Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/2133
Tipo: masterThesis
Título: Idéias de educação na comunicação do jornal Mundo Jovem: 1963 a 2005
Autor(es): Souza, Rui Antônio de
Orientador: Castro, Maria Helena Steffens de
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social
Data de Publicação: 2008
Palavras-chave: COMUNICAÇÃO SOCIAL
JORNAIS - ASPECTOS SOCIAIS
PUCRS - JORNAL MUNDO JOVEM
ANÁLISE DO DISCURSO
EDUCAÇÃO
Resumo: Esta pesquisa resgata aspectos da história do jornal Mundo Jovem, cuja circulação iniciou em 1963 até a atualidade. De um "boletim vocacional", gestado no Seminário Maior de Viamão – RS, Mundo Jovem tornou-se um impresso voltado ao mundo da educação juvenil, divulgando conteúdos e idéias interdisciplinares. O Jornal Mundo Jovem é um veículo que discute, através de suas matérias, os diferentes paradigmas da educação brasileira, que são debatidos em sala de aula e entre os educadores e assinantes deste periódico. Ou, mais ainda, este impresso propõe um modelo de educação: popular, crítica, democrática, dialógica e libertadora, pois se trata de uma publicação que apresenta idéias e propostas, sem ser apenas o reflexo do seu tempo. Sendo assim, este trabalho discute como o periódico comunica os paradigmas educacionais adotados no país desde a década de 1960, com o propósito de formar pessoas autônomas, criativas, críticas e solidárias, capazes de explorar o universo de suas construções intelectuais. Os paradigmas serão analisados através dos artigos sobre educação, publicados no Mundo Jovem da década de 1960 até a de 2000, interpretando como eram feitas estas relações com o contexto social de cada época. Através da pesquisa aos textos e da interpretação, facilitada pela Hermenêutica de Profundidade, de John Thompson, e pela teoria da enunciação, de Patrick Charaudeau, procuro analisar a produção deste veículo de comunicação e seu propósito de educar através do jornalismo.
This research brings aspects of the history of the periodic publication Mundo Jovem, whose circulation initiated in 1963 and continues in the present time. From a "vocational publication", created within the Seminário Maior de Viamão - RS, Mundo Jovem became a printed matter directed to the world of education of youngsters, divulging contents and ideas from multiple courses of study. This publication argues, through its articles, different paradigms of Brazilian education, debated in classrooms and among educators and subscribers. Or, moreover, proposes an education model: popular, critical, democratic, dialogic and liberating, because it is a printed matter that presents ideas and proposals, without being only the reflex of its time. Thus, this work argues how Mundo Jovem communicates the adopted educational paradigms in the country since the decade of 1960, with the intention to form independent, creative, critical and solidary people, capable to explore the universe of its intellectual constructions. The paradigms will be analyzed through articles on education, published in Mundo Jovem from the 60’s until the decade of 2000, interpreting how those relations were made with the social context of each time. By the research of the texts and the interpretation, made easier for the Depth Hermeneutics, by John Thompson, and for the enunciation theory, by Patrick Charaudeau, the objective is to analyze the production of this media vehicle and its intention to educate by journalism.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2133
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000401354-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo12,76 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.