Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/15306
Tipo: masterThesis
Título: Construção das identidades de gênero e sexual no ambiente escolar: percepções, práticas pedagógicas e resolução de conflitos
Autor(es): Ettrich, Débora da Gama
Orientador: Ferraro, José Luis Schifino
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática
Data de Publicação: 2019
Palavras-chave: IDENTIDADE DE GÊNERO
SEXUALIDADE
CONFLITOS (EDUCAÇÃO)
PSICOLOGIA EDUCACIONAL
Resumo: A escola é atravessada por uma diversidade de estudantes e professores, assumindo um papel essencial na contrução social dos estudantes e representando o local onde crianças e jovens convivem com uma heterogeneidade de opiniões e percepções. Assim, a presente dissertação tem como objetivo geral compreender como as práticas pedagógicas relacionadas à resolução de conflitos envolvendo questões de gênero em ambientes escolares contribuem para a construção das identidades de gênero e sexual. A pesquisa apresenta natureza qualitativa, tratando-se de um estudo de caso. A fim de atingir o objetivo proposto, foram desenvolvidos diferentes procedimentos metodológicos: observações em turmas do 1º e do 8º ano do ensino fundamental, cujas informações foram registradas em notas de campo; questionário com os professores dessas turmas; entrevista semiestruturada com uma mulher trans, a fim de perceber como se deu sua relação com a escola. Por fim, parte dos dados coletados foram analisados por meio do método de Análise de Conteúdo, buscando interpretar os resultados e gerar novos significados. Como resultado, foi percebido que as relações entre os estudantes e deles com os professores no 1º ano estão muito mais centradas na dimensão do gênero, enquanto no 8º ano surgem questões que envolvem sexualidade. A ausência de observação de situações de conflito que envolvem gênero e sexualidade demonstrou a diminuição das possibilidades de exploração do corpo na medida em que os estudantes se tornam mais velhos e, portanto, mais sexualizados. Por outro lado, fica evidente na fala de uma pessoa trans diversas situações de conflito enfrentadas na escola. Desmonstra-se a importância de a escola oferecer uma educação que promova a liberdade sobre o corpo e o entendimento de que existem múltiplas formas de compor as identidades. .Assumindo como eixo central uma postura crítica à educação normatizadora, discutem-se as possibilidades para uma perspectiva queer na educação.
The school is crossed by a diversity of students and teachers, taking an essential role in the social construction of students and representing the place where children and young people live with a heterogeneity of opinions and perceptions. Thus, the present dissertation aims to understand how pedagogical practices related to conflict resolution involving gender issues in school settings contribute to the construction of gender and sexual identities. The research has a qualitative nature, being a case study. In order to reach the proposed objective, different methodological procedures were developed: observations in classes of the 1st and 8th year of elementary and middle school, whose information was recorded in field notes; questionnaire with the teachers of these classes; semi-structured interview with a transgender woman, in order to understand how their relationship with the school happened. Finally, part of the collected data was analyzed through the Content Analysis method, in order to interpret the results and generate new meanings. As a result, it was noticed that the relations between the students and their teachers in the first year are much more focused on the gender dimension, whereas in the 8th year issues arise that involve sexuality. The absence of observation of conflict situations involving gender and sexuality has demonstrated the decrease in the possibilities of exploration of the body as students become older and more sexualized. On the other hand, it is evident in the speech of transgender subject different situations of conflict faced in the school. The importance of a school offering an education that promotes freedom over the body and the understanding that there are multiple ways of composing identities is underscored. Assuming as central axis a critical posture to normative education, the possibilities for a queer perspective in education are discussed.
URI: http://hdl.handle.net/10923/15306
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000495473-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,2 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.