Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/1091
Tipo: doctoralThesis
Título: Avaliação do processo de cicatrização óssea com diferentes biomateriais em fêmur de ratos
Autor(es): Hörlle, Lucas
Orientador: Oliveira, Rogerio Belle de
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Data de Publicação: 2013
Palavras-chave: ODONTOLOGIA
TECIDO ÓSSEO
MATERIAIS BIOCOMPATÍVEIS
RATOS DE WISTAR
Resumo: Objetivo: O presente estudo objetivou verificar o processo de reparo ósseo frente à utilização dos biomateriais Bio-Oss®, Osteogen® e Bone Ceramic® em um modelo experimental com defeitos criados no fêmur de ratos, através de análise histológica, avaliando também a taxa de interleucina-1 (IL-1), interleucina-6 (IL-6) e TNF-α presente em cada processo inflamatório existente no reparo ósseo. Materiais e Métodos: 36 ratos da linhagem Wistar com 8 semanas e cerca de 300 gramas foram submetidos à cirurgia do fêmur criando um defeito ósseo de 5mm de comprimento por 3mm de largura até chegar em tecido medular. Os animais foram divididos aleatoriamente em quatro grupos: Grupo I - Bio-Oss® (Geistlich Sons Ltd. Wolhusen, Suíça); Grupo II - Bone Ceramic® (Straumann AG, Basel, Suíça); Grupo III - Osteogen® (Impladent Ltd., Hollywood, EUA); Grupo Controle – coágulo. Conforme cada grupo, o fêmur tinha sua medula preenchida pelo biomaterial correspondente, excetuando-se o Grupo Controle que teve preenchimento por coágulo. Trinta dias após a cirurgia, os animais sofreram eutanásia e cada fêmur operado removido, descalcificado, cortado em micrótomo e confeccionado lâmina microscópica para análise histológica. Resultados: Em trinta dias, não houve diferença significativa na neoformação óssea entre os grupos. No entanto, quanto à taxa de marcação das citocinas pró-inflamatórias, o Bio-oss mostrou-se com a menor taxa de TNF-α, sendo em apenas dois sítios uma taxa leve. O mesmo ocorreu com IL-1, mas mostrando em seis sítios taxa leve. Em relação à IL-6, a taxa foi de moderada à severa para a maioria dos sítios. O Bone Ceramic mostrou taxa mais alta de TNF-α em relação ao Bio-oss, manteve um equilíbrio em relação à IL-1 e resultados semelhantes à IL-6. E o Osteogen apresentou a taxa mais alta de TNF-α e IL-1 e mais baixa de IL-6 quando comparado ao Bio-oss e Bone Ceramic. Conclusão: As implicações clínicas a partir de um estudo em modelo animal são controversas, mas dentro do escopo do trabalho, um biomaterial com baixo índice de TNF-α e IL-1 e índice moderado de IL-6 mostra-se maduro em 30 dias, ou seja, com condições histológicas ideais de neoformação óssea.
Objective: This study aimed to verify the process of bone repair biomaterials forward the use of Bio-Oss ®, Osteogen ® and Bone Ceramic ® in an experimental model with defects created in rat femurs through histological analysis, evaluating also the rate of interleukin-1 (IL-1), interleukin-6 (IL-6) and TNF-α present in each inflammatory process existing in bone repair. Materials and Methods: 36 Wistar rats aged 8 weeks and about 300 grams underwent surgery femur bone defect creating a 5mm long and 3mm wide to get in medullary tissue. The animals were randomly divided into four groups: Group I - Bio-Oss ® (Geistlich Wolhusen Sons Ltd., Switzerland), Group II - Bone Ceramic ® (Straumann AG, Basel, Switzerland), Group III - Osteogen ® (Impladent Ltd., Hollywood, USA), Group Control - clot. As each group, the femur had their bone biomaterial filled by correspondent, except for the control group that had filled with blood clot. Thirty days after surgery, animals were euthanized and each operated femur removed, decalcified, cut with a microtome and blade made for microscopic histological analysis. Results: In thirty days, no significant difference in bone formation between the groups. However, as the rate of the marking of proinflammatory cytokines, Bio- Oss showed the lowest rate of TNF-α and in only two places a rate slightly. The same occurred with IL-1, but showing slight rate at six sites. Regarding IL-6, the rate was moderate to severe in most sites. The Bone Ceramic showed higher rate of TNF-α in relation to Bio-oss, maintained a balance in relation to IL-1 and similar to IL-6. And Osteogen showed the highest rate of TNF-α and IL-1 and lower IL-6 when compared to Bio-oss and Bone Ceramic. Conclusion: The clinical implications from a study in animal models are controversial, but within the scope of work, a biomaterial with low TNF-α and IL- 1 and moderate content of IL-6 appears to be mature in 30 days, i.e., with optimal histological conditions of bone formation.
URI: http://hdl.handle.net/10923/1091
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
448378.pdfTexto Completo983,86 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.