Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/1449
Tipo: masterThesis
Título: Efeitos comportamentais do tratamento neonatal com um antagonista do receptor do peptídeo liberador de gastrina: perspectivas para um modelo animal de transtorno do desenvolvimento neurológico
Autor(es): Torres, Juliana Presti
Orientador: Schröder, Nadja
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Fecha de Publicación: 2006
Palabras clave: BIOLOGIA CELULAR
NEUROLOGIA
MEMÓRIA
PEPTÍDIOS
Resumen: O receptor do peptídeo liberador de gastrina (GRPR) vem sendo relacionado a doenças do sistema nervoso central, incluindo desordens do desenvolvimento neurológico associadas ao autismo. No presente estudo, analisamos os efeitos do bloqueio do GRPR durante o período neonatal em medidas comportamentais relevantes em modelos animais de desordens do desenvolvimento neurológico. Ratos Wistar machos receberam injeções intraperitoneais (i. p) de salina (SAL) ou do antagonista do GRPR [D-Tpi6, Leu13 psi(CH2NH)-Leu14] bombesina (6-14) (RC-3095; 1 ou 10 mg/kg) duas vezes ao dia, do primeiro ao décimo dias de vida. Os animais tratados com RC-3095 demonstraram déficits pronunciados em interação social quando testados no período de 30-35 dias de idade. Prejuízos na retenção da memória 24h após o treino em ambas as tarefas; de reconhecimento do objeto novo (RON) e de esquiva inibitória, foram demonstrados quando os animais foram testados aos 60-71 dias de idade. O bloqueio neonatal do GRPR não afetou o comportamento em teste de memória de curta duração, 1,5h após o treino, tampouco o comportamento em campo aberto. As implicações desses achados em modelos animais de desordens do desenvolvimento neurológico são discutidas.
The gastrin-releasing peptide receptor (GRPR) has been implicated in central nervous system diseases, including neurodevelopmental disorders associated with autism. In the present study we examined the effects of GRPR blockade during the neonatal period on behavioral measures relevant to animal models of neurodevelopmental disorders. Male Wistar rats were given an intraperitoneal (i. p. ) injection of either saline (SAL) or the GRPR antagonist [D-Tpi6, Leu13 psi(CH2NH)-Leu14] bombesin (6-14) (RC-3095; 1 or 10 mg/kg) twice daily for 10 days from postnatal days (PN) 1 to 10. Animals treated with RC-3095 showed pronounced deficits in social interaction when tested at PN 30-35 and impaired 24-h retention of memory for both novel object recognition (NOR) and inhibitory avoidance tasks tested at PN 60-71. Neither short-term memory tested 1. 5 h posttraining nor open field behavior were affected by neonatal GRPR blockade. The implications of the findings for animal models of neurodevelopmental disorders are discussed.
URI: http://hdl.handle.net/10923/1449
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000348257-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo490,43 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.