Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/8877
Type: doctoralThesis
Title: A Feira agroecológica como espaço de produção de práticas culturais: identidade, alimentação e relações psicossociais
Author(s): Cuervo, Maria Rita Macedo
Advisor: Pizzinato, Adolfo
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Issue Date: 2015
Keywords: IDENTIDADE CULTURAL
FEIRAS LIVRES
ECOLOGIA AGRÍCOLA
PSICOLOGIA SOCIAL
Abstract: O presente estudo, apresentado como requisito para obter o grau de Doutor em Psicologia, apresenta reflexões sobre identidade, elementos culturais, psicossociais e ideológicos envolvidos na alimentação, através de uma feira agroecológica. Objetivos: Compreender a feira agroecológica FAE como uma comunidade de práticas alimentares culturalmente significativas no eixo da produção, distribuição, preparo e consumo. Identificar os elementos culturais, sociais e ideológicos, e os tipos de relações envolvidos entre os atores sociais. Método: Foram realizados três estudos. No primeiro, um ensaio, são discutidos os aspectos psicossociais implicados nos processos alimentares. Uma vez que a escolha do que comer, na sociedade atual, é culturalmente pautada por processos mais amplos da sociedade global, é fundamental ainda considerarmos a configuração do capitalismo contemporâneo e seu impacto na produção de subjetividades. Os processos alimentares não são uma exceção nessa dinâmica capitalista. O segundo artigo traz reflexões etnográficas sobre uma feira agroecológica de Porto Alegre. A partir do andar na feira e principalmente pela aproximação dos atores, através das conversas, diário de campo e fotografias, foi possível ver a subjetividade nas relações. O terceiro artigo trata das discussões sobre as entrevistas. A análise das entrevistas foi realizada através da análise de conteúdo, com foco na análise temática. A fotocomposição ajudou nas discussões e apreensão de novos significados.Resultados: Foi possível identificar, através da “voz da comida”, aspectos como confiança e sociabilidade nas relações sociais, o consumo como uma forma de participação política e uma responsabilidade em relação aos problemas socioambientais. Uma preocupação com a alimentação e saúde. Considerações Finais: A participação na feira pode ser vista como uma busca de alternativas para a crise ambiental, social e de identidade da sociedade contemporânea. A comida que vem da feira tem identidade, é temperada com ideais e relações sociais, com toque de memória e afeto.
This study, presented as a requirement for the degree of Doctor of Psychology, brings reflections on identity, cultural, psychosocial and ideological elements involved on eating through an agroecological fair. Objectives: to understand the agroecological fair FAE as a community of culturally significant food practices in the axis of production, distribution, preparation and consumption. Identify the cultural, social and ideological elements, and the types of relationships between social actors involved. Methods: it were conducted three studies. In the first, an trial, discusses the psychosocial aspects involved in food processing. Once the choice about what to eat [,] in today's society is culturally guided by broader processes of global society, it is essential also consider the setting of contemporary capitalism and its impact on production of subjectivities. Food processes are no exception in this dynamic capitalist. The second article presents ethnographic reflections on the agroecological fair in Porto Alegre. During the research at the street market and especially by the approach of the actors, through conversations, diary and photographs, it was possible to see subjectivity in relationships.The third article deals with the discussions about the interviews. The data analysis were performed through content analysis, focusing on thematic analysis. The typesetting helped in discussions and new meanings. Results: It was possible to identify [,] through the "voice of the food," things like confidence and sociability in social relations, consumption as a form of political participation and responsibility in relation to social and environmental problems. A concern with food and health. Final thoughts: the participation in the fair can be seen as a search for alternatives to the environmental crisis, social and identity of contemporary society. The food that comes from fair has identity, is spiced with ideals and social relations, with touch of memory and affection.
URI: http://hdl.handle.net/10923/8877
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000480114-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial1,68 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.