Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/13172
Tipo: masterThesis
Título: Representações sociais do homicídio de mulheres no Jornal Zero Hora
Autor(es): Santos, Ana Claudia Lemos
Orientador: Marques, Teresa Cristina Schneider
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais
Data de Publicação: 2018
Palavras-chave: HOMICÍDIOS (DIREITO)
VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER
RELAÇÕES DE GÊNERO
REPRESENTAÇÃO SOCIAL
SOCIOLOGIA
Resumo: O tema geral desta dissertação é o homicídio de mulheres no Rio Grande do Sul e tem como objetivo analisar as representações sociais do fenômeno produzidas pela mídia. Para isso, buscou-se matérias de cunho noticioso envolvendo casos de violência letal contra mulheres em banco de dados digital do Jornal Zero Hora, veiculadas no período de janeiro a dezembro de 2016. A pesquisa resultou em 48 reportagens, todas no caderno policial, e 6 chamadas de capa. Procurou-se compreender a leitura realizada pela mídia sobre os casos de homicídio de mulheres, o destaque dado a alguns casos pelo noticiário, a relevância em mencionar os antecedentes criminais da vítima e/ou seu envolvimento com o tráfico de drogas e as situações em que o homicídio é identificado como crime passional. Compreende-se que a violência letal de mulheres ocorre em diversas situações, as quais originam configurações bastante singulares. Nestes arranjos de homicídio, o elemento de gênero – constitutivo das relações sociais – pode ou não estar presente como motivador da violência. Todavia, a mídia oculta o aspecto de gênero, dificultando a compreensão dos homicídios a partir de sua complexidade.Para dar sustentação teórica à pesquisa, optou-se pela teoria das representações sociais, de Serge Moscovici e pelos estudos desenvolvidos na área de gênero e sexualidade. Quanto aos procedimentos teórico-metodológicos, foi adotada a abordagem qualitativa e o conjunto de técnicas da análise de conteúdo na sua modalidade temática para sistematização e interpretação dos dados. Os resultados apontaram que a mídia trata do homicídio de mulheres ocultando as possíveis motivações baseadas nas relações desiguais de gênero. O enquadramento da notícia é exclusivamente policial, ou seja, não considera as múltiplas dimensões que envolve a violência contra a mulher. A mídia também produz representações da violência entre parceiros íntimos em que ela é reduzida a um crime passional. Estes resultados possibilitam o aprofundamento de estudos na área, abrindo caminho para pesquisas futuras, e desafia a mídia para que incorpore a equidade de gênero na forma como interpretam os homicídios de mulheres.
The main theme of this dissertation is about women murders in Rio Grande do Sul and aims to analyze the social representations of the phenomenon produced by the media. For that, was searched for news stories involving cases of lethal violence against women, in a digital database of the Zero Hora newspaper, published in the period from January to December 2016. From this research, 48 reports was found, all in the police section, and 6 headlines. Was sought to understand the media's perspective in cases of homicide of women, the emphasis given in some cases to that reports, the relevance of mentioning the victim’s criminal record and / or their involvement in drug trafficking, and situations in which homicide is identified as a crime of passion.It is understood that the lethal violence of women occurs in several situations, which give rise to quite singular configurations. In these homicide arrangements, the gender element - constitutive of social relations - may or may not be present as drive of violence. However, the media darken the gender aspect, making it difficult to understand homicides from their complexity.For the theoretical support of the research, was opted for the theory of social representations, of Serge Moscovici and for the studies developed in gender and sexuality scope. Regarding the theoretical-methodological procedures, the qualitative approach and the set of content analysis techniques were adopted in their thematic modality for data systematization and interpretation. The results pointed out that the media deals with the murder of women covering the possible motivations based on unequal gender relations. The news framing is exclusively in police way, that means, doesn’t consider the multiple dimensions that involves violence against women. The media also produce representations of intimate partner violence in which it is reduced to a crime of passion. These results enable further study in the area, paving the way for future research, and challenge the media to incorporate gender equity into the way they interpret female homicides. The violence between intimate partners is reduced to a crime of passion in representations produced by the media. These results enable further studies in the area, paving the way for future researches, and challenging the media to incorporate gender equity into the way that they interpret female homicides.
URI: http://hdl.handle.net/10923/13172
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000490247-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,94 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.