Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/2014
Tipo: doctoralThesis
Título: Do apocalíptico texto ao integrado contexto: passeios críticos pelos bosques da comunicação
Autor(es): Keske, Humberto Ivan
Orientador: Antonini, Eliana Pibernat
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social
Data de Publicação: 2007
Palavras-chave: COMUNICAÇÃO DE MASSA
SEMIÓTICA
CULTURA (COMUNICAÇÃO DE MASSA)
SIGNOS
Resumo: The purpose of this work is to study the meaning construction process that occur in the connection established between a notion of text inserted in its contexts. This transition pressuposes different sign games that contribute to setting up, construction and actualization of a determined interpretative course. Understanding every communicational act as a cultural one, the notion of text will enlarge to a notion of a possible textuality, and the notion of context to a possible (con)textuality as well. The influence of a contextual level upon a textual one will be analyzed by putting two authors close: in Umberto Eco, the communicational circumstances set out from a minimum dictionary, that is fundamental for any comprehension, and rescue an encyclopedic competence, a plural knowledge necessary for decoding different co-textual, contextual and intertextual systems that involve the communicative process as a whole; in Mikhail Bakhtin, the notion of statement foresees the other one´s statement as a dialogical counterpoint, uttered in a single meaningful context, specific and non-reiteratable. The research has a qualitative nature, consisting of a bibliographical, descritive and interpretative review set out from the theoretical reference about the subjetc. The practical exercise of this work will be characterized by theorizing, that is, reflecting and analyzing the foundations provided by both authors concerning the research. The work intends to reach the following aims: to demonstrate how the context becomes indispensable while the statement becomes a text, and the text enlarges to different textualities; to analyze the meaning production relation (re)created between the notions of text and context, that involves a communicational act. This implies (re)thinking the process of textual and contextual interpretation as a dynamic space of constant abductive games. This implies reflecting about empirical reader set in within the communicational process that (re)creates such relation by inserting it in a given culture.
O presente trabalho tem como proposta o estudo dos processos comunicacionais que ocorrem na relação estabelecida entre uma noção de texto inserida em seu contexto. Tal passagem, formada ou ainda em formação, pressupõe diferentes jogos sígnicos que concorrem para a instauração, construção e atualização de um determinado percurso interpretativo levado a cabo pelos sujeitos das culturas e das sociedades contemporâneas. Entendendo todo o ato comunicacional como um ato mediado pela cultura, a noção de texto pode ser ampliada para a de uma possível textualidade e a de contexto para a de uma possível (com)textualidade. A influência de uma instancia contextual sobre outra textual é trabalhada pela aproximação de dois autores que, embora distintos, dialogam entre si: em Umberto Eco, o contexto externo ao código, chamado de circunstância de comunicação, parte de um dicionário mínimo, fundamental para qualquer compreensão e resgata uma competência enciclopédica, conhecimento plural necessário para a decodificação dos diferentes sistemas co-textuais, contextuais e intertextuais que envolvem todo o processo comunicacional. Em Mikhail Bakhtin, a noção de enunciado já prevê como seu contraponto dialógico o enunciado do outro, proferido em um contexto significante único, específico e não reiterável. A pesquisa é de natureza qualitativa, compreendendo uma revisão bibliográfica, descritiva e interpretativa a partir do referencial teórico proposto. Percorrendo tais pressupostos, constatou-se que o contexto torna-se indispensável à medida que o enunciado vai se transformando em texto e o texto se expande em diferentes textualidades. Neste sentido, o ato comunicacional colabora com o processo de interpretação textual e contextual enquanto espaço dinâmico de constantes jogos abdutivos. Por fim, observa-se que o lugar que este sujeito ocupa nas transformações comunicacionais é o de (re)criar a relação entre texto e contexto, desde sempre perpassada pelos diferentes aspectos da cultura.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2014
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000387471-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,66 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.