Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/13762
Type: masterThesis
Title: Análise da relação entre os aspectos gramatical e lexical sob o prisma de uma teoria composicional
Author(s): Rocha, Ricardo Coimbra da
Advisor: Ibaños, Ana Maria Tramunt
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Letras
Issue Date: 2018
Keywords: LINGUÍSTICA
GRAMÁTICA
LEXICOLOGIA
Abstract: O objetivo deste trabalho é investigar o aspecto lexical baseado na telicidade e observar se essa propriedade opera independentemente em relação ao aspecto gramatical, por meio de uma análise da representação do tempo e de eventos no Português Brasileiro (PB). A questão principal desta pesquisa é investigar a habilidade da nossa linguagem para descrever um evento, utilizando tanto o aspecto perfectivo como o aspecto imperfectivo, sem afetar a telicidade desse evento quando mudamos o tempo em termos de inflexão verbal e perífrases. A função de fornecer informações sobre o ponto em que esse evento termina, ou seu telos, pertence às propriedades semântico-lexicais do verbo e sua relação com seu argumento interno, uma vez que a informação referente à telicidade do evento depende da forma em que esta relação é estabelecida. Partimos da análise das realizações morfossintáticas do aspecto perfectivo, imperfeito e progressivo em português, utilizando o sistema desenvolvido por Reinhart (1986), que modifica a teoria de Reichenbach (1947), para descrever como o tempo e o aspecto gramatical se realizam. De maneira mais precisa, por uma análise das relações de intervalo entre R, E e S. Começamos por analisar esses intervalos, alguns deles realizados em português, por meio do pretérito perfeito do indicativo, pretérito imperfeito do indicativo e composto imperfeito do pretérito do indicativo. Posteriormente, usamos verbos não-estativos que indicam processo ou transição, a fim de descobrir se um predicado é télico ou atélico por meio de testes de identificação de telicidade e a análise da interação entre o verbo e seu argumento.Como resultado, apresentamos definições semânticas das propriedades lexicais desses verbos em termos de processo, transição e telicidade para o uso subsequente dessas definições e propriedades de forma integrada, embora os sistemas responsáveis por codificar tempo, intervalos e aspecto lexical ainda operarem de forma independente. Para esta análise, propomos uma aproximação entre as propostas teóricas de Verkuyl (1999, 2002) e Pustejovsky (1992). Em Verkuyl, temos a definição lexical do verbo por meio da propriedade [+ -ADD TO], que, segundo Arsenijevic (2006), introduz o potencial de um evento sendo mapeado para uma estrutura escalar, onde podemos entender esse mapeamento pela relação entre as propriedades semânticas do verbo e da informação que está contida em seu argumento [+ -SQA]. Na abordagem de Pustejovsky (1992), temos a informação semântica do verbo apresentado através das propriedades de transição (E1, ¬E2) e processo (E1, En). A motivação para a aproximação dessas teorias baseia-se no fato de que, para entender como ocorre o desdobramento de um evento, é importante observar as propriedades quantificacionais contidas no verbo e quais seriam os valores de n indicados pelo seu argumento, uma vez que precisamos de pelo menos dois pontos para um evento se desdobrar. Quando obtemos o valor de n e o integramos com as propriedades lexicais do verbo, podemos observar como a telicidade desse evento ocorre e se o seu desdobramento realmente acontece independentemente do intervalo em que esse evento é inserido.
The aim of this work is to investigate the lexical aspect based on telicity and to observe whether this property operates independently in relation to the grammatical aspect through an analysis of the representation of time and events in Brazilian Portuguese (BP). The main question of this research is to investigate our language ability to describe an event using both the perfective and the imperfective aspect without affecting the telicity of this event when we change its tense in terms of verbal inflection and periphrases. The function of providing information about the point where this event ends, or its telos, belongs to the semantic-lexical properties of the verb and its relationship with its internal argument, since the information regarding the telicity of the event depends on the form in which this relation is established. We start with the analysis of the morphosyntactic realizations of the perfective, imperfective and progressive aspect in Portuguese, using the system developed by Reinhart (1986), which modifies the theory of Reichenbach (1947) in order to describe how time and grammatical aspect are realized in a more precise way, through an analysis of interval relations between R, E and S. We begin by analyzing these intervals, some of them realized in Portuguese, through the perfect preterite of the indicative, imperfect preterite of the indicative and compound imperfect preterite of the indicative. Subsequently, we use non-stative verbs which indicate process or transition, to find out if a predicate is telic or atelic through tests of identification of telicity and the analysis of the interaction between the verb and its argument.As a result, we present semantic definitions of the lexical properties of these verbs in terms of process, transition and telicity for the subsequent use of these definitions and properties in an integrated way, although the systems responsible for encoding time, intervals and lexical aspect still operate independently. For this analysis, we propose an approximation between Verkuyl's theoretical proposals (1999, 2002), where we have the lexical definition of the verb through the property [+ -ADD TO] – which according to Arsenijevic (2006) introduces the potential of an event being mapped towards a scalar structure where we can understand this mapping through the relation between the semantic properties of the verb and the information that is contained in its argument [+ -SQA] – and Pustejovsky's (1992) approach, in which we have the semantic information of the verb presented through the transition (E1, ¬E2) and process (E1, En) properties. The motivation for the approximation of these theories is based on the fact that, in order to understand how the unfolding of an event occurs, it is important to observe the quantificational properties contained in the verb and what would be the values of n indicated by its argument, since we need at least two points for an event to unfold, and when we get the value of n and integrate it with the lexical properties of the verb, we could observe how the telicity of this event occurs and whether its unfolding actually happens independently of the interval where this event is inserted.
URI: http://hdl.handle.net/10923/13762
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000491394-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,24 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.