Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/15420
Tipo: doctoralThesis
Título: A influência do capital social no compartilhamento do conhecimento entre empresas situadas em parques científicos e tecnológicos em diferentes culturas nacionais
Autor(es): Steffen, Mário Oscar
Orientador: Oliveira, Mírian
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Administração
Fecha de Publicación: 2019
Palabras clave: CAPITAL SOCIAL
PARQUES CIENTÍFICOS E TECNOLÓGICOS
GESTÃO DO CONHECIMENTO
ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS
Resumen: O conhecimento é um dos recursos mais importantes das empresas. A pressão de clientes e concorrentes faz com que produtos e serviços tornem-se obsoletos rapidamente. Uma alternativa para acelerar o processo de criação de novos produtos e serviços é procurar outras empresas para, compartilhando o conhecimento de todos, atender às demandas do mercado. O conhecimento pode estar, também, em universidades, que possuem recursos como laboratórios e pesquisadores que podem colaborar para atender as necessidades das empresas. Ter acesso a investidores que aportem dinheiro e experiência de gestão permite que as empresas dediquem seus esforços a atender melhor seus clientes. Os parques científicos e tecnológicos são áreas de inovação nas quais estão presentes empresas, universidades e investidores e que oferecem recursos físicos e conhecimento para que as empresas possam se desenvolver. O ambiente dos parques científicos e tecnológicos permite a integração entre empresas, conhecimento e capital. Os gestores dos parques e das empresas devem estar atentos à maneira como as empresas se relacionam, como se formam as redes de colaboração, que tipo de conhecimento necessitam, como a cultura das empresas interfere nas normas de relacionamento e a como criar um ecossistema no qual exista confiança entre as empresas. O objetivo deste trabalho é analisar como as empresas de parques científicos e tecnológicos formam e usam suas redes de contatos e qual a influência da cultura nacional nestes relacionamentos.Para atingir estes objetivos foram coletados dados em empresas sediadas em parques científicos e tecnológicos no Brasil e na Espanha. Foram entrevistados 88 gestores de empresas e gestores de cinco parques tecnológicos no Brasil e sete na Espanha, com o objetivo de analisar se as iniciativas dos gestores dos parques e das empresas atingem seus propósitos de integração e geração de conhecimento. Também foram analisadas respostas de 217 questionários de colaboradores de empresas de parques científicos e tecnológicos sobre como compartilham conhecimento e como se relacionam com o ecossistema do parque. A combinação dos resultados das entrevistas e questionários colocam luz no contexto do relacionamento entre empresas de parques, ainda pouco estudado pela academia. Os resultados também servem para gestores de empresas de parques científicos e tecnológicos decidam sobre como aproveitar os recursos dos parques e para os gestores de parques entenderem e focarem seus esforços no que realmente interessa às empresas, respeitando particularidades culturais.
Knowledge is one of the most important resources of companies. The pressure from customers and competitors makes products and services obsolete quickly. An alternative to accelerate the process of creating new products and services is to look for other companies to share the knowledge of all, to meet the demands of the market. Knowledge can also be in universities, which have resources such as laboratories and researchers that can collaborate to meet the needs of companies. Having access to money-giving investors and management expertise allows companies to devote their efforts to better serve their clients. The science and technology parks are areas of innovation in which companies, universities and investors are present and which offer physical resources and knowledge so that companies can develop. The environment of scientific and technological parks allows the integration between companies, knowledge and capital. Park and business managers should be aware of how companies relate, how collaborative networks form, what kind of knowledge they need, how corporate culture interferes with relationship rules, and how to create an ecosystem in which there is trust between companies. The objective of this work is to analyze how the companies of science and technology parks form and use their networks of contacts and what the influence of the national culture in these relationships.To achieve these objectives, data were collected from companies located in science and technology parks in Brazil and Spain. Managers of 88 companies and managers of five technology parks in Brazil and seven in Spain were interviewed, in order to analyze if the initiatives of park managers and companies reach their purposes of integration and generation of knowledge. Responses from 217 questionnaires from employees of science and technology parks companies about how they share knowledge and how they relate to the ecosystem of the parks were analyzed. The combination of interview results and questionnaires sheds light on the context of the relationship between park companies, which has not yet been studied by the academy. The results also serve to managers of science and technology parks companies to decide on how to take advantage of park resources and for park managers to understand and focus their efforts on what really matters to businesses while respecting cultural particularities.
URI: http://hdl.handle.net/10923/15420
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000495545-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo5,48 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.