍNAS QUINASES
ENZIMAS - FARMACOLOGIA
GLIOMAS
ANGIOGÊNESE
BIOTECNOLOGIA - FÁRMACOS
FARMÁCIA
Resumen: Gliomas are primary tumors of the central nervous system that are associated with a high mortality rate; they course with an average survival rate of 2 years after the diagnosis. Less than 5 % of glioma patients survive more than five years after diagnosis, even those treated with state of the art protocols, which include surgery, radiotherapy and chemotherapy. Tumors result from impairments of intracellular signaling pathways, including the p38/MAPK pathway, which, are responsible to control of cell proliferation and tumorigenesis, among other cellular responses. The goal of the present work was to investigate the effects of ML3403, an inhibitor of p38/MAPK, on the viability and proliferation of glioma cells, and to assess its effect when combined with bevacizumab (BVZ). BVZ already used in the clinical setting as anadjuvant for treating gliomas. It is a monoclonal antibody against VEGF-A receptor and thus reduces the signaling involved in tumor angiogenesis. U138 and U251 glioma cells were treated with ML3403 (0. 1 to 200 µM) and BVZ (1 to 200 µg/mL) and later assessedfor cell viability, by MTT method and proliferation by cell counting. The results demonstrate that treatment with ML3403 reduces glioma cell viability and proliferation. Co-treatment with BVZ does not present any significant effect. The use of p38/MAPK inhibitors may constitute an interesting treatment against glioma progression.
Por serem tumores primários localizados no sistema nervoso central, os gliomas apresentam altas taxas de mortalidade com sobrevida média de dois anos. Menos de 5% dos pacientes com gliomas sobrevivem mais de cinco anos após o diagnóstico, mesmo com os tratamentos mais avançados, os quais envolvem cirurgia, radiação e quimioterapia. Os tumores resultam de diferentes defeitos em vias de sinalização intracelulares, incluindo a via p38/MAPK. Entre as respostas celulares mediadas pela família de p38/MAPK, destaca-se a regulação da produção do fator de crescimento endotelial vascular (VEGF). O objetivo deste trabalho foi investigar os efeitos de ML3403, um inibidor da p38/MAPK, sobre a viabilidade das células de glioma, e avaliar o seu efeito combinado com bevacizumab (BVZ). O BVZ, já utilizado na clínica como adjuvante no tratamento de gliomas, é um anticorpo monoclonal contra o receptor de VEGF-Ae reduz a sinalização envolvida no processo de angiogênese tumoral. As células de gliomas U138MG e U251MG foram tratadas com ML3403 (0,1 a 200µM) e BVZ (1 a 200 µg/mL)e avaliadas para viabilidade celular, através do método do MTT e proliferação celular, através da contagem do número de células. Os resultados obtidos demonstraram redução da viabilidade e proliferação celular após o tratamento com ML3403. O co-tratamento com BVZ não apresentou efeito aditivo. A utilização de inibidores da via de sinalização p38/MAPK pode ser considerada como um tratamento promissor na diminuição do crescimento de gliomas.
URI: http://hdl.handle.net/10923/8519
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000479118-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,2 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.