Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/9632
Type: doctoralThesis
Title: Modos de dizer do jornalismo impresso brasileiro: para além dos códigos, o regime de verdade nos dispositivos interacionais da notícia
Author(s): Andrade, Josefa Melo e Sousa Bentivi
Advisor: Wainberg, Jacques Alkalai
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social
Issue Date: 2016
Keywords: JORNALISMO - BRASIL
MÍDIA
JORNALISMO IMPRESSO
NOTÍCIAS (JORNALISMO)
COMUNICAÇÃO
Abstract: Partindo do princípio de que a verdade é a categoria ontológica que regula o jornalismo, assegurando-lhe legitimidade social para construir conhecimentos sobre a realidade, esta tese analisa os processos enunciativos que constituem os modos de dizer do jornalismo impresso brasileiro, pelo acionamento dos dispositivos interacionais da notícia, observando-se o regime de verdade do jornal a Folha de São Paulo na construção da cena enunciativa das notícias que têm Fernando Henrique Cardoso (FHC) e Luiz Inácio Lula da Silva (Lula) como personagens, nas campanhas para presidente da República, nas eleições de 1994 e 2002. Verdade e a legitimidade que, no jornalismo, são questionáveis e instáveis, sobretudo em momentos de crise institucional e política, como a que se vivencia no Brasil, em 2016, quando a sociedade reivindica ao jornalismo que se atenha à verdade dos fatos, atribuindo a esta instituição a responsabilidade de produzir a verdade sobre os acontecimentos o que torna o tema sempre atual e apropriado à investigação científica. Informa-se que este estudo foi realizado a partir de três matrizes de conhecimento: a comunicação/mídia/o jornalismo; os estudos sobre política, na articulação entre a comunicação e a política no Brasil e os estudos da linguagem, na dimensão interlocutiva da linguagem/concepção intrinsecalista e conversional da pragmática; a linguística da enunciação; a semântica linguística e a semântica do acontecimento. Da ciência política, traz-se a identificação de quatro variáveis conjunturais eleitorais: econômica; governo; político-ideológica e mídia, determinantes nas eleições presidenciais no Brasil, pós-ditadura militar.‘Desentranhando-se o comunicacional’, constatou-se que, na variável mídia/jornalismo/notícia, as demais variáveis presentificam-se e instituem-se, o que torna a variável mídia um vetor que integra as demais variáveis, condição que potencializa a ação estratégica do jornalismo. A análise dos processos enunciativos da notícia demonstra que FHC e Lula, na cena enunciativa da notícia, disputam um espaço ou lugar referendado por aquilo que establishment determina. Nessa lógica, a mídia/o jornalismo dá especial atenção à manutenção do sistema econômico liberal/neoliberal e opta por construir cenas enunciativas enquadrando positivamente personagens que se responsabilizem pela manutenção do sistema, uma condição que reafirma o jornalismo como uma instituição política, uma instituição cujo regime de verdade pauta-se pela defesa de um ‘programa ideal’ para o país que encontrou forma ‘perfeita’ na concepção e implantação do Plano Real por Fernando Henrique Cardoso, na concertação de uma economia simbólica a que Luiz Inácio Lula da Silva teve que aderir.
Assuming that the truth is the ontological category that regulates journalism and ensures social legitimacy to build knowledge about reality, this thesis analyzes the enunciative processes that constitute the ways of telling of the Brazilian printed journalism, by activating interactional devices of news, observing the Folha de São Paulo newspaper's regimen of truth in the construction of the enunciation about Fernando Henrique Cardoso (FHC) and Luiz Inacio Lula da Silva (Lula) as characters in the presidential election campaigns in 1994 and 2002. Truth and legitimacy are questionable and unstable in journalism, especially in times of institutional and political crisis, like is experienced in Brazil in 2016, when the society demands that journalism be faithful to the facts, attributing to this institution the responsibility to produce the truth about the events which makes the topic always updated and suitable to the scientific research. This study was conducted from three branches: the communication/media/journalism; studies on politics, on the relationship between communication and politics in Brazil and language studies in interlocutive dimension of language/pragmatic intrinsec conception and conversional approach; the linguistics of enunciation; the linguistics semantics and the semantics of the event. Four electoral conjuncture variables are identified from the political Science and are decisive in the presidential elections in Brazil, post-military dictatorship: economics; government; politics and ideology; and media. 'Unraveling the communication', it was found that into the variable media/journalism/news, other variables are established, what makes the media variable a vector that integrates other variables, a condition that potentiates the strategic action of journalism.The analysis of the enunciative process of the news shows that FHC and Lula, in the expository scene of the news, compete for a place or some countersigned space by what establishment determines. In this logic, the media/the journalism gives special attention to the maintenance of liberal/neoliberal economic system and chooses to build enunciative scenes positively framing characters who are responsible for the system maintenance, a condition that reaffirms journalism as a political institution, an institution whose regimen of truth is guided by the defense of an 'ideal program’ to the country that has found its 'perfect' form in the design and implementation of the Real Plan by Fernando Henrique Cardoso, and in the conciliation of a symbolic economy that Luiz Inacio Lula da Silva had to join.
URI: http://hdl.handle.net/10923/9632
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000482507-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo4,8 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.