Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/2632
Type: masterThesis
Title: Análise empírica do CAPM básico para o Brasil após a implantação do plano real
Author(s): Alencastro, Denilson
Advisor: Fochezatto, Adelar
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Economia do Desenvolvimento
Issue Date: 2009
Keywords: ECONOMIA - BRASIL
POLÍTICA ECONÔMICA - BRASIL
CONJUNTURA - ANÁLISE
Abstract: A presente pesquisa apresenta uma análise empírica do modelo de precificação de ativos, o Capital Asset Pricing Model (CAPM), de modo a avaliar o retorno e o risco não diversificável dos ativos financeiros para o Brasil entre 30 de junho de 1994 e 30 de junho de 2009. A análise é feita em três sub-períodos de cinco anos. De início é feita uma revisão teórica do modelo básico e a metodologia econométrica de teste desse modelo. Ainda nesse primeiro momento, disserta-se sobre as proposições de melhoria do CAPM e é feita uma revisão da literatura aplicada no mercado financeiro brasileiro. Em um segundo instante, mostra-se que a metodologia empregada segue a linha de Fama e MacBeth (1973), onde a validade do CAPM é testada em duas etapas. Na primeira, estimam-se os betas a partir de regressões em séries temporais. Na segunda, são feitas novas regressões em cross section utilizando o beta da primeira etapa como variável independente e o retorno médio das carteiras como variável dependente. O método econométrico utilizado é o dos Mínimos Quadrados Ordinários (MQO).Nesse mesmo instante, mostra-se quais os critérios de seleção da amostra, as variáveis utilizadas nas regressões e os testes estatísticos para validar o modelo. Por fim, analisa-se a conjuntura econômica de cada um dos sub-períodos de cinco anos e emprega-se o modelo básico do CAPM. Os resultados mostram que o CAPM no primeiro período é válido, mas com baixo poder de explicação. No segundo período o modelo não é válido. Já no terceiro, o modelo somente é validado após a correção da heterocedasticidade ou pela exclusão de dois outliers.
This paper introduces an empirical study of the Capital Asset Pricing Model (CAPM), so as to analyze the return and non-diversifiable risk of capital assets for Brazil between June 30th 1994 and June 30th 2009. The study is divided into three sub-periods of five years. Initially, a theoretical review of the traditional model and the econometric methodology for testing of this model are presented, followed by a discussion of the propositions for improvement of CAPM and a review of the applied literature on the Brazilian financial market. Secondly, the methodology utilized is shown to be in accordance with Fama and MacBeth (1973), in which CAPM’s validity is tested in two steps. In the first, the betas are estimated from time-series regressions. In the second, new cross section regressions are run using the first step’s beta as an independent variable and the average return of the portfolios as a dependent variable. The econometric method used is the Ordinary Least Square (OLS). At this point, the selection criteria for the sample, the variables used in the regressions and the statistic tests used to validate the model are presented. Further, the economic conjuncture of each five-year sub-period is then analyzed and the traditional CAPM applied. The results show that although the CAPM is valid in the first period, it offers low explanatory power. In the second period the model is not valid and in the third period the model is only validated after heterocedasticity correction or by excluding two outliers.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2632
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000416329-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo886,21 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.