Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/14000
Type: masterThesis
Title: Os significados de consumo de smartphones por jovens de baixa renda
Author(s): Bollick, Laura Chiattone
Advisor: Sampaio, Cláudio Hoffmann
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Administração
Issue Date: 2018
Keywords: CULTURA
CONSUMO - ASPECTOS SOCIAIS
CONSUMISMO - PSICOLOGIA
JUVENTUDE - ASPECTOS SOCIAIS
SMARTPHONES
SOCIOLOGIA
Abstract: Os dispositivos móveis possuem uma grande importância na construção do cotidiano da sociedade contemporânea. Considerando esse contexto este estudo objetiva investigar os significados de consumo de smartphones dado pelos jovens de baixa renda através do entendimento de como é dada forma de aquisição, os trade-offs ocasionados pela compra, como é dada a forma de uso do aparelho e como produz significados. Além disso, busca-se verificar as implicações sociais do uso do aparelho. A pesquisa de cunho qualitativa foi feita por meio de 23 entrevistas e 2 grupos focais com jovens de baixa renda em que a renda familiar mensal está entre R$ 768 a R$ 2.705 reais. Nessas circunstâncias, foi possível averiguar que o telefone celular é compreendido pelos jovens como objetos significativos para a sua sociabilidade, diante de um momento que as relações extrapolam a face a face e ganham ambiente digital. Como resultado, percebeu-se que o smartphone está entre os objetos de desejo dos jovens de baixa renda e que os significados do dispositivo móvel para os jovens entrevistados tangem a inclusão social através da conectividade e interatividade, dependência do aparelho em seu dia a dia e “extensão do eu” através da humanização do dispositivo. Observou-se também que o smartphone é considerado um acessório de moda, símbolo de status e fonte rápida de acesso. Na visão dos jovens a disseminação do uso dos telefones na sociedade causa alteração de comportamento da sociedade no que se refere as relações interpessoais.
Mobile devices are of great importance in the construction of everyday life in contemporary society. This is the subject of this study to investigate the meanings of smartphone consumption, the trade-offs caused by the purchase, how the device is used and how it produces meanings. In addition, it seeks to verify the social implications of using the device. The qualitative research was done by means of 23 interviews and 2 focus groups with low income youths from R$ 768 to R$ 2,705. In those circumstances, it was possible to calculate the types of cells that can be used as important components for their sociability, in a moment that the relations extrapolate face to face and gain a digital environment. As a result, I realized that smartphones are among the objects of desire of the low-income youth and that the meanings of the mobile device for the young people interviewed are a social inclusion through connectivity and interactivity, dependence of the device in their day to day "Self Extended" through the humanization of the device. It was also noted that the smartphone is considered one of the best fashion, symbol status and fast source of access. In the view of young people, the dissemination of the use of telephones in disempowering society should not be considered as interpersonal relations.
URI: http://hdl.handle.net/10923/14000
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000492648-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,37 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.