Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/8565
Tipo: masterThesis
Título: Obesidade e funções executivas em jovens de Veranópolis-RS e a promoção da saúde no envelhecimento
Autor(es): Braghirolli, Maria Luiza Silveira
Orientador: Portuguez, Mirna Wetters
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Fecha de Publicación: 2016
Palabras clave: OBESIDADE EM ADOLESCENTES
ENVELHECIMENTO
PROMOÇÃO DA SAÚDE
GERONTOLOGIA BIOMÉDICA
MEDICINA
Resumen: O objetivo desse estudo é avaliar o funcionamento executivo do lobo frontal em jovens obesos de Veranópolis (RS), visando prevenção e promoção de saúde no envelhecimento ativo. É um estudo transversal, descritivo analítico, observacional com coleta de dados e análise retrógrada. Foram avaliados 50 estudantes entre 16 e 18 anos, da rede pública e privada do ensino médio de Veranópolis. O grupo de estudo foi composto por 20 indivíduos obesos e com sobrepeso, e índice de massa corporal (IMC) igual ou superior ao percentil 97. O grupo controle foi constituído por 30 escolares não obesos (eutróficos), com IMCs entre os percentis três e 85 da mesma população, equiparados ao primeiro grupo por sexo e idade. Os dados antropométricos e os dados demográficos foram obtidos do banco de dados do projeto original. A coleta de dados da avaliação neuropsicológica foi obtida no período em que os adolescentes realizaram exame de RM no Inscer. A testagem utilizada consistiu da Escala FrSBe (Frontal Systems Behavior Scale) e da Escala Beck da Depressão (BDI). A estatística descritiva foi empregada na caracterização demográfica da amostra e avaliação dos indicadores. O Teste T foi utilizado na comparação das médias dos indicadores entre os grupos e o tamanho de efeito, avaliado.A opção para amostras independentes foi escolhida, pois os indivíduos eram distintos entre o grupo que tem obesidade e o grupo controle, mesmo sendo oriundos da mesma população de adolescentes veronenses. O Teste de Correlação de Pearson verificou a relação entre os indicadores. O desempenho do funcionamento executivo dos jovens obesos diferencia-se dos jovens não obesos, por apresentarem apatia, caracterizada por prejuízos no comportamento, contribuindo para obesidade. Os indicadores antropométricos IMC e CA apresentam correlação positiva com a apatia. A avaliação dos sintomas depressivos não mostrou diferença significativa entre jovens obesos e não obesos, sendo que os jovens obesos tendem a apresentar nível maior de sintomas depressivos em relação aos sujeitos com peso normal, considerando a média de pontos apresentada pelos grupos. Os indicadores antropométricos não apresentam correlação com sintomas da depressão, isto é, o IMC e a CA não influenciam o humor dos jovens obesos.
The aim of this study is to analyse the executive functioning of the frontal lobe in obese teenagers Veranópolis (RS), to prevention and health promotion in active aging. It’s a cross-sectional, descriptive analytic observational with the collection data and retrograde analysis. Schoolers between 16 and 18 years of public and private high school of Veranópolis (RS) were evaluated. The study group consisted of 20 teenagers obese and overweight, and body mass index (BMI) at or above the percentile 97. The control group consisted of 30 non-obese teenagers (eutrophics) with BMIs between percentiles three and 85 of the same population and were equivalent the first group by age and sex. Anthropometric data and demographic data were obtained of the database from the original project. The neuropsychological assessment data were obtained in the period in which adolescents underwent MRI in Inscer. The Frontal Systems Behavior Scale (FrSBe Scale) and the Beck Depression Scale (BDI) were used. Descriptive statistics were used in the demographic data of the sample and in the evaluation indicators. The t Test was used to compare the averages of the indicators between the groups and in the effect size.The option for independent samples was chosen because individuals were different between the study group and the control group, even though they were from the same veronense population. The Pearson correlation test found the relationship between indicators. The performance of executive functioning of obese teenagers differs from non-obese young people, because they have apathy, characterized by impairments in behavior which contributing to obesity. Anthropometric indicators BMI and abdominal circumference (AC) have a positive correlation with apathy. The evaluation of depressive symptoms didn’t showed significant difference between obese and non-obese teenagers. Obese adolescents tend to show higher levels of depressive symptoms than subjects with normal weight, considering the average points presented by those groups. Anthropometric indicators BMI and AC don’t correlate with depression symptoms and don’t influence the mood of obese young people.
URI: http://hdl.handle.net/10923/8565
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000479546-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,97 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.