Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/1399
Type: masterThesis
Title: Efeitos do bloqueio do receptor GRPR, sobre a preferência pelo odor materno e o condicionamento olfativo em filhotes machos de ratos
Author(s): Garcia, Vanessa Athaíde
Advisor: Schröder, Nadja
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Issue Date: 2010
Keywords: BIOLOGIA CELULAR
NEUROFISIOLOGIA
COMPORTAMENTO
APEGO
AUTISMO
OLFATO
RATOS - EXPERIÊNCIAS
RECEPTORES DA BOMBESINA
Abstract: O receptor do peptídeo liberador de gastrina tem sido considerado como um novo alvo molecular em desordens do desenvolvimento neurológico. Estudos prévios realizados em nosso laboratório demonstraram que o bloqueio farmacológico do GRPR durante o período neonatal em ratos produz características comportamentais que tem sido associadas com distúrbios autistas, tais como déficits de comportamento social. Alterações no comportamento de estabelecimento de vínculos podem desempenhar um papel importante na disfunção de comportamento social apresentada por crianças autistas. Ratos filhotes machos receberam duas injeções intraperitoneais diárias do antagonista do GRPR (RC-3095) do 1º ao 10º dia de vida pós-natal. No 11° dia de vida os filhotes foram submetidos à tarefa de preferência pelo odor materno e ao completarem 15 dias, à tarefa de condicionamento aversivo ao odor. Os resultados do presente trabalho demonstram que o bloqueio do GRPR no período neonatal pela administração sistêmica do antagonista RC-3095 induz uma redução na preferência pelo odor materno, uma tarefa que envolve o comportamento de apego, em ratos lactentes. Provavelmente, este efeito prejudicial possa representar uma disfunção específica no comportamento de apego mais do que um prejuízo no aprendizado do odor, pois animais que receberam RC-3095 mostraram uma resposta normal ao condicionamento aversivo ao odor. Estes resultados fornecem a primeira evidência de que o GRPR regula o comportamento de preferência materna e são consistentes com a visão de que o GRPR está envolvido com mecanismos comportamentais associados a perturbações do desenvolvimento neurológico.
The gastrin-releasing peptide receptor (GRPR) has been put forward as a novel molecular target in neurodevelopmental disorders. We have previously shown that pharmacological blockade of the GRPR during the neonatal period in rats produces long-lasting behavioral features associated with autistic disorders, such as deficits in social behavior. Alterations in attachment behavior might play a role in the dysfunction in social behavior displayed by autistic infants. Here we show that neonatal GRPR blockade by systemic administration of the GRPR antagonist RC-3095 induces a reduction in maternal odor preference, a task involving attachment behavior, in infant rats. This impairing effect is likely to represent a specific dysfunction of attachment behavior rather than a general impairment of odor learning, since animals given RC-3095 showed normal aversive odor conditioning. These findings provide the first evidence that the GRPR regulates maternal preference and are consistent with the view that the GRPR is involved in behavioral features associated with neurodevelopmental disorders.
URI: http://hdl.handle.net/10923/1399
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000422656-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo174,51 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.