Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/11216
Registro Completo de Metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorAngelini, Paulo Ricardo Kralik
dc.contributor.authorCanilha, Samla Borges
dc.date.accessioned2018-03-21T12:01:50Z-
dc.date.available2018-03-21T12:01:50Z-
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10923/11216-
dc.description.abstractEste trabalho tem como objetivo analisar o aproveitamento da memória, especialmente da memória familiar, no romance Vermelho (2003), da escritora portuguesa Mafalda Ivo Cruz. Nele, o protagonista narrador, Tito, procura recuperar a genealogia de sua família, do que resulta uma narrativa marcada por uma forma que reflete, em grande parte, o discurso da memória, tema caro à obra da autora. Sendo assim, o referencial teórico utilizado consiste, principalmente, em teóricos que tratam da memória, tais como Henri Bergson, Maurice Halbwachs, Paul Ricoeur, Aleida Assmann e Jöel Candau. Além disso, recorremos a textos da narratologia para embasar a leitura do romance, principalmente no que tange à construção do narrador. Da análise realizada, pode-se perceber que, ao contrário do que se espera de uma narrativa de memória, isto é, uma organização do passado em um todo coerente e temporalmente linear, Tito transmite o passado da família em uma construção que reflete sua mente perturbada. A caoticidade é também reflexo do fato de a história familiar em jogo ser repleta de lacunas e de silêncios que são preenchidos não raro ficcionalmente pelos seus membros, destacando-se a manipulação elaborada por Mário, o padrasto, principal responsável pela transmissão oral dos eventos a Tito. Por fim, os objetos do arquivo familiar, além de serem suspeitos de falsidade, podem ter sido selecionados arbitrariamente para servir aos fins do protagonista. Assim, o narrador acaba por, mais que reconstituir, fundar uma memória da família, mas o resultado é problemático, uma vez que Tito não se mostra um narrador confiável.pt_BR
dc.description.abstractThe present study aims to analyse the use of memory, especially of family memory, in the novel Vermelho (2003), from the portuguese writer Mafalda Ivo Cruz. In it, the narrator protagonist, Tito, seeks to recover the genealogy of his family, resulting in a narrative marked by a form that largely reflects the discourse of memory, a theme dear to the author's work. Thus, the theoretical reference used here mainly consists of memory theorists such as Henri Bergson, Maurice Halbwachs, Paul Ricoeur, Aleida Assmann and Jöel Candau. Besides that, we resorted to texts from narratology to support the reading of the novel, especially in what concerns the construction of the narrator. From the analysis performed, one can see that, contrary to what is expected of a memory narrative, that is, an organization of the past in a coherent and temporally linear whole, Tito transmits the family's past into a construction that reflects his disturbed mind. The chaos is also a reflection of the fact that the family history in evidence is full of gaps and silences that are often fictionally filled by its members, especially the manipulation elaborated by Mário, the stepfather, the main responsible for the oral transmission of events to Tito. Ultimately, the objects of the family archive, in addition to being suspected of falsehood, may have been selected arbitrarily to serve the protagonist's purposes. Therefore, the narrator ends by, rather than reconstituting, founding a memory of the family, but the result is problematic, once Tito is not a reliable narrator.en_US
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.publisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.rightsopenAccessen_US
dc.subjectLITERATURA PORTUGUESA - HISTÓRIA E CRÍTICApt_BR
dc.subjectLITERATURA PORTUGUESApt_BR
dc.subjectLITERATURApt_BR
dc.titleSangue e sombras: a memória familiar em Vermelho, de Mafalda Ivo Cruzpt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.degree.grantorPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentEscola de Humanidadespt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.degree.levelMestradopt_BR
dc.degree.date2018pt_BR
dc.publisher.placePorto Alegrept_BR
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000488387-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo822,99 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.