Visualizando por Autor Paulo Ricardo Kralik Angelini

Ir a: 0-9 A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
o entre con las primeras letras:  
Mostrando reg. 2 a 16 de 16   ◄ anterior   
Fecha de PublicaciónTítuloAutor(s)
2018Brasil: representações do esporte e do corpo na literatura portuguesa do século XXIPaulo Ricardo Kralik Angelini
2012De partidas, ausências e não regressos: o discurso antiépico de Lobo AntunesPaulo Ricardo Kralik Angelini
2015Depois do fim: as rasuras de uma portuguesa em terra angolana - uma leitura de Teoria Geral do Esquecimento, de José Eduardo AgualusaPaulo Ricardo Kralik Angelini
2017Deslocamento de identidade em Estive em Lisboa e lembrei de você, de Luís RuffatoAndré Natã Mello Botton; Paulo Ricardo Kralik Angelini
2012Dos escombros à gestação da palavra: José Saramago e Gonçalo Tavares em diálogos simbólicosPaulo Ricardo Kralik Angelini
2017Escrever para existir: a reconstituição da memória em abraço, de José Luís PeixotoPaulo Ricardo Kralik Angelini
2012Fastos Geniais: o lugar de Thomé Pinheiro da Veiga na tradição de narradores dramatizados na literatura portuguesaPaulo Ricardo Kralik Angelini
2011Guma, nobre cavaleiro do mar, e a lusitanidade em Mar MortoPaulo Ricardo Kralik Angelini
2017Memorial dos ausentes: a subversão da História em Memorial do Convento, de José SaramagoPaulo Ricardo Kralik Angelini
2016O curioso caso do homem plano de Patrícia Portela: uma leitura desestabilizadoraPaulo Ricardo Kralik Angelini
2013O Retorno, de Dulce Maria Cardoso, e o lugar dos que não têm lugarPaulo Ricardo Kralik Angelini
2015O riso da prosa: o narrador dramatizado de Thomé Pinheiro da Veiga e seus fastos geniaisPaulo Ricardo Kralik Angelini
2015Por uma teorização do afeto: uma leitura de Ribamar, de José Castello, e de O filho de mil homens, de Valter Hugo MãePaulo Ricardo Kralik Angelini
2013SOBRE UM MUNDO EM RUÍNAS: JOSÉ SARAMAGO E GONÇALO TAVARES EM DIÁLOGOS SIMBÓLICOSPaulo Ricardo Kralik Angelini
2018Vozes do Brasil: A presença da Literatura Brasileira na narrativa hipercontemporânea portuguesaPaulo Ricardo Kralik Angelini