Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/1913
Type: masterThesis
Title: O capital social e as redes de cooperação: a influência dos fatores sociais nas redes de cooperação de serviço no RS
Author(s): Reginato, Luiz Fernando
Advisor: Santos, Hermílio
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais
Issue Date: 2007
Keywords: SOCIOLOGIA
REDES SOCIAIS
DESENVOLVIMENTO SOCIAL
DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO - RIO GRANDE DO SUL
Abstract: O surgimento da Nova Sociologia Econômica (NSE) resgatou para a sociologia o campo do estudo e análise do mercado - relações de produção e consumo - até então sob a hegemonia das ciências econômicas. A defesa da inserção social da economia, originária das concepções de Karl Polanyi e desenvolvidas principalmente por Mark Granovetter, trouxe à tona a relevância dos fatores sociais nas questões econômicas. Ao mesmo tempo, a sociedade informacional preconizada por Manuel Castells chama a atenção para as redes entre as organizações, como novas formas de organização da produção e do trabalho, mais adaptadas a este chamado ciberespaço, onde o valor migra do capital tangível para o intangível.A importância atribuída a estes arranjos em rede no mundo contemporâneo parece transcender a dimensão econômica e a flexibilidade produtiva, para evidenciar uma dimensão social, resultante dos laços sociais entre os atores em rede, como elementos fundamentais para a própria sobrevivência e êxito, relacionados aos benefícios coletivos. O interesse de compreender as influências sociais nesse processo de geração econômica, através da investigação das trocas de capital social nas redes interempresariais, poderá contribuir para esclarecer alguns dos aspectos em que se fundamenta a proposição da NSE da interpolação entre o econômico e o social. Este é, em síntese, o objetivo de nossa pesquisa e estudo aqui desenvolvido numa rede do segmento de redes heterogêneas de serviço no Rio Grande do Sul, no período de 2005 até 2007.
The advent of New Economic Sociology (NES) recovered for sociology the field of the study and analysis of the universe market - relations of production and consumption - until then under the hegemony of economic sciences. The defense of the social insertion of the economy, originary of the conceptions of Karl Polanyi and developed mainly for Mark Granovetter, to emerge the relevance of the social factors in the economic questions. At the same time, the informational society preconizes by Manuel Castells attracts attention for the nets among the organizations, as new forms of Organization of the production and the work, more adapted to this call cyberspace, where the value pass of the tangible capital for the intangible. The importance attributed to these arrangements in Net in the World contemporary seems to exceed the economic dimension and productive flexibility, to evidence a social dimension, resultant of the social ties among the actors in Net like basic elements for the proper survival and success, related to the collective benefits. The interest of the understand the social influences in this process of economic generation, through the inquiry of the exchanges of capital social in the interbusiness nets, will be able to contribute to clarify some of the aspects where is based the proposal of the NES of the interpolation between the economic and social. This is, in synthesis, the objective of our Research and study to be developed in a Net of the segment of heterogeneous nets of service in the Rio Grande do Sul, in the period of 2005 until 2007.
URI: http://hdl.handle.net/10923/1913
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000395841-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo727,47 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.