Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/9491
Tipo: masterThesis
Título: Um estudo empírico sobre o uso do BDD e seu apoio a engenharia de requisitos
Autor(es): Moraes, Lauriane Corrêa Pereira
Orientador: Marczak, Sabrina dos Santos
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação
Data de Publicação: 2016
Palavras-chave: ENGENHARIA DE SOFTWARE
ENGENHARIA DE REQUISITOS
INFORMÁTICA
Resumo: The Requirements Engineering discipline focuses on identifying the customer needs and specifying the software requirements to attend these needs. In agile development, the related activities take place throughout the development Iifecycle with the support of a set of agile practices. Behavior-Driven Development (BDD) is among one of these practices. BDD integrates an ubiquitous language with Test-Driven Development and automated tests. It was designed to help teams to build and deliver software more efficiently. It aims to promote collaboration and the discovery of the system behavior through examples following the Specification by Example agile practice. The business scenarios defined with BDD aim to facilitate information sharing and reduction of communication misalignment, recurring issues in Requirements Engineering. The automation of the scenarios allow the team to create living documentation, which in time avoid obsolete documentation, another critical issue in this discipline. This Dissertation presents an empirical exploratory study that aimed to identify how BDD is adopted in practice and how it supports Requirements Engineering. We conducted 24 semi-structured interviews with industry professionals in order to explore aspects related to BDD such as processes, tool support, associated roles, BDD benefits, among others. Future work is pointed out and a summary of benefits for industry is discussed.
A disciplina Engenharia de Requisitos centra-se na identificação das necessidades do cliente e especificação de requisitos de software para atender estas necessidades. No desenvolvimento ágil, esta etapa acontece no decorrer do ciclo de vida de desenvolvimento apoiada por um conjunto de práticas propostas pelos métodos ágeis. Dentre estas, tem-se Behavior-Driven Development (BDD) que integra uma linguagem ubíqua com Test-Driven Development e testes automatizados, projetada para auxiliar equipes a construírem e entregarem software mais eficientemente. O BDD centra-se na colaboração e descoberta do comportamento do sistema através de exemplos advindos da prática Specification by Example. Os cenários de negócio levantados para o BDD objetivam facilitar o compartilhamento da informação e redução do desalinhamento da comunicação, recorrentes da Engenharia de Requisitos. A automação dos cenários permitem a criação de documentação viva, o qual evita sua obsolescência, outro problema crítico da área. Esta dissertação apresenta um estudo empírico que visou identificar como o BDD é adotado na prática e como o mesmo apoia a Engenharia de Requisitos. Para isto, conduziu-se 24 entrevistas semi-estruturadas com profissionais da indústria explorando aspectos relacionados ao BDD, tais como processos, ferramentas de apoio, papéis envolvidos, benefícios, entre outros. Um conjunto de investigações futuras são apontadas para que pesquisadores possam explorar detalhadamente os aspectos identificados e uma reflexão é oferecida aos profissionais da indústria.
URI: http://hdl.handle.net/10923/9491
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000481657-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo7,83 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.