Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/10287
Tipo: masterThesis
Título: Leia-me como uma história: mulheres e a construção de narrativas da felicidade no Instagram
Autor(es): Severo, Mariana Leoratto
Orientador: Tonin, Juliana
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social
Data de Publicação: 2017
Palavras-chave: REDES SOCIAIS
FOTOGRAFIA
MULHERES
FELICIDADE
MÍDIA SOCIAL
COMUNICAÇÃO SOCIAL
Resumo: No presente trabalho objetiva-se refletir sobre narrativas da felicidade femininas no aplicativo Instagram. O objeto de estudo são as fotografias postadas por mulheres no aplicativo. Entende-se que os modos de expressão contemporâneos transbordam ideais de felicidade, tendo as mulheres como protagonistas. A pesquisa é fundamentada, principalmente, pelo aporte de McMahon (2006) e Birman (2010) acerca da felicidade; Berger; Luckmann (1966) e Schutz (2008) sobre narrativas e vida cotidiana; Lipovetsky (1997) e Ahmed (2010) sobre mulheres e Maffesoli (2010) com o método de sociologia compreensiva. A base teórica é permeada pela ideia da performance. Nesta pesquisa, foram desveladas cinco ultrageneralizações que surgiram da coleta de 250 fotografias a partir das principais hashtags do aplicativo Instagram: sobre a labuta de ser quem se é; sobre aceitar, aproveitar e viver os momentos; sobre a sensualidade e a autoestima; sobre o amor, a afetividade e o estar junto e sobre a apreciação do que é belo. A partir disso, aspectos como individualidade, autenticidade, o presente, o momento, o hedonismo, o empoderamento, o sentimento, a comunhão e a estetização da experiência foram norteadores para a compreensão da construção das narrativas da felicidade.
The present work aims to reflect on feminine happiness narratives in the Instagram application. The object of study is the photographs posted by women in the app. It is understood that contemporary modes of expression overflows ideals of happiness, with women as protagonists. The research is based, mainly, by the contribution of McMahon (2006) and Birman (2010) on happiness; Berger, Luckmann (1966) and Schutz (2008) on narratives and everyday life; Lipovetsky (1997) and Ahmed (2010) on women and Maffesoli (2010) with the method of comprehensive sociology. The theoretical basis is permeated by the idea of performance. In this research, it were revealed five ultrageneralizations that emerged from 250 photographs collected by utilizing the main hashtags of the Instagram app: About the toil of being who you are; About accepting, enjoying and living the moments; About sensuality and self-esteem; About love, affection and being together and about the appreciation of what is beautiful. From this, aspects such as individuality, authenticity, present, moment, hedonism, empowerment, feeling, communion and aestheticization of experience were guides to the understanding of the construction of happiness narratives.
URI: http://hdl.handle.net/10923/10287
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000483823-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo4,61 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.