Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/10883
Tipo: doctoralThesis
Título: Ensaios em economia da migração: uma análise de padrões migratórios no Brasil
Autor(es): Ribeiro, Ana Carolina Borges Marques
Orientador: Tai, Silvio Hong Tiing
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Economnia do Desenvolvimento
Data de Publicação: 2017
Palavras-chave: MERCADO DE TRABALHO
MIGRAÇÃO
CAPITAL HUMANO
ECONOMIA
Resumo: Esta tese apresenta três ensaios independentes em Economia da Migração. O objetivo do primeiro ensaio é mensurar o impacto da experiência de migração internacional sobre salários no mercado de trabalho brasileiro em 2010. A estimação se torna mais complexa devido aos vários potenciais vieses de seleção envolvidos. Comparar emigrantes retornados a indivíduos não migrantes sem levar em conta os processos de seleção envolvidos pode gerar estimativas distorcidas do impacto da experiência de migração sobre salários. A principal contribuição deste estudo é estimar o prêmio salarial para retornados ao Brasil considerando um triplo processo de seleção. Foi estimado um modelo de equações simultâneas considerando a decisão de ocupação, a decisão de participação no mercado de trabalho, e a decisão de retorno ao país dado que, o indivíduo emigrou anteriormente. Mesmo após controlar os potenciais vieses, os resultados mostram que há um prêmio salarial positivo e estatisticamente significante da experiência de migração sobre salários, indicando que a migração de retorno gera benefícios ao país ao trazer indivíduos com características valorizadas no mercado de trabalho local, e, portanto, esta população pode ser um canal de aumento de capital humano e produtividade no Brasil. O segundo ensaio analisa como a renda e o capital humano dos cônjuges podem estar associados à migração familiar no Brasil. Foram utilizados microdados do Censo de 2010 para estimar um modelo logit, onde se investiga a migração de três grupos de famílias: as não migrantes, as migrantes intra-estaduais e as migrantes interestaduais. Não foi analisado o efeito causal das variáveis, mas apenas sua associação com a probabilidade de migração familiar.A contribuição do estudo é empírica; os resultados mostram que o fato dos cônjuges possuírem ensino superior favorece a propensão a migrar, mas o vínculo laboral do cônjuge vinculado (aquele cuja variação salarial não determina a migração), em geral a mulher, tem uma associação negativa com a probabilidade de migração. Quando se analisa as variáveis de renda, as evidências mostram que tanto uma maior dispersão de renda entre os cônjuges, quanto uma maior soma das rendas dos cônjuges, tem uma associação positiva com a probabilidade de migração. Quando são comparadas apenas as famílias migrantes, os resultados indicam que a probabilidade de migração interestadual não está associada a um maior nível educacional dos cônjuges. Por fim, o terceiro ensaio apresenta uma análise do papel das redes de migração nos fluxos migratórios no Brasil para diferentes níveis de escolaridade. Uma rede de migrantes pode ser vista como uma rede social que atrai novos migrantes. O suporte informacional e financeiro desempenhado pela rede pode diminuir os custos de migração e facilitar novos fluxos migratórios. Como os custos de migração são relativamente maiores para os indivíduos de baixa qualificação, uma hipótese é que as redes de migração reduzem os níveis de qualificação dos novos fluxos migratórios, tornando uma autosseleção negativa mais provável. O objetivo do estudo é analisar o papel das redes de migração nos fluxos e na seleção de migrantes dentro do Brasil. Os resultados mostram um impacto positivo e significante das redes de migrantes nos fluxos migratórios de diferentes níveis de escolaridade. Além disso, a seleção de migrantes também é influenciada pelas redes de migrantes, que particularmente atraem novos migrantes de pouca qualificação. Os resultados são robustos a diversas especificações econométricas, incluindo o tratamento de viés de seleção e endogeneidade.
This thesis presents three independent essays in Economics of Migration. At first, the aim is to measure the impact of an international migration experience on wages in the Brazilian labor market in 2010. The estimation becomes more complex due to the various potential selection biases involved. Compare returned migrants to nonmigrant individuals without regard the selection processes involved can generate biased estimates of the impact of the migration experience on wages. The main contribution of this study is to estimate the wage premium for returnees to Brazil considering a triple selection process. I estimated a model of simultaneous equations considering the occupation decision, the decision to participate in the labor market, and the decision to return to the country since the individual had previously emigrated. Even after controlling for potential biases, the results indicate that there is a positive and statistically significant wage premium for the migration experience on wages, indicating that return migration generates benefits to the country by bringing individuals with characteristics valued in the labor market of the country, and, therefore, this population can be a channel of increase of human capital and productivity in Brazil. The second essay analyzes how the human capital and the income of the spouses can be associated to the family migration in Brazil. We used microdata from the 2010 Census to estimate a logit model, where three groups of families are investigated: non-migrants, in-state migrants, and interstate migrants. The causal effect of the variables was not analyzed, but only its association with the probability of family migration.The contribution of the study is empirical; the results show that the fact that the spouses have higher education favors the propensity to migrate, but the employment relationship of the tied spouse (the one whose wage variation does not determine the migration), usually the woman, has a negative association with the probability of migration. When analyzing the income variables, the evidence shows that both a greater income dispersion between the spouses and a higher sum of the spouses' incomes have a positive association with the probability of migration. When comparing only migrant families, the results indicate that the probability of interstate migration is not associated with a higher educational level of the spouses. Finally, the third essay analyzes the role of migration networks in migratory flows in Brazil for different levels of schooling. A network of migrants can be seen as a social network that attracts new migrants because of the network's informational and financial support that can reduce migration costs and facilitate new migration flows. As migration costs are relatively higher for low-skilled individuals, one hypothesis is that migration networks reduce the qualification levels of new migration flows, making negative self-selection more likely. The objective of this study is to analyze the role of migration networks in migratory flows within Brazil. The results show a positive and significant impact of migrant networks on migratory flows of different levels of schooling. In addition, the selection of migrants is also influenced by migrant networks, which particularly attract new low-skilled migrants. The results are robust to various econometric specifications, including the treatment of selection bias and endogeneity.
URI: http://hdl.handle.net/10923/10883
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000485694-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo868,02 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.