Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/8574
Type: masterThesis
Title: Avaliação da rigidez arterial e comprimento de telômeros na artrite idiopática juvenil
Author(s): Picarelli, Maria Mercedes Caracciolo
Advisor: Jones, Marcus Herbert
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Issue Date: 2016
Keywords: ARTRITE
DOENÇAS CARDIOVASCULARES
REUMATOLOGIA
CLÍNICA MÉDICA
MEDICINA
Abstract: Introdução: os avanços na terapêutica da artrite idiopática juvenil (AIJ) promoveram o prolongamento da sobrevida livre de doença. A doença cardiovascular (DCV) pode emergir como importante causa de morbimortalidade. A velocidade de onda de pulso (VOP) e o comprimento de telômeros (TL) são vistos como potenciais preditores de DCV. Há evidências crescentes da importância do papel da atividade inflamatória crônica e persistente nesses processos. VOP e TL são potenciais preditores precoces de DCV e seus desfechos. Objetivo: Avaliar a VOP e TL em uma amostra de pacientes com AIJ, sem fatores de risco para DCV, compará-los com um grupo de indivíduos saudáveis pareados por sexo e idade e testar a correlação destas variáveis. Pacientes e Métodos: 24 pacientes com AIJ e 21 controles para TL e 20 controles para VOP foram incluídos. A VOP foi estimada por um equipamento de análise oscilométrica (CardioSDyna – MAPA +). O TL foi avaliado através da reação em cadeia da polimerase em tempo real (qPCR). A atividade inflamatória foi medida através do Juvenile Disease Activity Score (JADAS-27). Pacientes com obesidade, hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus e perda de função renal e outras doenças inflamatórias foram excluídos. Resultados: Foram incluídos os subtipos oligoarticular (65, 2%) e poliarticular, sendo que 73,9% eram meninas, 82,6% eram caucasianos. A média de idade foi 15,5 + 6, 3 anos e a mediana de duração da doença foi de 9 [5-19] anos. Entre casos e controle para TL, houve diferença significativa em relação à idade e não foi encontrada diferença quanto a sexo, etnia, IMC, peso e altura. A mediana do JADAS foi 8 [0,00 – 20,1],considerado ativo acima de 1. Os valores da VOP foram normais em todos os pacientes (5,1 + 0,2 vs. 4,98 + 0,06 m/s) (P = 0,66).TL expresso pela razão T/S (produto da amplificação dos telômeros e gene de cópia única) estava reduzido nos pacientes com AIJ (0, 85 + 0, 34 vs. 1,67 ± 1,38), Teste de Mann-Whitney: P=0, 025. Quando ajustado para idade através da ANCOVA, a diferença permaneceu significativa (P=0, 032). Não houve correlação entre TL e idade (P =0, 449, r=0, 166), sexo (P=0, 521) , duração da doença (P =0, 358, r=-0, 318), JADAS (P = 0, 184, r=-0, 287) e VOP (P = 0, 843, r=0, 044) em crianças com AIJ. Conclusão: O TL foi significativamente menor nessa amostra de pacientes com AIJ de longa duração e com atividade da doença alta a moderada e sem fatores de risco para doença cardiovascular em comparação aos controles. A VOP foi normal e sem diferença significativa em relação aos controles. Não foram observadas correlações significativas do TL ou do VOP com atividade e duração da doença, idade e sexo.
Introduction: Recent advances in juvenile idiopathic arthritis (AIJ) treatment promoted free disease survival. Cardiovascular disease (DCV) may emerge as an important cause of morbidity and mortality. Pulse wave velocity (VOP) and telomere length (TL) are considered as potential predictors of cardiovascular DCV. There are growing evidences of chronic and persistent inflammatory activity role on these processes. VOP and TL are potential early predictors of DCV and its outcomes. Objective: Access VOP and TL in a sample of AIJ patients, without cardiovascular risk factors, compare them with a group of healthy individuals sex and age matched and to test the correlation of these variables. Patients and Methods: 24 AIJ patients and 21 controls for TL and 20 controls for VOP were included. VOP was estimated by an oscillometric device (CardioSDyna – MAPA +). TL was accessed by polimerase chain reaction in real time (qPCR). Inflammatory activity was accessed by Juvenile Disease Activity Score (JADAS-27). Obesity, systemic hypertension, diabetes mellitus, impaired renal function and other inflammatory diseases were excluded. Results: Oligoarticular (65, 2%) and polyarticular subtypes were included, with 73,9% females and 82,6% were Caucasian. The average age was 15,5 + 6,3 years and the median disease duration was 9 [5-19] years. Between cases and controls for LTL there was significant difference in age no differences in sex, ethnics and BMI. The JADAS median was 8 [0, 00 – 20, 1], considered active when above 1, 0. PWV was normal in all patients, JIA and control (5. 1 + 0. 20 m/s vs. 4. 98 + 0. 06 m/s, P = 0, 66). TL expressed by T/S ratio (amplification telomere product and single copy gene) was significantly reduced between JIA patients and controls (0. 85 + 0, 34 vs. 1, 67 + 1, 38, Mann-Whitney test P = 0. 025). When age adjusted by ANCOVA, the difference remained significant (P= 0,032).There was no correlation between TL and age (P =0, 449, r=0, 166), sex (P=0, 521), disease duration (P =0, 358, r=-0, 318), JADAS (P = 0, 184, r=-0, 287) e VOP (P = 0, 843, r=0, 044) in patients with AIJ. Conclusions: TL was significantly shorter in long disease duration and high to moderate disease activity with no DCV risk factors AIJ patients and compared to controls. VOP was normal and no significant difference between controls were found. No correlations were observed between TL or VOP and disease duration, age and sex.
URI: http://hdl.handle.net/10923/8574
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000479688-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,44 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.