Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/1086
Tipo: masterThesis
Título: Estudo experimental em ratos submetidos à injeção intravascular de polimetilmetacrilato: avaliação clínica e da toxicidade sistêmica
Autor(es): Medeiros, Clarissa Castro Galvão
Orientador: Figueiredo, Maria Antonia Zancanaro de
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Data de Publicação: 2013
Palavras-chave: ODONTOLOGIA
ESTOMATOLOGIA CLÍNICA
TOXICIDADE
RATOS - EXPERIÊNCIAS
Resumo: Os materiais de preenchimento dermatológicos tem sido amplamente utilizados na região da face, com finalidade de reparo estético ou funcional. O uso inadvertido desses produtos pode promover efeitos adversos variados envolvendo, muitas vezes, a área anatômica de atuação do cirurgião-dentista. Ocasionalmente as complicações presentes sugerem um diagnóstico clínico incorreto, uma vez que podem simular outras patologias. Estes produtos são distintos e apresentam-se de formas variadas, podendo ter na sua composição, por exemplo, fragmentos biológicos, suspensões de partículas ou microesferas. A técnica de implantação tecidual e os resultados possíveis são específicos para cada tipo de material. Quando inseridos nos planos tissulares ou de forma acidental, no interior dos vasos sanguíneos, podem favorecer respectivamente a migração local e/ou sistêmica da substância. O polimetilmetacrilato (PMMA) é um dos materiais de preenchimento estético de maior emprego no Brasil, sendo francamente utilizado na região facial e perioral. O seu baixo custo, duração permanente nos tecidos, além da fácil técnica de aplicação, favorecem esta escolha. O objetivo desta pesquisa foi verificar em modelo murino a presença de reação local e toxicidade sistêmica, causadas pela injeção intravascular de PMMA em duas concentrações extremas regularmente utilizadas nos pacientes (2 e 30%). Os animais foram divididos randomicamente em 3 grupos contendo 10 animais cada (PMMA 2%, PMMA 30% e controle) e 2 tempos de observação (7 e 90 dias). O material (0,05mL) foi aplicado na veia ranina do lado direito, localizada no ventre lingual. Durante a avaliação clínica realizada nos respectivos tempos do estudo, não foram observadas lesões na área da língua onde o produto foi aplicado. Na análise microscópica dos órgãos distantes (fígado, pulmão e rim direito) não foi constatada a presença de microesferas do produto ou inflamação. Os resultados da análise sérica dos níveis de aspartato aminotransferase (AST) e creatinina entre os grupos não demonstraram diferença estatisticamente significativa nos tempos do estudo. Aos 90 dias do experimento, o grupo 2 (PMMA 30%) apresentou níveis mais elevados de alanina aminotransferase (ALT) quando comparado aos demais grupos. Podemos constatar que na sua maior concentração, o PMMA induziu alteração estatisticamente significativa (P = 0.047) nos níveis de ALT quando comparado com o grupo controle ao longo do tempo. A análise da variação do peso dos órgãos não demonstrou que as mudanças verificadas estavam relacionadas a sinais de toxicidade oriundos do PMMA. Frente aos inúmeros relatos de efeitos adversos decorrentes de injeções de PMMA no terço inferior da face, principalmente em região nasolabial, é de suma importância que os cirurgiões-dentistas estejam aptos a identificar e manejar suas possíveis complicações. A deficiência de informações científicas sobre eventuais manifestações locais e sistêmicas relacionadas a utilização de produtos de preenchimento estético facial contendo PMMA motivou a realização desta pesquisa e deverá estimular outros estudos favorecendo uma melhor compreensão sobre o tema. Os resultados obtidos neste estudo não confirmam que os preenchedores faciais contendo PMMA possuam potencial efeito tóxico, nas concentrações utilizadas.
Dermal fillers are being vastly applied at the face region in an attempt to achieve aesthetic or functional repair. When used inadvertently those products may promote a variety of adverse effects, sometimes involving the dentists’ anatomical area of expertise. Occasionally these complications suggest an incorrect clinical diagnosis since it can simulate other types of pathologies. These materials are distinct and may contain in its composition biological fragments, suspensions of particles or microspheres, for example. The technique of implantation and the possible outcomes are specific of the type of substance. Once these products are inserted into the tissues or accidentally inside of a blood vessel, local and/or systemic migration of the particles may occur. The polymethylmethacrylate (PMMA) is one of aesthetic filling materials of greater employment in Brazil, being broadly used in tissues of the facial and perioral region. The choice to use these products is encouraged by its low financial cost, long time of duration and simple technique of implantation. This research aimed to evaluate, in a murine model, the local reaction and possible systemic toxicity caused by intravascular injection of PMMA in two extreme concentrations (2 and 30%) that are often applied. The animals were randomly divided into 3 groups (2%PMMA, 30%PMMA and control) and 2 observation times (7 and 90 days). The material (0.05 mL) was applied into the ranine vein located at the ventral surface of the tongue on the right side. Lesions were not observed during clinical evaluation of the tongues at any time of the study. There was no presence of microspheres or inflammation in distant organs (liver, right lung and kidney) during microscopic evaluation. The levels of aspartate aminotransferase (AST) and creatinine were not significantly different between groups at any time of the study. Group 2 (30% PMMA) showed higher levels of alanine aminotransferase (ALT) at day 90 when compared to the other groups. It could be assumed that PMMA's higher concentration induced statistically significant change in ALT levels compared with the control group over time (P = 0.047). The variation in the weight of the organs has not demonstrated that the changes were related to signs of toxicity to PMMA. Faced with several reports of adverse effects from injections of PMMA in the lower face, especially nasolabial region it is of great importance that dentists are able to identify and manage possible complications. The lack of scientific data regarding local and systemic adverse effects related to cosmetic fillers containing PMMA, motivated this study and should be a stimulus for this issue to be addressed in further research in order to achieve a better comprehension about this subject. The data obtained in this study do not confirm that PMMA fillers have a potential toxic effect, after an intravascular injection, at the concentrations studied.
URI: http://hdl.handle.net/10923/1086
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
447883.pdfTexto Completo10,84 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.