Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/11825
Tipo: doctoralThesis
Título: O ciclo de vida profissional na docência no Stricto Sensu em educação: o sentido, o significado e a percepção do bem/mal-estar a partir de narrativas (auto)biográficas
Autor(es): Timm, Jordana Wruck
Orientador: Stobäus, Claus Dieter
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Fecha de Publicación: 2018
Palabras clave: PROFESSORES - ATUAÇÃO PROFISSIONAL
BEM-ESTAR PESSOAL
SATISFAÇÃO NO TRABALHO
EDUCAÇÃO
Resumen: O trabalho docente, por muitos, não é mais visto e nem vivido como em décadas passadas. Ser professor era uma questão de status -em especial a dos docentes universitários-, considerada uma profissão nobre e digna de respeito. Atualmente, a docência não perdeu sua relevância –sem dúvida–, no entanto não é mais tão reconhecida e valorizada como antes e como merecia ser. A intensificação, a precarização e a proletarização da profissão docente têm sido, nos últimos anos, alvo de constante debate. Produtividade, competição, assédio moral, sobrecarga de trabalho, ranqueamento, publicação constante e titulação, têm sido, frequentemente, citados como estressores para quem atua, atualmente, na docência na Educação Superior. Isso pode refletir negativamente tanto na vida pessoal (exaustão física e emocional, irritabilidade, ansiedade, picos de raiva e/ou tristeza, estresse), como na vida profissional (Síndrome de Burnout, transtornos mentais, entre outros). A discussão gerada se deu a partir de como isso pode influenciar para o bem e/ou mal-estar desses profissionais em distintos períodos do ciclo de vida profissional. Com esse pano de fundo, se buscou responder ao seguinte Problema de Pesquisa: A partir das narrativas (auto)biográficas de vida ocupacional de docentes que lecionam na Pós-Graduação stricto sensu, como e o que relatam os mesmos a respeito de suas trajetórias e carreiras na área da Educação, considerando o contexto, a faixa etária e o ciclo de vida profissional em que estão inseridos? Para tanto, este estudo teve o objetivo de compreender as narrativas singulares de docentes que lecionam na Pós-Graduação stricto sensu no decorrer do ciclo de vida profissional, considerando aspectos pessoais e ocupacionais.Foram objetivos também entender a percepção individual sobre o processo de trabalho no decorrer do ciclo de vida profissional; refletir sobre os impactos dos fatores de caráter pessoal no trabalho e vice-versa, considerando, que vida pessoal e profissional são indissociáveis; analisar os fatores relacionados ao bem e ao mal-estar na carreira docente, a partir dos distintos períodos da carreira e da vida de professores que lecionam no stricto sensu; investigar o significado do trabalho docente, os fatores de satisfação e insatisfação no trabalho, os fatores de permanência e tendência ao abandono da profissão docente na Educação Superior e, sobretudo, na Pós-Graduação stricto sensu; e, contrastar histórias singulares de vida e de profissão, com o intuito de perceber características que são de ordem pessoal e características comuns à faixa etária ou ao ciclo de vida profissional. O método teve delineamento de cunho qualitativo, com o intuito de investigar professores da Educação Superior que atuam no stricto sensu em Educação e que se situam em um dos ciclos de vida profissional. A entrevista de narrativa (auto)biográfica foi adotada como instrumento de pesquisa e aplicada com quatro professoras. A partir dos dados coletados foram construídos biogramas. Diante do uso de entrevistas em profundidade, além dos biogramas, os dados coletados foram analisados com base na análise de narrativas, fundamentada na análise de discurso. Foi realizada triangulação teórica para discussão e análise dos dados com base nas teorias do ciclo de vida profissional, modelo de desenvolvimento profissional e vida adulta.Como principais conclusões, se destacam as similaridades nas narrativas, mesmo com as singularidades de cada docente, tanto no que se refere a características do ciclo vivenciado, como do fator relacionado à idade cronológica. A entrada na carreira aconteceu por vias distintas entre as entrevistadas, apesar de a opção pela carreira docente ter acontecido em torno da mesma idade cronológica. Se sugere para pesquisas futuras a ampliação no número e gênero de/dos entrevistados, bem como a aplicação de estudos com caráter quanti-qualitativo. Embora se considere pertinente a aplicação quantitativa deste estudo, se sugere que o mesmo não perca o viés qualitativo que dá voz aos docentes e suscita suas singularidades.
The teaching work, by many, is no longer seen or lived as in previous decades. Being a teacher was a matter of status - especially that of university teachers - as a noble profession worthy of respect. Currently, teaching has not lost its relevance –without doubt–, however, is no longer as recognized and valued as before and as it deserved to be. The intensification, precariousness and proletarianization of the teaching profession has been the subject of constant debate in recent years. Productivity, competition, bullying, work overload, ranking, steady publication, titling, have often been cited as stressors for those who work in higher education today. This may reflect negatively both in personal life (physical and emotional exhaustion, irritability, anxiety, anger peaks and/or sadness, stress), as well as in professional life (Burnout Syndrome, mental disorders, among others). The generated discussion is from how this can influence the good and/or malaise of these professionals in different periods of the professional life cycle. With this background, the following research problem was sought: From the occupational (auto)biographical narratives of teachers who teach in the stricto sensu Post-Graduation, how and what they report on their trajectories and careers in the area of Education, considering the context, the age group and the professional life cycle in which they are inserted? Therefore, this study aims understand the unique narratives of teachers who teach in the stricto sensu Post-Graduation throughout the professional life cycle, considering personal and occupational aspects.The objectives are also to understand the individual perception about the work process during the professional life cycle; to reflect on the impacts of personal factors on the job and vice versa, considering that personal and professional life are inseparable; to analyze the factors related to the good and the malaise in the teaching career, from the different periods of the career and the life of teachers who teach in stricto sensu; investigate the meaning of the teaching work, the factors of satisfaction and dissatisfaction in the work, the factors of permanence and tendency to the abandonment of the teaching profession in Higher Education and, especially, in the stricto sensu Postgraduate course; and to contrast singular histories of life and profession, in order to perceive characteristics that are personal and characteristics common to the age group or the professional life cycle. The method has a qualitative design and investigates Higher Education teachers who act in stricto sensu in education and who are in one of the professional life cycles. The (auto)biographical Narrative interview was adopted as a research tool and applied with four female teachers. Biograms were constructed from the data collected. Due to the use of in-depth interviews, in addition to the biograms, the collected data were analyzed based on narrative analysis, based on discourse analysis. Theoretical triangulation was performed for discussion and data analysis based on theories of the professional life cycle, professional development model and adult life.The main conclusions are the similarities in the narratives, even with the singularities of each teacher, both in terms of the characteristics of the lived cycle and the factor related to chronological age. The entry into the career happened through different paths between the interviewed ones, although the option for the teaching career happened around the same chronological age. It is suggested for future researches the increase in the number and gender of the interviewees, as well as the application of a study with quanti-qualitative character. Although the quantitative application of this study is considered pertinent, it is suggested that it does not lose the qualitative bias that gives voice to teachers and raises their singularities.
URI: http://hdl.handle.net/10923/11825
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000489090-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,51 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.