Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/1395
Tipo: masterThesis
Título: Papel do receptor P2X7 em modelo murino de infecção por Mycobacterium tuberculosis
Autor(es): Santos Junior, André Avelino dos
Orientador: Morrone, Fernanda Bueno
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Data de Publicação: 2012
Palavras-chave: BIOLOGIA CELULAR
FARMACOLOGIA MOLECULAR
TUBERCULOSE
MICROBIOLOGIA
Resumo: Tuberculosis (TB) remains a leading cause of death worldwide, due to the great adaptability of the bacillus, which can survive in various conditions inside and outside the human host. Previous studies showed evidence that polymorphisms in P2X7 receptor are e associated with increased risk of TB. The present study aimed to analyze the role of purinergic P2X7 receptor in M. tuberculosis infection and host interaction mechanisms in vitro and in vivo. The macrophage murine cell line RAW 264. 7 was used for in vitro experiments. Our results demonstrated that treatment of RAW 264. 7 cells with ATP (3 and 5 mM) resulted in a statistically significant reduction of counting colony forming units (CFUs). Male wild-type C57BL/6 (wild-type) and P2X7 receptor KO (P2X7R-/-) mice (25–30 g) were used throughout this study for in vivo. Immunohistochemistry showed that the purinergic P2X7 receptor expression was found significantly augmented in the lungs of mice infected with M. tuberculosis. Furthermore, M. tuberculosis-infected P2X7R-/- mice showed an increase of M. tuberculosis burden in lung tissue, when compared to infected wild type mice. Infected mice showed a marked increase in the spleen weight, in comparison to non-infected animals, indicating the occurrence of splenomegaly. In P2X7R-/- spleens, we observed a significant decrease in the populations of Treg (CD4+Foxp3+), T cells (CD4+, CD8+CD25+ and CD4+CD25+), dendritic cells (CD11c+) and B220+ cells. However, a significant increase in CD11b+ cells was observed in P2X7R-/- mice, when compared to wild-type animals. In the lungs, P2X7R-/- M. tuberculosis-infected mice exhibited pulmonary infiltrates containing an increase of Treg cells (CD4+Foxp3+), T cells (CD4+ and CD8+) and a decrease in the B220+ cells, when compared with wild-type M. tuberculosis-infected mice. The findings observed in the present study provide novel evidence on the role of P2X7 receptors in the pathogenesis and control of tuberculosis. Whether selective agonists or antagonists of this receptor might be useful for improving TB complications remains a matter to be investigated.
A tuberculose (TB) continua sendo uma das principais causas de morte no mundo, devido à grande capacidade de adaptação do bacilo que pode sobreviver em diferentes condições dentro e fora do hospedeiro humano. Estudos prévios mostraram evidências de que polimorfismos no receptor purinérgico P2X7 estão associados ao aumento da suscetibilidade à TB. O presente estudo objetivou analisar o papel do receptor purinérgico P2X7, na infecção por M. tuberculosis em camundongos, e os possíveis mecanismos de interação do receptor P2X7 com o hospedeiro, em modelos in vivo e in vitro. Nos experimentos para avaliação da viabilidade da micobacteria intracelular in vitro foi utilizada a linhagem de macrófagos murinos, RAW 264. 7. Nossos resultados demonstraram que o tratamento das células RAW 264. 7 com ATP (3 e 5 mM) resultou em uma redução estatisticamente significativa da contagem de unidades formadoras de colônias (CFUs). Nos experimentos in vivo foram utilizados camundongos machos C57BL/6 (tipo selvagem) e camundongos knockout para o receptor P2X7 (P2X7R-/-) (25-30 g). Os resultados com imuno-histoquímica mostraram que a expressão do receptor purinérgico P2X7 foi encontrada significativamente aumentada nos pulmões de camundongos infectados com M. tuberculosis. Além disso, camundongos P2X7R-/- infectados com M. tuberculosis mostraram um aumento da carga da micobacteria no tecido pulmonar, quando comparado com camundongos do tipo selvagem infectados. Camundongos infectados mostraram um aumento marcante no peso do baço quando comparado com animais não infectados, indicando a ocorrência de esplenomegalia. Em baços de camundongos P2X7R-/-, observou-se uma diminuição significativa nas populações de Treg (CD4 + Foxp3 +), células T (CD4 +, CD8 + CD25 + e CD4 + CD25 +), células dendríticas (CD11c +) e células + B220. No entanto, houve um aumento significativo de células CD11b + em camundongos P2X7R-/-, quando comparados aos animais do tipo selvagem. Nos pulmões, camundongos P2X7R-/- infectados com M. tuberculosis apresentaram infiltrado pulmonar contendo um aumento de células Treg (CD4 + Foxp3 +), células T (CD4 + e CD8 +) e uma diminuição nas células + B220, quando comparado com camundongos do tipo selvagem infectados com M. tuberculosis. Portanto, os resultados observados no presente estudo fornecem novas evidências sobre o papel dos receptores P2X7 na patogênese e controle da tuberculose. O uso de agonistas ou antagonistas seletivos deste receptor como uma ferramenta terapêutica continua sendo uma questão a ser investigada.
URI: http://hdl.handle.net/10923/1395
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000439217-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo687,19 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.