Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/8809
Tipo: masterThesis
Título: Religião e empreendedorismo no Brasil: uma análise utilizando modelos de escolha ocupacional a partir do Censo de 2010
Autor(es): Vieira, João Pedro Valentini Speggiorin
Orientador: Jacinto, Paulo de Andrade
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Economia do Desenvolvimento
Fecha de Publicación: 2015
Palabras clave: EMPREENDEDORISMO
RELIGIÃO E SOCIEDADE
ECONOMIA
Resumen: O objetivo deste estudo é avaliar influências das diferentes religiões sobre o empreendedorismo no Brasil a partir de modelos de escolha ocupacional e dos microdados do Censo demográfico de 2010. Nos últimos 100 anos o empreendedorismo vem sendo um tema central de pesquisa para importantes economistas. Embora a literatura sobre o tema no âmbito macroeconômico apresenta consenso em relação a sua contribuição para o crescimento e desenvolvimento econômico de um país, é no âmbito microeconômico que temos o maior desafio em entender quais são os fatores que levam o individuo a fazer uma escolha entre ser ou não um empreendedor. A tomada de decisão de um indivíduo leva em conta diferentes fatores, sendo alguns destes os seus valores e princípios pessoais. Nesse contexto se insere o aspecto religioso já que as religiões historicamente tiveram papel central na sociedade, servindo de doutrina e como provedor de valores aos seus seguidores. A estratégia empírica adotada empregou modelos de escolha discreta na estimação da escolha ocupacional, utilizando os microdados do Censo de 2010. Os resultados sugerem que existem efeitos diferentes das diversas religiões sobre a escolha de um indivíduo ser ou não empreendedor. Além disto, ao diferenciar empreendedorismo em duas variáveis diferentes, empregador e auto empregado, foi constatada a possibilidade de efeitos diferenciados para os grupos religiosos.
The objective of this study is to evaluate the influences of different religions on entrepreneurship in Brazil using models of occupational choice and microdata from the 2010 demographic census. Over the past 100 years entrepreneurship has been a central theme of research to leading economists. Although the literature in the macroeconomic scope presents a consensus on its contribution to the growth and economic development of a country it is in the microeconomic scope that lies the biggest challenge to understand what are the factors that lead the individuals to make a choice between whether or not to be an entrepreneur. The decision of an individual takes into account various factors, some of which are their personal values and principles. In this context religions have historically played a central role in society, serving as a provider of doctrines and values to their followers. The empirical strategy adopted employed discrete choice models in the estimation of occupational choice, using microdata from the 2010 census. The results showed that there are diverse effects of different religions on the choice of the individual to be or not an entrepreneur. There where also differences observed for the religious groups when we divide the entreprenuership variable in to two variables, employer and self emplyed.
URI: http://hdl.handle.net/10923/8809
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000480037-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo865,93 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.