Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/10975
Tipo: doctoralThesis
Título: Influência da obesidade na percepção da idade facial
Autor(es): Valente, Denis Souto
Orientador: Padoin, Alexandre Vontobel
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Fecha de Publicación: 2017
Palabras clave: OBESIDADE
ENVELHECIMENTO
CIRURGIA BARIÁTRICA
CIRURGIA FACIAL
MEDICINA
Resumen: Introdução- A percepção da idade facial é um biomarcador de saúde. A cirurgia bariátrica proporciona benefícios para pessoas obesas. O conhecimento é escasso acerca do papel da obesidade na idade facial. Objetivos- Verificar se existe modificação na percepção da idade facial ao comparar pessoas com obesidade mórbida antes da cirurgia e um ano após a realização desta, bem como controles de peso normal. Métodos- Através de uma coorte prospectiva os sujeitos com obesidade mórbida foram reavaliados após passarem pela cirurgia bariátrica. No estudo transversal estes mesmos indivíduos foram comparados com pessoas de peso normal. Sete cirurgiões plásticos presumiram a idade de cada sujeito somente através de suas fotografias. Foi calculada a diferença de cada idade percebida. Resultados- Antes da cirurgia a média de percepção da idade facial foi de 40,8 anos e após foi de 43,7 anos (p=0,004). No Grupo controle se observou a diferença na percepção da idade facial de -1,03 anos sendo diferente da obesidade mórbida (p= 0,045) e após a cirurgia (p=0,001). Homens, maiores de 40 anos, índice de massa corporal pré-operatório entre 40 e 49,9 kg/m2, peso maior do que 127,65 kg antes da cirurgia, perda de peso menor do que 43,15 kg e perda do percentual de excesso de peso maior do que 75,13% apresentaram maior envelhecimento facial. Conclusão- A cirurgia bariátrica produz envelhecimento facial. Pessoas com obesidade mórbida e indivíduos que se submeteram a cirurgia bariátrica aparentam ter mais idade do que pessoas que sempre foram magras.
Background- Perception of facial age is a health biomarker. Bariatric surgery provides benefits to obese people. Knowledge is scarce about the role of obesity in facial age. Objectives- The aim of this study is to verify whether there is a change in the perception of facial age when comparing people with morbid obesity before surgery and one year after the procedure, along with normal weight controls. Methods- Through a prospective cohort, subjects with morbid obesity were reassessed after undergoing bariatric surgery. In a transversal study, these individuals were compared to people of normal weight. Seven plastic surgeons estimated the age of each subject based solely on their photographs. The difference in each age perceived was calculated. Results- Before surgery the mean facial age perception was 40.8 years and after was 43.7 years (p = 0.004). In the control group a mean difference of -1.03 years was observed, different from morbid obesity (p = 0.045) and after bariatric surgery (p = 0.001). Men over 40 years of age, with a preoperative body mass index between 40 kg and 49.9 kg/m2, weight greater than 127.65 kg before surgery, and the percentage loss of excess weight greater than 75.13%, demonstrated greater perceived facial aging. Conclusion- Bariatric surgery produces facial aging. Morbidly obese people and individuals who have undergone bariatric surgery appear to be older than people who have always been thin.
URI: http://hdl.handle.net/10923/10975
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000486570-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial415,15 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.