Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/9877
Tipo: masterThesis
Título: Identificação e caracterização das espécies de flebotomíneos (Diptera: Psychodidae), infectadas por Leishmania spp., na localidade Praia das Pombas, Viamão, Rio Grande do Sul, Brasil
Autor(es): Lindholz, Catieli Gobetti
Orientador: Ferreira, Carlos Alexandre Sanchez
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Data de Publicação: 2015
Palavras-chave: LEISHMANIOSE
PARASITOLOGIA
BIOLOGIA
Resumo: As Leishmanioses são um complexo de doenças causadas por protozoários do gênero Leishmania spp., observados nas formas promastigota (flagelada, extracelular) nos hospedeiros invertebrados, e forma amastigota (ausência de flagelo, intracelular obrigatório) nos vertebrados. Atualmente, estas doenças encontram-se distribuídas em 88 países nas Américas, África, Índia, Ásia e Mediterrâneo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que 500 mil novos casos de Leishmaniose Visceral (LV) e 1,5 milhões de novos casos de Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) ocorram anualmente, sendo considerada uma das doenças infecto-parasitárias de maior incidência mundial. Transmitidas no momento do repasto sanguíneo pelas fêmeas de flebotomíneos (Diptera: Psychodidae), as Leishmanioses se mostram em expansão em todas as regiões brasileiras, colocando o país entre os cinco mais afetados no mundo. No Brasil, muitas pesquisas têm sido desenvolvidas no intuito de esclarecer as espécies responsáveis pela transmissão de Leishmania spp., e consequentemente, apontar áreas de importância à saúde pública. A LTA chegou a capital do RS em 2002 e ainda são escassos os estudos de espécies transmissoras neste Estado. Este estudo teve como objetivo investigar as espécies de flebotomíneos ocorrentes em uma localidade rural no distrito de Itapuã, município de Viamão, região metropolitana de Porto Alegre, e verificar, a presença de DNA de Leishmania spp. nas fêmeas capturadas.As capturas foram realizadas com armadilhas luminosas tipo CDC (Center for Diseases Control) em ambiente intradomiciliar, peridomiciliar e mata, a fim de verificar possíveis diferenças populacionais e/ou específicas entre os locais. As capturas ocorreram durante três noites consecutivas, no período de Maio de 2013 a Abril de 2014. Os flebotomíneos coletados foram identificados taxonomicamente e as fêmeas foram agrupadas em pools de cinco indivíduos cada, de acordo com espécie. Um total de 516 flebotomíneos foi capturado, pertencentes às espécies Lutzomyia neivai (37,2%), Lutzomyia migonei (34,5%), Lutzomyia fischeri (21,7%), e Lutzomyia lanei (6,5%). Para extração de DNA foram utilizadas 245 fêmeas. Foram amplificados fragmentos de 120 pares de bases referentes à região conservada do kDNA de Leishmania em amostras de Lutzomyia neivai, Lutzomyia fischeri e Lutzomyia migonei.
The Leishmaniasis is a complex of diseases caused by protozoa of the genus Leishmania spp., observed in the promastigote forms (flagellated, extracellular) in invertebrate hosts, and amastigote forms (no scourge, intracellular required) in vertebrates. Nowadays, these diseases are distributed in 88 countries in the Americas, Africa, India, Asia and the Mediterranean. According to the World Health Organization, 500.000 and 1.5 million new cases, respectively of Visceral Leishmaniasis and Cutaneous Leishmaniasis occur annually, and considered one of the infectious and parasitic diseases of major global impact. Transmitted at the moment the blood feeding by the female sandflies (Diptera: Psychodidae), Leishmaniasis is the shown to expand in all regions of Brazil, placing the country among the five most affected in the world. In Brazil, many studies have been carried out to elucidate the species responsible for the transmission of Leishmania spp., and consequently, prescribe important areas of to public health. However, these approaches are uncommon in the Rio Grande do Sul state. This study aimed to investigate the sandfly species occurring in a rural area in Itapuã district, city of Viamão, metropolitan region of Porto Alegre, and verify the presence of DNA of Leishmania spp. in captured females.The collections were carried out with CDC light traps in intradomicile, peridomicile and forest remnants to verify possible population or species differences among the sites. The captures occurred for three consecutive nights, from May 2013 to April 2014. The sandflies were identified and females were grouped in pools of five animals each, according to the species. A total of 516 phlebotomines were captured, pertaining belonging to the Lutzomyia neivai (37.2%), Lutzomyia migonei (34.5%), Lutzomyia fischeri (21.7%), and Lutzomyia lanei (6.5%). For DNA extraction, 245 females were used. Fragments of 120 bp of conserved region of Leishmania kinetoplast were amplified from samples of Lutzomyia neivai, L. fischeri and L. migonei.
URI: http://hdl.handle.net/10923/9877
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000482813-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo596,56 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.